Flamengo tem campeões da Copinha ‘fatiados’ com clubes

Matheus Sávio, Lucas Paquetá, Felipe Vizeu, Ronaldo e companhia. O torcedor do Flamengo conheceu definitivamente novos nomes na última segunda-feira, quando a equipe rubro-negra conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior ao bater o Corinthians nos pênaltis por 4 a 3, em pleno Pacaembu. O grupo vencedor, apesar de sub-20, possui uma característica comum entre os profissionais.

Grande parte do elenco do Flamengo tricampeão da Copinha é ‘fatiado’. Do centroavante Felipe Vizeu, eleito o melhor jogador da competição e com contrato até 11 de setembro de 2017, o Flamengo conta com 60% dos direitos econômicos. Todos os dados foram divulgados no último balanço financeiro do clube, divulgado no ano passado.

Matheus Sávio, também destaque no torneio e dono de um compromisso até 31 de janeiro de 2017, evidência mais a política do clube carioca: apenas 20% são ligados à equipe rubro-negra. Mesmo número em relação ao zagueiro Dener, titular na decisão contra o Corinthians e que termina o vínculo com o Fla no próximo 10 de fevereiro.

O lateral-direito Thiago Ennes soma 70% dos seus direitos econômicos ligados ao Flamengo e já poderia assinar um pré-contrato com outra equipe em julho; o contrato dele se encerrará em 31 de dezembro.

A prática é vista como ‘algo comum’ pelo presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. Em entrevista concedida ao ESPN.com.br depois do título no Pacaembu, o principal dirigente do tricampeão da Copinha se mostrou tranquilo e prometeu uma ação para diminuir cada vez mais essa dependência de parceiros.

“Alguns jogadores foram adquiridos depois dos 15, 16 e 17 anos. Nesses casos temos parcerias com outros clubes. Há casos como o do (Lucas) Paquetá, que está desde criança no Flamengo. Creio que ele é 100% do Flamengo. Mas todos os clubes usam esse mecanismo”, garantiu.

Paquetá, um dos destaques do time e camisa 11 na conquista, tem 70% dos direitos vinculados ao Flamengo e vínculo até 31 de dezembro de 2017.

O presidente também disse que os jogadores são ‘fatiados’ enquanto jogam na base porque isso favorece o clube. “Assim evitamos desembolsar valores que o clube vai sentir”, explicou. Também afirmou que a política do clube é adquirir integralmente os direitos dos jogadores conforme eles forem se desenvolvendo e antes de uma possível venda.

“Você vai disputar um torneio (de base) e observa um jogador que considera muito bom, com potencial, e faz parceira com o clube de origem dele, dividindo os direitos econômicos. A partir do momento que ele estourar o Flamengo tem o direito de adquirir o restante dos direitos em relação ao clube de origem. Aí ficamos com tudo”, explicou Bandeira.

Confira outros jogadores ‘fatiados’ pelo Flamengo:

Goleiro – Thiago Silva, 90% em 2014
Contrato assinado em 12/05/2015 / Contrato finaliza em 31/12/2017

Zagueiro – Ronaldo, 60% em 2014
Contrato assinado em 01/07/2015 / Contrato finaliza em 31/12/2017

Atacante – Patrick, 70% em 2014
Contrato assinado em 29/07/2014 / Contrato finaliza em 31/12/2018

Atacante – Kleber, 70% em 2014
Contrato assinado em 18/09/2014 / Contrato finaliza em 31/01/2017

Fonte: ESPN

Veja também

  • Lei Pelé fodeu com os clubes… Pobre futebol brasileiro…

  • O Denner é RUIM que dói…

  • Digam-me qual é o clube brasileiro q não faz parcerias com clubes pequenos ou de empresários??? Eles adoram falar mal do Fla nas entrelinhas. jornalistas paulistas safados.

  • Matéria escrota! Fica clara a intenção em colocar na vitrine com o preço e as condições de compra nossos jogadores campeões da copinha. Por que não divulgam todos os times? Eita paulistada invejosa.

    • Não divulgam porque o campeão foi o Flamengo. Não vi nada de anormal, sempre foi assim com todos os clubes, fizeram com o Santos quando foi campeão, com o Corinthians ano passado, quando tem jogador destaque em seleção de base sempre fazem também.

  • Espero que comprem logo os destaques. Vizeu, Paquetá, Ennes, Denner, Sávio, Ronaldo, são jogadores que não se pode perder. Principalmente quem já tem contrato vencendo.

  • Ronaldo não é zagueiro até onde eu seu

  • Tem que manter pelo menos 65% a 80% dos meninos porque hoje cada vez mais buscam o jovens lá na base.

Comentários não são permitidos.