Sem entender de futebol, STF mantém Sport campeão de 1987 após negar recurso do Flamengo

Compartilhe com os amigos

Decisão foi divulgada na segunda-feira (04)


Com zero experiência quando o assunto é o futebol, o Supremo Tribunal Federal (STF) mostrou que não entende nada do tema na última segunda-feira (04). Afinal, a entidade negou o seguimento ao recurso do Flamengo e confirmou o Sport como único campeão brasileiro de 1987. Além disso, a polêmica Taça das Bolinhas, cedida ao primeiro penta nacional, seguirá com o São Paulo.

Assim, o reconhecimento, em definitivo, do Sport Clube Recife como único campeão legítimo do torneio brasileiro de futebol 1987, conduz à inexorável improcedência do pedido formulado na ação principal”, diz texto publicado pelo relator Ministro Dias Toffoli, que citou decisões anteriores da Justiça para não dar seguimento ao Recurso Extraordinário com Agravo do Flamengo.

Além da disputa por 1987, o Flamengo entrou no recurso pela polêmica Taça das Bolinhas, cedida pela Caixa Econômica Federal ao primeiro time pentacampeão brasileiro. Dessa forma, o Mengão conseguiu o feito em 1992, após ganhar em 1980, 1982, 1983 e 1987. Porém, o clube paulista foi atrás do troféu alegando ter levantado o quinto título em 2007 e conseguiu êxito na Justiça.

CBF RECONHECEU TÍTULO DO FLAMENGO, MAS SPORT RECORREU À JUSTIÇA COMUM

Em 2011, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), especialista no esporte, reconheceu o Flamengo e o Sport como campeões brasileiros de 1987. Porém, insatisfeito com o resultado, o time pernambucano procurou a esfera ‘que não entende da modalidade’ para conquistar o direito de ser considerado o único vencedor daquele ano, na Justiça Comum.

A CONFUSÃO DE 87

Sem dinheiro para organizar o Campeonato Brasileiro, a CBF anunciou que não iria promover a competição em 1987. Então, o Clube dos 13, que reunia os 13 times com maiores torcida do país, convidou mais três clubes e montou a Copa União, com 16 equipes. Assim, a entidade conseguiu grandes patrocinadores e a competição estava obtendo sucesso de público nos estádios e audiência nas televisões.

Incomodada com o crescimento do Clube dos 13, a CBF mudou a postura e promoveu o campeonato sem os 16 principais times, chamado Módulo Amarelo. E a própria entidade denominou a Copa União como Módulo Verde. Porém, contra a decisão arbitrária da Confederação, os principais clubes do país recusaram a determinação imposta para que os dois campeões de cada lado se cruzassem em um quadrangular.

Portanto, Flamengo e Internacional não toparam o cruzamento com Sport e Guarani. Assim, pernambucanos e paulistas ganharam dos cariocas e gaúchos por WO e fizeram a final entre si, com o time de Recife sendo campeão. Já o Mengão levou a melhor no embate de ‘primeira divisão’, por 1 a 0, gol de Bebeto.

Compartilhe com os amigos

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Futebol ganha-se dentro de campo, não nos tribunais por decisões de juízes corruptos, o Flamengo foi campeão jogando contra os principais times do futebol brasileiro, quem não reconhece isso são os retardados.

  • kkk como são comédias estes flacheiristas né, agora tem um comentário ai que endeusa a CBF dizendo que a CBF reconheceu o Flacheiro como campeão de 87 e isto basta porque de acordo com ele a palavra da CBF é a máxima mas por outro lado quando a CBF unificou todos os brasileiros desde 1957 e deu ao Palmeiras de forma legítima e inquestionável o reconhecimento dos títulos que foram ganhados dentro do campo ai a CBF não tem valor? hipócritas

  • STF SÓ TEM BANDIDO. PAÍS COMANDADO POR BANDIDOS

  • Se a própria CBF reconheceu o Flamengo como campeão do Módulo Verde que era composta pelos principais clubes do Brasil, como clubes da série A, e o Módulo Amarelo com clubes com menos expressão, sendo o Sport campeão, como da clubes da série B. Nenhuma outra entidade poderia dizer o contrário, muito menos a justiça que nada entende de futebol.
    No futebol o que vale a decisão da CBF: o Flamengo é o campeão de 1987

  • Por falar em “não entender nada”, o STF é Supremo, não Superior.
    Dito isso, O STF, ou qualquer outro tribunal, julga segundo a lei.
    Os dirigentes bananas deixaram para lá. O Sport, vislumbrando o possibilidade de abocanhar um título, fez valer a lei.

  • Até tentaram, dando um titulo de sócio benemérito ao Lulu Boca de Veludo, mas não foi suficiente. O Tofoli é curintiano. Foda-se, sabemos que fomos os legítimos Campeões de 1987. Eu estava lá. Eu vi.