Com golaço de Andreas, Flamengo vence o Tolima e sai na frente das oitavas da Libertadores

O Flamengo entrou em campo na noite desta quarta-feira (29), encarando o Tolima (COL), pela ida das oitavas de final da Libertadores. Jogando fora de casa, o Rubro-Negro saiu na frente com gol de Andreas Pereira e se manteve à frente do placar até o apito final, vencendo por 1 a 0. Agora, com a vantagem, o Fla volta a encarar o time colombiano na próxima quarta-feira (06), no Maracanã, para tentar confirmar o favoritismo e ir às quartas de final.

O JOGO

Nos minutos iniciais, o Flamengo demonstrou que a proposta seria controlar o jogo a partir da posse de bola. Sem grandes opções de velocidade, o Rubro-Negro tentava gerar aproximações no setor ofensivo, até se aproximar do gol. A primeira finalização saiu desta forma, após Rodinei chegar na linha de fundo e cruzar para Everton Ribeiro, que assustou o goleiro adversário em cabeceio.

Susto maior, porém, veio no lance seguinte, quando o Tolima chegou a balançar as redes do Flamengo. Depois de bate-rebate em escanteio, Caicedo recebeu na entrada da pequena área, driblou o goleiro Santos e marcou o gol. A condição do atacante, no entanto, era irregular, e o gol foi anulado por impedimento.

Mostrando que ia dar trabalho para a defesa do Fla, Caicedo tirou mais um suspiro aos 15 minutos. O atacante decidiu arriscar de longe e chutou no canto direito de Santos, mas o camisa 20 do Flamengo fez ótima defesa.

Se Caicedo tentou de um lado, Andreas Pereira respondeu do outro, e com sucesso. Depois de a defesa colombiana travar chute de Gabigol, o belga roubou a posse de bola, ajeitou o corpo e mandou um chutaço de longe, vencendo o goleiro Dominguez e abrindo o placar aos 18 minutos.

Depois do gol, a pressão do Tolima cresceu. Aos 21, Miranda recebeu passe em profundidade pela ponta direita, invadiu a área e bateu cruzado. Santos fez boa defesa, e Rodinei apareceu para completar o serviço, visto que o rebote sobraria para o ataque adversário.

Um aperto ainda maior veio aos 28 minutos. Santos errou na saída de bola e entregou nos pés de Rovira. O meia chutou bem e superou o goleiro, mas em cima da linha, Léo Pereira apareceu para salvar e impedir o que seria o gol de empate do Tolima.

A última grande chance do primeiro tempo foi novamente do time colombiano. Aos 38, Lucumi fez boa tabela no ataque, superou a marcação de Léo Pereira e Filipe Luís, arrematando no contrapé de Santos. O goleiro do Fla estava batido, mas a bola foi na rede, pelo lado de fora.

O Flamengo voltou para a etapa complementar sem alterações mas, ao menos inicialmente, conseguiu controlar melhor a pressão que vinha sofrendo até o fim do primeiro tempo. O Tolima, por sua vez, também não fez substituições.

Depois de 10 minutos de bola rolando no segundo tempo, o Flamengo promoveu a primeira alteração. A substituição, aliás, surpreendeu: o auxiliar Lucas Silvestre, que estava no lugar de Dorival Junior, sacou o meio-campista Diego e acionou o lateral Ayrton Lucas. Com a alteração, Arrascaeta passou a atuar mais centralizado, e Ayrton assumiu a meia esquerda.

Em jogo morno, as equipes tinham dificuldades para criar chances claras de gol. Aos 15′, o Fla construiu uma boa trama com troca de passes. O lateral Rodinei, fazendo boa atuação, conseguiu tabelar com Arrascaeta e invadiu a grande área. Na tentativa de cruzamento para Gabigol, o camisa 22 foi parado pelo goleiro e não conseguiu conceder a assistência ao atacante.

Com 20 minutos de jogo, o Flamengo fez mais duas mudanças: Marinho e Lázaro entraram nos lugares de Filipe Luís e Everton Ribeiro. Com isso, Ayrton Lucas passou a jogar como lateral, e o Fla passou a ter dois pontas abertos para tentar armar contra-ataques em velocidade. O técnico do Tolima respondeu acionando Michael Rangel no lugar de Caicedo.

Tentando mostrar serviço, Marinho fez sua primeira finalização aos 30 minutos de jogo. Em sua jogada característica, o camisa 31 recebeu aberto na ponta direita, partiu para cima da marcação e bateu cruzado, mas a bola se perdeu pela linha de fundo.

Para garantir o fôlego até o apito final, o Flamengo promoveu as últimas duas substituições aos 76 minutos, quando Lucas Silvestre sacou Gabigol e Rodinei, dando vaga a Matheuzinho e Pedro.

Com a vitória, o Flamengo garantiu a vantagem para a decisão da vaga nas oitavas de final, em jogo marcado para as 21h30 da próxima quarta-feira (06), no Maracanã. Antes disso, porém, o Rubro-Negro volta a campo pelo Brasileirão. No sábado (02), o time enfrenta o Santos, na Vila Belmiro, às 19h (horário de Brasília).

FICHA TÉCNICA:

ESCALAÇÕES
Tolima:
Dominguez, Riascos, Quiñones, Moya e Hernandez; Rovira, Ureña e Garcia (Cataño); Miranda, Lucumí e Caicedo (Rangel)

Flamengo: Santos, Rodinei, David Luiz, Léo Pereira e Filipe Luís (Lázaro); Thiago Maia, Diego (Ayrton Lucas) e Andreas Pereira; Everton Ribeiro (Marinho), Arrascaeta e Gabigol

Gol(s): Andreas Pereira (FLA), 17′ |

Cartões: Andreas (FLA), Diego (FLA), Gabigol (FLA), Raziel Garcia (TOL)

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *