Dirigente revela que Paquetá quase foi dispensado das categorias de base do Flamengo

Cria do Ninho, jogador chama a atenção de grandes clubes da Europa


Lucas Paquetá é considerado um dos principais talentos do futebol brasileiro. Não à toa, o Cria do Ninho vem chamando a atenção de grandes clubes da Europa e é um nome quase certo na lista final dos convocados da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2022, sendo um atleta de confiança do treinador Tite. No entanto, a sua carreira não foi fácil.

Nas categorias de base do Flamengo, a carreira de sucesso do meia poderia ter sido interrompida. Em entrevista a ESPN, Carlos Noval, gerente do clube, disse que o período de transição do meia do sub-15 para o 17, passou por alguns obstáculos, dentre eles a sua altura e maturação tardia do atleta.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


— Durante algumas épocas, algumas pessoas queriam mandá-lo embora: ‘Ah, esse não vai sustentar jogo’. Mas a gente falou que não: ‘Vamos segurá-lo e deixá-lo na incubadora e fazer um trabalho com ele. Nós o tiramos de campo uns dois ou três meses para que ele pudesse fazer um trabalho para pegar corpo e crescer — , disse Carlos Noval antes de completar.

— Cada jogador tem o seu tempo de maturação. Paquetá é um desses exemplos. Ele sempre foi um menino muito pequeno e de maturação tardia. Nas categorias dele era difícil conseguir jogar porque os outros eram muito mais fortes, mas ele já tinha uma qualidade monstruosa — , concluiu o cartola.

Durante esse período, Paquetá chegou a ser cogitado a ser dispensado pelo clube, visto que o desenvolvimento e a evolução não avançavam, dando a impressão o futuro do meia-atacante não daria certo. Com isso, os pais do jogador foram chamados e optaram por fazer um trabalho específico com o atleta.

Após esse momento na carreira, Paquetá começou a ter mais frequências nos jogos, ganhar títulos pela base do Flamengo, com isso chegando e se destacando no time profissional do clube. O atleta foi vendido para o Milan (ITA), em 2018 e de lá, foi para o Lyon (FRA), sendo um dos principais jogadores da equipe e já vendo o seu nome sendo cogitado na janela de transferências de grandes clubes da Europa para a temporada 2022/2023.


Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *