Dança das cadeiras: quem entra e quem saí com a mudança de esquema no Flamengo

Técnico troca o 4-3-3 pelo 4-4-2 e jogadores terão que brigar por espaço no campo ofensivo Rubro-Negro

O Flamengo vinha de uma sequência complicada na temporada, seis jogos sem vitória e uma seca de gols que estava incomodando o comandante. Foi aí que Muricy Ramalho decidiu mudar o esquema da equipe. Antes no 4-3-3 o técnico optou pelo 4-4-2 e deu certo. O time voltou a fazer gols e principalmente reencontrou o caminho das vitórias.

Em má fase e bastante desgastado com a sequência de jogos e viagens, Emerson Sheik deixou o ataque e deu lugar a Alan Patrick, no meio-campo, que formou dupla com Mancuello, recuperado de lesão. No ataque, Paolo Guerrero e Marcelo Cirino ficaram responsáveis pelos gols.

No duelo decisivo contra o Boavista, no último final de semana, o novo esquema funcionou perfeitamente e até Guerrero, que estava sem marcar gols, balançou as redes. A dupla Mancuello e Alan Patrick também funcionou bem, com tabelas e troca de passes os jogadores construiram um meio-campo bem criativo.

Com as opções ofensivas que o Rubro-Negro possuí, o treinador terá que coçar a cabeça para decidir seus onze iniciais. Isso porque peças como Ederson e Gabriel que vinham sendo bastante utilizados perdem espaço.

Assim como Sheik, que é um dos salários mais altos do elenco e tem status de estrela. Everton, que está machucado também terá que lutar muito para reconquistar espaço, uma vez que Gabriel e até o recém chegado Fernandinho são prioridades na lista de espera.

Mais atrás, Willian Arão e Cuellar parecem intocáveis. Os dois formam uma ótima dupla de volantes e tem agradado bastante ao treinador. Com as possíveis convocações do colombiano, Marcio Araújo segue sendo o reserva imediato. Mas Muricy não descartou a possibiliidade de eventualmente recuar Arão e encaixar Ederson como terceiro homem de meio-campo, formação que seria bastante ousada.

Desta forma, Canteros que já não vinha sendo utilizado perde ainda mais espaço e saí prejudicaddo. Dificilmente voltará a ter uma sequência com a camisa do Flamengo nesta temporada.

Hoje a principal formação de Muricy Ramalho é: Paulo Victor, Wallace, Juan, Jorge, Rodinei, Cuellar, Willian Arão, Mancuello, Alan Patrick, Marcelo Cirino e Paolo Guerrero.

O Flamengo volta a campo no próximo domingo contra o Bangu, no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda. O time precisa de uma vitória simples para conquistar a classificação para as semi finais do Campeonato Carioca.

Raísa Simplicio

Fonte: Goal

Veja também

  • Com Muralha de titular, e o tão prometido zagueiro… pode passar a caneta, fechou o time titular no 4-4-2

  • Podia testar o Canteros de primeiro volante ao invés de insistir com o Márcio Araújo, eu pelo menos iria preferir.

Comentários não são permitidos.