Sobrevivente da tragédia no Ninho do Urubu faz gol e dedica aos ex-companheiros de Flamengo

Compartilhe com os amigos

Pablo Ruan, atualmente com 21 anos, está no Londrina e foi um dos sobreviventes da tragédia no centro de treinamento do Flamengo, em 2019

O Londrina empatou por 1 a 1 com o Andraus Brasil, pela nona rodada do Campeonato Paranaense. Pablo Ruan, sobrevivente da tragédia no Ninho do Urubu em 2019, marcou pela primeira vez no profissional e dedicou o gol aos ex-companheiros do Flamengo.

Para mim, esse gol significa muito. É o meu primeiro gol como profissional. Passei por uma fase muito difícil na minha vida, como todos vocês sabem, sendo sobrevivente do incêndio. Para mim, isso é muito gratificante, é fruto do meu trabalho. Já disse em outras oportunidades, estou aqui não só por mim, mas por todos os amigos que se foram —, disse Pablo Ruan, em entrevista coletiva.

“O gol dá total confiança para poder fazer uma jogada diferente, arriscar um drible diferente”, concluiu Pablo Ruan, de 21 anos, um dos sobreviventes da tragédia no centro de treinamento do Flamengo em 2019. Sendo assim, com o gol marcado, o atacante agora busca ter mais espaço no time do Londrina.

RELEMBRE O CASO

No dia 08 de fevereiro de 2019, um incêndio tomou conta de uma das instalações do Ninho do Urubu. Dessa forma, o incidente vitimou dez jovens rubro-negros, enquanto 16 atletas conseguiram sair e escapar da tragédia no centro de treinamento do Flamengo. Pablo Ruan, atualmente com 21 anos, é um dos sobreviventes e agora busca retomar a carreira.

GOL IMPORTANTE

Com o gol marcado nos acréscimos diante do Andraus Brasil, Pablo Ruan fez o Londrina respirar aliviado no Campeonato Paranaense. Isso porque, a equipe chegou aos oito pontos na classificação do torneio estadual. Sendo assim, o time abriu três pontos em relação à zona do rebaixamento. O São Joseense e o PSTC, ambos detêm a mesma pontuação (5) e ocupam as últimas posições.

Compartilhe com os amigos

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Enquanto isso, Bandeira de Melo, Rodolfo Landim e Marcos Braz seguem impunes na esfera judicial ….