Variedade de peças, valores e mais: veja detalhes da parceria inédita entre Reserva e Flamengo

Por Tulio Rodrigues e Rafa Penido

Imagem: Divulgação/Reserva

Nesta terça (11), a Reserva e o Flamengo lançam uma “Collab”; parceria para produção e comércio de uma linha casual de roupas e acessórios voltados aos torcedores para uso no dia a dia. As peças estarão disponíveis para serem adquiridas nas lojas oficiais do clube e da empresa. Os preços variam entre R$ 90 e R$ 1.200.

Os torcedores irão encontrar uma coleção de vestuário com diferentes possibilidades de símbolos do clube: camisas polo e social, além de casacos, são algumas das opções que estão disponibilizadas nas versões masculina, feminina e infantil.



No último domingo (10), a empresa organizou um evento de lançamento na Gávea, sede social do Flamengo. Diversos convidados, incluindo representantes do Coluna do Fla, tiveram a oportunidade de conferir em primeira mão todas as peças da parceria. Estiveram presentes os craques Adílio, Andrade, Mozer e Rondinelli. Os ídolos do clube ainda jogaram uma pelada e atenderam aos fãs.

A campanha “Reserva + Flamengo – O encontro entre Pica-Pau e Urubu”, contou com jogadores do elenco atual para divulgação das peças: Diego, Marinho, João Gomes, Rodrigo Caio e Hugo Souza foram os modelos escolhidos. O técnico Paulo Sousa já utiliza a camisa social à beira do campo. Vale ressaltar que esta é a primeira vez que a Reserva faz uma parceria exclusiva com um time de futebol no Brasil.



Ao convite do Flamengo, desenhamos uma coleção que marca a estreia do clube nos gramados da moda. São peças casuais e confortáveis, inspiradas no esporte, mas indicadas para diversas ocasiões do dia a dia. A coleção Reserva + Flamengo é produzida com orgulho e eticamente no Brasil, usando processos de produção que causam o menor impacto possível ao meio ambiente —, disse a empresa.

NOVO CONTRATO COM ADIDAS PERMITIU A PARCERIA

Em janeiro deste ano, Flamengo e Adidas renovaram o contrato de fornecimento de material. O novo negócio devolveu ao clube a possibilidade de produzir e comercializar produtos de marca própria, unbranded — quando uma empresa comercializa produto “sem marca” —, além da Collab, como é o caso da parceria do Mais Querido com a Reserva.

Tem sido cada vez mais comum que marcas de grife firmem parcerias com clubes de futebol fora das quatro linhas. Na Itália, Giorgio Armani veste o Napoli e na França, a Dior produz as vestimentas do Paris Saint Germain, que também tem uma Collab com a Replay, da Espanha.

Rony Meisler, CEO da Reserva, falou sobre a parceira com o Rubro-Negro, ressaltou as expectativas pelo sucesso comercial e ainda revelou que a empresa está aberta a outros clubes.

A parceria é de longo prazo e, na medida em que for dando certo, ela vai crescer. Produzimos um bom volume de peças e acreditamos que vai ser um sucesso comercial.

Se tiver convite do Palmeiras, Corinthians ou Fluminense, a gente fará com o maior orgulho. Não é questão de clubismo, mas de amor pelo esporte. Acredito que essa vai ser a primeira de muitas colaborações entre marcas não esportivas e times. E a gente não quer competir com marcas esportivas. Cada um ocupa seu papel dentro desse jogo. Isso acontece lá fora. Mas o futebol é um esporte cuja apropriação cultural deveria ser nossa —, disse o executivo em entrevista ao “O Globo”.

@poetatulio

Nova coleção Reserva + @flamengo Com @rafapenido no @colunadofla. #Flamengo #Reserva #usereserva #ColunadoFla

♬ som original – Tulio Rodrigues

PRODUÇÃO DE PRODUTOS NO UNIVERSO RUBRO-NEGRO NÃO É NOVIDADE NA RESERVA

Garoto propaganda da campanha atual entre Flamengo e Reserva, Diego Ribas já fez a sua própria Collab com a empresa. Em 2017, foram produzidas uma linha exclusiva de produtos com o atual camisa 10 e claro que as cores Rubro-Negras foram exploradas. Em 2018 foi a vez de Zico. O Galinho firmou uma parceria que trouxe diversas estampas sobre sua vitoriosa carreira.



SOBRE A RESERVA

A Reserva foi fundada em 2004, no Rio por Rony Meisler e Fernando Sigal. Em 2006 foi aceita no line-up da semana de moda carioca e em 2008 começou sua expansão para São Paulo com a participação na São Paulo Fashion Week (SPFW), maior evento de moda do Brasil e da América Latina.

Ao longo dos anos, a Reserva foi incorporando outros sócios e aumentando o seu seguimento para as linhas femininas e infantil, a Reserva Mini. Muitas parcerias com famosos e marcas foram feitas, o que ajudou a expandir o nome da empresa.

Em 2020, a Arezzo&CO, empresa do ramo de calçados, comprou a Reserva. Estima-se que foram pagos R$ 715 milhões, sendo R$ 225 milhões em dinheiro e o restante em ações. Agora, a empresa fechou parceria com o Flamengo e a expectativa é que, juntos, faturem ainda mais ao longo desta união.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *