Valentim rasga o verbo contra Gabigol, cobra respeito e dispara: “É só pegar o histórico”

FOTO: DIVULGAÇÃO / ATHLETICO-PR

O Flamengo empatou por 2 a 2 com o Athletico-PR, na última terça-feira (02), na Arena da Baixada, em partida adiada pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Após uma arbitragem polêmica, uma confusão ficou marcada depois do apito final. Isso porque, Alberto Valentim tentou impedir Gabigol de conversar com Marcinho e, a partir disto, se iniciou o bate-boca. Não à toa, o treinador ‘provocou’ o atacante do Rubro-Negro.

Durante a entrevista coletiva, Valentim detonou Gabigol e relembrou outras polêmicas envolvendo o jogador do Flamengo. O treinador ‘minimiza’ a confusão ao comentar o ‘histórico’ do atacante.

— Eu falo o seguinte: o que ficou no campo, morre lá, tudo bem. Mas o que a gente tem que ter, independente do adversário, independente do time que você joga, é um pouquinho de respeito só. Isso é o que eu falo sempre’ –, disse Valentim antes de completar:


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


— É só você pegar o histórico de alguns jogadores: quantas vezes reclama, quantas vezes é polêmico, quantas vezes cria um certo clima dentro do campo que acaba atrapalhando até a arbitragem, quando você quer criar um clima que não precisa muitas vezes. Então a única coisa que eu tenho para falar é de respeito, só isso –, finalizou.

Após o empate polêmico, o Flamengo vira a chave e foca no próximo compromisso. O Rubro-Negro encara o Atlético-GO, na sexta-feira (05), às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã, em confronto adiado pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Que o Gabriel tem um histórico isso é verdade. Mas no jogo de ontem eu não vi nada que ele teria feito pra causar confusão. Por outro lado, o jogador do Valentim claramente já entra em campo com a intenção de agredir os atletas do Flamengo. Reparem que no início do jogo num tiro de meta pro Flamengo o árbitro já vai chamar a atenção do Kayzer antes mesmo da batida. Valentim deveria cobrar era desse cara, que agrediu covardemente o Léo Pereira.

  • Se quer dizer o que é certo mesmo comece reconhecendo que aquele lance foi penalti. Querer estar certo somente no que convém não é exemplo.

  • Independente do comportamento do gabigol nos jogos e até mesmo extra campo, é muito deselegante para não ser grosseiro, o técnico Alberto Valentim puxar um jogador do seu time de perto de um outro concorrente, sendo que não estavam fazendo nada de errado apenas conversando amistosamente.

  • Pra ele exemplo de bom caráter deve ser o Kaiser ……

  • VALENTINA, PARECE QUE VOCÊ TA AFIM DE DAR O CANECO PRO GABIGOL, INSISTA QUEM SABE VOCÊ CONSEGUE,…OU PROCURA O RONALDO FENÔMENO….AI VOCÊ SE LASCA

  • Esse babaca e outro que vive arrumando confusão!!! E agora vem falar merda!!!

  • VALENTINA,CONFESSA QUE VOCÊ TA AFIM DE DAR O CANECO PRO GABIGOL, INSISTA QUEM SABE VOCÊ CONSEGUE,…OU PROCURA O RONALDO FENÔMENO,…..AI VOCÊ SE LASCA.

  • Infelizmente, ele está certo.