Reunião decisiva na política Rubro Negra. Torcemos pela união!

Fonte: Ninho da Nação

O Flamengo terá nesta terça-feira um dia decisivo politicamente.

Segundo informa o jornal O Globo, uma reunião colocará frente a frente os integrantes da diretoria, incluindo dois candidatos em potencial a governar na próxima gestão: Eduardo Bandeira de Mello e o vice de patrimônio Wallim Vasconcelos.

A expectativa é que se defina de qual lado os vice-presidentes estarão. Quem não apoiar o Bandeira, deve ser desligado da diretoria e começar a campanha eleitoral fora do poder.

Desde o começo a ideia nunca foi ter uma figura personalista, pelo contrário, decisão colegiada alinhada à credibilidade dos nomes dispostos a assumirem a Gávea sempre foi o modelo proposto pelo grupo, tanto que quando ficou flagrada a inelegibilidade de Wallim, rapidamente escolheram o Bandeira, fato que serviu para ressaltar que o ponto forte da turma não era a figura do presidente, mas sim o conjunto da obra.

O problema (ou não) é que a figura do presidente ganhou vida própria e visibilidade, especialmente pelo seu esforço pessoal em conduzir a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte traduzida em Medida Provisória do Executivo. Não é nada absurdo Eduardo Bandeira de Mello ser novamente o cabeça da chapa.

Em fevereiro, aí sim temos um problema de fato, descontente pelas derrotas nas votações do Conselho Gestor e por não ter suas opiniões corroboradas pelo grupo, BAP deixou a vice-presidência de marketing e passou a ser oposição.

Porém, segundo matéria do jornal O Globo, 11 dias antes de deixar a diretoria aprovou a condução do nome do Bandeira à reeleição, assim como os demais vice-presidentes.

A divisão da chapa azul é ruim. Este blog torce pela união dos melhores nomes que colocaram o Clube em um patamar acima do futebol brasileiro em termos de credibilidade e gestão. Este blog torce para que não seja necessário escolher um dos dois lados nessa guerra que, com toda certeza, quem sairá perdendo será o Flamengo.

Veja também

  • TORÇO PRA QUE ELES SE UNAM A FAVOR DO MAIS QUERIDO CASO CONTRARIO É BANDEIRA SEMPRE…

  • Fico com Eduardo Badeira facilmente….
    O Bap poderia até ser um grande presidente,
    mais é uma incógnita.
    Agora colocar o Wallim como seu candidato, perdeu todo meu respeito.
    Wallim não fez nada nesta gestão.
    O Eduardo, é a certeza que o Flamengo continuará crescendo, e pra crescer não necessariamente passa por ganhar títulos. A partir de 2016 será diferente, começaremos a ter folga de caixa, mas mesmo assim continuaremos pagando as dívidas, no final do seu segundo mandato o Flamengo estará devendo 20% da dívida que ele assumiu a três anos atrás. Isso será um marco na nossa história. Sem ter que pagar dívidas e com a maior receita do futebol brasileiro, o Flamengo terá o melhor elenco do País. Não podemos deixar outro presidente assumir agora, parar de pagar as dívidas , e voltar a cometer loucuras, fazendo com que as dívidas voltem a aumentar….
    SRN

Comentários não são permitidos.