Flamengo consegue vitória na Justiça contra ex-camisa 10 do clube

Compartilhe com os amigos

Jogador do Flamengo de 2015 a 2018, Ederson perdeu para o Flamengo na Justiça


O Flamengo conseguiu uma vitória nos bastidores nesta quinta-feira (22). O clube ganhou, na Justiça do Trabalho, disputa contra o ex-meia Ederson, que vestiu o Manto Sagrado entre os anos de 2015 e 2018. O antigo camisa 10 rubro-negro alegou que o foi obrigado a treinar e jogar quando ainda estava lesionado.

Ederson deixou o Flamengo em 2018, por conta de uma grave lesão. Então, o ex-meia acionou o clube na Justiça solicitando indenização por dano moral de R$100 mil e R$ 412.5 mil de diferença salarial. O jornal ‘O Globo’ divulgou a informação da disputa entre o Rubro-Negro e o ex-atleta.

Além de alegar que foi obrigado a treinar e jogar sem condições físicas, Ederson disse que teve que “conviver com a dor, a se aposentar prematuramente e a sofrer redução salarial”. Por outro lado, o Flamengo se defendeu, com provas, de que o reajuste nos vencimentos ocorreu em um outro contrato assinado, após o encerramento do vínculo em 2017 e renovação na temporada seguinte.

PRIMEIRA LESÃO

O ‘calvário’ de Ederson no Flamengo começou em julho de 2016, em um jogo contra o Corinthians, na casa do time paulista. O então meia sofreu uma entrada violenta do lateral Fagner, saiu imediatamente de campo e teve diagnosticada uma lesão no joelho direito.

Desde então, Ederson passou a conviver com seguidas lesões e nunca mais conseguiu ter sequência no Flamengo. Desse modo, o antigo camisa 10 cobrou do Rubro-Negro a unificação dos contratos e a indenização pela redução salarial, mas perdeu a ação.

EDERSON NO FLAMENGO

Contratado a ‘peso de ouro’ pelo Flamengo em 2015, após passagem com destaque na Lazio (ITA) e Lyon (FRA) e também com convocações na Seleção Brasileira, Ederson pouco atuou no Rubro-Negro em quatro temporadas. Afinal, foram apenas 38 jogos, com quatro gols e uma assistência. O atleta se aposentou no Mengão, em 2018.

Compartilhe com os amigos

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • A justiça do trabalho pelos menos, deveria observar melhor a questão do acidente de trabalho esportivo de outra forma.O jogador Ederson ex flamengo, quem deveria arcar com o jogador Ederson era Fagner jogador do Corinthians e não o flamengo.

  • Neste caso para 2 dos 3 pedidos que ele fez o flamengo tinha completa razao. O outro caso ele perdeu o prazo para analisar o pedido, sendo assim saiu de mao abanando.

    N tenho nada contra o cara entrar na justiça contra o Flamengo. Se tiver algum direito a justiça normalmente defende o trabalhador. Bom que o Flamengo hoje é organizado. Nao deixou de pagar salario, direito de imagem, quando lesionou prestou certinho todo o apoio, pagou os seguros e quando ele adoeceu tb estendeu o contrato de forma correta para que pudesse se recondicionar quando estivesse apto a continuar. Se fosse em algum momento do passado, certamente o clube teria descumprido alguma lei.

  • Fagner sempre desleal com o companheiro de profissão

  • Tinha que colocar o Fagner na justiça, não o time que o defendia.

  • Infelizmente teve que se aposentar cedo, o achava um grande jogador… Mas o Flamengo deu toda a assistência a ele no caso do câncer no testículo, alguém aí lembra? O Flamengo não tem culpa tanto que o juiz entendeu assim.

  • Ingrato, sem caráter, se fosse uma pessoa humilde e inteligente, estaria até hoje no Flamengo em algum cargo, saiu pelas portas do fundo…tem e que fazer ele pagar as custas do processo e pedir indenização por danos a imagem do clube etç

  • O caluniador perdeu. Bem feito!
    A ingratidão é uma merda!

  • Leandro! muito lúcido seu comentário. Mostra de fato que jogador de futebol carece de inteligência, pelo menos a maioria. onde já se viu por a culpa no Flamengo?

  • Ele deveria colocar o Fagner na justiça, foi o Fagner que acabou com a carteira dele e ainda está jogando e ganhando dinheiro. Quem deveria pagar indenização para o Ederson era o violento do Fagner.

  • Mais um incapacitado para o futebol devido a uma entrada criminosa, de quem mesmo?
    Deveria ter entrada na justiça contra ele.
    Por fim, o juiz não marcou nem falta!