Flamengo negocia com patrocinadores para ‘fechar’ espaços no uniforme em 2022

Rubro-Negro intensificou tratativas e deseja anunciar mais dois parceiros já em janeiro, deixando o Manto bem avaliado


O Flamengo tem investido consideravelmente no elenco ao longo dos últimos anos. Isso é possível, pois o Rubro-Negro se reestruturou e tem arrecadado alta quantia com patrocinadores. Em 2022, o intuito do Mengão é superar a barreira dos R$ 160 milhões, somando todos os parceiros no uniforme, e, para isso, o Fla negocia para fechar os dois espaços que faltam no Manto.

Após anunciar acerto com três patrocinadores para 2022: Pixbet (ombro) ABC Construção (calção) e Havan (manga da camisa), o Flamengo tenta concluir as negociações com mais dois parceiros. Estes ocuparão os espaços da costa inferior e do meião, que, em 2021, foram usados pelo Grupo Total e pela Moss, respectivamente. Vice-presidente de comunicação e marketing, Gustavo Oliveira falou sobre o tema.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


No que se refere ao uniforme de jogo, posso informar que já temos fechados até o final de 2022 quase todos os espaços disponíveis. Estamos finalizando apenas as negociações para costas inferior e meia. Acredito que até meados de janeiro tenhamos estas parcerias fechadas -, disse, em entrevista ao GE. Ele ainda prosseguiu:

O trabalho que fazemos no nosso marketing procura sempre estimular a sinergia entre os diversos ativos promocionais do Flamengo. Ou seja , não vendemos apenas a aparição da marca no uniforme e sim o engajamento dos 42 milhões de torcedores com nossos parceiros. Sendo assim, nossa entrega é sempre pensada como um mix de presença no uniforme, nas redes sociais, na FlaTV e em ações promocionais. Isto tem trazido receitas muito mais relevantes tanto para os parceiros quanto para o clube.

Com os até então patrocinadores fechados para a temporada 2022, o uniforme do Flamengo está avaliado em 147,1 milhões. O intuito é passar dos R$ 160 milhões, por isso o clube tem o interesse em acertar com os dois novos parceiros – ou renovar com os que estiveram em 2021 (Grupo Total e Moss) – o quanto antes, para conseguir pegar uma quantia de, pelo menos, mais R$ 12 milhões.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *