Fabiano de Abreu: “Do céu ao abismo – veja como um famoso personal trainer de Portugal avalia Renato Gaúcho”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/ FLAMENGO

O Flamengo teve um início avassalador com Renato Gaúcho, porém, na fase mais decisiva da temporada, tem deixado a desejar. Conversei sobre isso com Tauan Gomes, meu amigo pessoal e famoso personal trainer de Portugal, para entender melhor o que tem acontecido com o nosso time. Abaixo, seguem os detalhes do papo!

Fabiano de Abreu: O que tem acontecido com o Flamengo após o início avassalador de Renato Portaluppi?

Tauan Gomes: Após uma sequência que o Fla enfileirou seis vitórias consecutivas, incluindo goleadas na Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, o time da Gávea dá claros sinais de esgotamento em meio a calendário, desfalques e o cargo do treinador começa a ser contestado pela torcida.

Renato Gaúcho que tem um estigma de copeiro e recuperar jogadores considerado medalhões que vivem uma má fase em sua carreira, no Flamengo não foi diferente. Aconteceu com Vitinho, Michael, antes contestado pela torcida e hoje faz parte constantemente do plantel de jogo e somam 17 participações diretas em gols na temporada.


Quer comprar produtos do Flamengo pela internet? Conheça a loja mais rápida e segura!


Fabiano: Qual o motivo da queda de rendimento dos demais jogadores e acúmulo de jogos de baixo rendimento técnico do time?

Tauan: Na era Jorge Jesus, intensidade alta foi considerado o ponto forte do Flamengo e logo na chega o Mister deixou claro seu objetivo : “Quero revolucionar, minhas ideias são diferentes.” E “ Só ganhar não basta.” E após 20 dias de trabalho sobre comando e muito mais sessões de treinos do que o habitual no futebol brasileiro notou-se a diferença no estilo de jogo não apenas na questão técnica e tática trazida pelo luso mas sim principalmente na parte física onde o time corria com grande intensidade por todo jogo.

Concentração por maior período antes das partidas, voos fretados exclusivamente pelo time, buscando evitar maior desgaste entre as partidas justamente pelo hábito de colocar o seu melhor em campo, sem poupar, fez com que o time ganhasse um estilo próprio de jogo que o tornou quase imbatível. Flamengo sobrou fisicamente e emocionalmente em relação aos demais concorrentes e decidia acelerar e decidir as partidas a qualquer momento.

O time de Renato Portaluppi tem um método diferente do Luso no comando de suas equipes na questão de variação tática, duração de treinamentos tático e físico, concentração em véspera de partidas e até mesmo na rodagem do grupo. Com isso, vem sofrendo com oscilações no desempenho dentro de campo. O fator físico e emocional da equipe está nitidamente comprometido. – Após um recente revés, o técnico declarou – “Quem muito quer, nada tem.”

A justificativa do treinador pelo declínio é pelo excesso jogos e competições simultâneas, além de lesões e convocações.

A verdade que sabemos é que e o cenário de tranquilidade mudou drasticamente do céu ao abismo após sequência de tropeços começando pelo empate diante do Cuiabá e a derrota no clássico contra o Fluminense em compromissos pelo Brasileirão, e piorou com eliminação de forma vexatória na semifinal da copa do Brasil pelo Athletico Paranaense. Fatores que deixaram o cargo do treinador contestado na Gávea, principalmente por conta da pressão pelas próximas decisões na reta final da temporada, na taça Libertadores da América, contra o Palmeiras em jogo único. Se Renato não mostrar uma mudança no Brasileirão, quem poderá precisar de uma ajuda para se manter no comando será o é o próprio Renato Gaúcho. – E como diz o querido mister : no Flamengo não basta vencer, tem que convencer.


Pressionado pelos resultados e também pelo desempenho, Renato pode escrever o nome na história do Flamengo como alguém que venceu como jogador e técnico. No entanto, também pode entrar como o primeiro a falhar em uma final de Libertadores e, além disso, o que abandonou uma competição na qual o Fla está entre os maiores campeões: o Brasileirão.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Cara que matéria com cara de fake viu!!!
    Pelo amor de Deus!!!
    Respostas do entrevistado totalmente desconexas!!!