Após ser rebaixado, Flamengo Esports interrompe participação na Liga Brasileira de Free Fire

O Rubro-Negro caiu da Série B para a Série C em setembro de 2021

Com uma sequência de temporadas turbulentas, o time do Flamengo que disputava a LBFF (Liga Brasileira de Free Fire) teve sua interrupção anunciada por Laila Cavalcanti Loss, representante da Simplicity Esports no Brasil.

Por enquanto não vamos ter o time de Free Fire. Estamos reorganizando a casa e provavelmente teremos no segundo semestre, se o planejamento seguir o fluxo normal — disse Laila, em entrevista ao GE.

O Flamengo utiliza o sublicenciamento em algumas modalidades do segmento esportivo, a empresa Simplicity Esports é a responsável pelo gerenciamento do clube no cenário, que após um histórico caótico na liga, anunciou mudanças no método de administração.

Quer comprar produtos do Flamengo pela internet? Conheça a loja mais rápida e segura

— Algumas modalidades estavam no modelo de sublicenciamento e vimos que não funcionou como organização, para imagem, nada. Então, estamos analisando todos os custos envolvidos antes de montar um time e buscando patrocinadores. A Simplicity vinha terceirizando o comando da equipe a outras empresas, dificultando o andamento da divisão.

O Flamengo anunciou em agosto de 2020, o início do clube no cenário competitivo de Free Fire, disputou a LBFF 3 e, logo em seguida, na LBFF 4, foi rebaixado para a Série B. Durante a LBFF 5 o Mais Querido não alcançou o acesso a Serie A, e então na LBFF 6 foi rebaixado para a Série C.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *