Tite nega dependência de Arrascaeta no Flamengo

Compartilhe com os amigos

Arrascaeta é considerado um dos principais jogadores do Flamengo desde 2019


O Flamengo perdeu para o São Paulo por 1 a 0, na última quarta-feira (06), no Morumbi, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. No confronto com o time paulista, Arrascaeta não teve boa atuação e não conseguiu ajudar o Rubro-Negro a vencer o duelo. No entanto, Tite, após o embate, destacou que o Mais Querido não é dependente do camisa 14.

Não pode e não é. Tem Gerson, tem Luiz Araújo, tem Cebolinha, tem Pedro, tem opções, tem bola parada ofensiva. É uma visão botando um peso maior em cima dele -, relatou, em entrevista coletiva após derrota para o São Paulo, pelo Brasileirão.

ARRASCAETA LÍDER EM PARTICIPAÇÕES EM GOLS NO FLAMENGO

Arrascaeta jogou 90 minutos diante do São Paulo, mas não conseguiu balançar as redes ou dar uma assistência para os companheiros. No entanto, no Campeonato Brasileiro, o camisa 14 se destacou como o jogador com mais participações em tentos com a camisa rubro-negra, ao lado de Gerson e Pedro, com 13.

O meia deu seis assistências e balançou as redes sete vezes em 28 jogos pelo Flamengo no Campeonato Brasileiro. Vale destacar, no entanto, que Arrascaeta se lesionou diversas vezes na temporada e, portanto, teve apenas 66 minutos de média com o Manto Sagrado no Brasileirão.

ARRASCAETA DE FÉRIAS

Após a derrota para o São Paulo, o elenco do Flamengo recebeu férias e retorna aos gramados apenas em 2024. A reapresentação dos jogadores ainda não tem data confirmada, mas a expectativa é de que voltem aos treinos na primeira semana de janeiro. O Mais Querido, vale destacar, participará de amistoso com o Orlando City (EUA) em 27 de janeiro, como preparação para a próxima temporada.

Compartilhe com os amigos

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Tirando um ou outro jogo, e exceto 1 ou 2 jogadores (na verdade, acho que só o Pulgar mesmo), o time como um todo foi muito mal esse ano. Jogaram muito abaixo, sem nenhuma regularidade, e tiveram inúmeras falhas individuais e coletivas. Sem contar a sonolência, a falta de vontade.

    Portanto, é difícil dizer se há ou não dependência no Arrascaeta (que também não conseguiu ter regularidade).

    Essa Diretoria do Flamengo tem uma missão enorme para o início da próxima temporada. Espero, sinceramente, que o idiota do presidente pare de falar de SAF e estádio e comece a analisar a atual temporada e planejar a próxima. Planejar não é somente dizer que vai contratar A ou B. Vai muito além disso. Eles têm que começar colocando o dedo na ferida, conversando com cada jogador (aqueles que vão ser aproveitados, porque vários têm que sair), mostrando tudo o que ocorreu, dizendo que é necessária uma mudança geral de postura de todos, e perguntando, é lógico, se querem ficar.

    Se não fizer isso, a coisa vai desandar de vez no próximo ano. O futebol praticado por este time foi sofrível. E o campeonato brasileiro está a cada ano mais difícil.