Fabrício Bruno quebra silêncio sobre futuro no Flamengo

Compartilhe com os amigos

Flamengo tem contrato com Fabrício Bruno até dezembro de 2025


Fabrício Bruno se tornou um dos principais jogadores do Flamengo nos últimos anos. Titular ao lado de Léo Pereira, o zagueiro quebrou o silêncio sobre o futuro. Em meio a rumores sobre uma possível saída, o camisa 15 contou que está feliz no Rubro-Negro e não pretende sair neste momento.

Estou bastante feliz aqui, minha família está adaptada ao Rio. Tenho meu filho que gosta muito do Flamengo. Ele grita, vibra, me pergunta: “Papai, onde você está?”, mas não consegue raciocinar que estar aqui, não significa que estarei toda hora jogando. Ou seja, estou aqui trabalhando, treinando […] Sou muito feliz, muito grato. Hora nenhuma manifestei interesse em sair, muito pelo contrário. Me dou bem com todo mundo — contou Fabrício, em entrevista à TNT Sports durante pré-temporada nos Estados Unidos.

“É GOSTOSO ESTAR AQUI”

Aos 27 anos, Fabrício Bruno tem contrato com o Flamengo até 31 de dezembro de 2025. O zagueiro já foi alvo de sondagens de clubes estrangeiros, mas, por enquanto, nenhuma proposta oficial chegou à mesa do Mais Querido.

É gostoso estar aqui. Cada dia eu agradeço a Deus por me dar a oportunidade de trabalhar em um clube tão grandioso como esse. Momentos bons e ruins, todos os times passam, temos que ter é a serenidade e resiliência para passar pelos momentos. Tudo é passageiro nessa vida. É uma nova temporada. Precisamos trabalhar forte — concluiu Fabrício Bruno.

SEQUÊNCIA DA TEMPORADA

O Flamengo de Fabrício Bruno tem quatro competições em 2024. Isso porque, o Rubro-Negro disputa Campeonato Carioca, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão. Depois de passar sem títulos nos sete torneios de 2023, a expectativa do zagueiro e do restante do elenco é brigar até o final por troféus nesta temporada.

Compartilhe com os amigos

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • É impressionante. Mais da metade das matérias deste site fala de gente que “quebra o silêncio”. Quem recolhe os cacos? O redator tem idéia de quanto será descontado no salário pra reparar os prejuízos?