Diego e Damião têm bom início e Guerrero aprova mais um centroavante

Se pela Copa Sul-Americana o Flamengo precisa reverter uma boa vantagem contra o Figueirense, no Campeonato Brasileiro o time do técnico Zé Ricardo está muito bem. Com a vitória por 3 a 1 sobre a Chapecoense o Rubro-Negro assumiu a vice liderança da competição com 40 pontos, apenas 3 a menos que o líder Palmeiras.

Diante dos bons resultados, duas peças vem se destacando com a camisa Rubro-Negra, o meia Diego e o atacante Leandro Damião responsáveis pelo triunfo deste domingo(28).

Depois de chegar como grande contratação, Diego fez sua estreia diante do Grêmio e de cabeça subiu para anotar seu primeiro gol com a camisa do Rubro-Negra.

Cena que se repetiu neste domingo, onde mais uma vez balançou as redes e comandou a equipe na vitória sobre a Chapecoense.

O mesmo aconteceu com Leandro Damião, que muito participativo na última vitória e também já balançou as redes em duas oportunidades.

O atacante ganhou a aprovação de Paolo Guerrero, o companheiro afirmou se sentir mais a vontade quando Damião está em campo.

“Uma referência na frente como é o Damião me ajuda a me movimentar e ficar mais livre. Por isso me sinto mais à vontade.” disse o camisa 9 à Rádio Globo na saída de campo.

Mas durante a coletiva de imprensa, mesmo garantindo que já havia pensando nessa possibilidade antes, Zé Ricardo afirmou que precisa trabalhar melhor esta ideia.

“Nós já vínhamos imaginando uma formação com Paolo e Damião juntos. Quanto mais qualidade no campo, mais possibilidades você tem de vencer. Mas é uma estruturação de jogo diferente. Antes de tudo é preciso condicionar movimentos e posicionamento dos atletas. Mudar uma estrutura de jogo de um dia para o outro não é muito fácil, pelo menos eu penso assim. Primeiro estamos trabalhando como situação de jogo e depois, quem sabe, com uma sequência de treinos e jogos dando mais confiança, até podemos estabelecer isso para uma partida inteira. Mas a princípio estamos usando como uma alternativa, e deu certo. Pode ser que um dia não dê. Chegamos a usar isso cinco, 10 minutos contra o Sport e não conseguimos empatar a partida. Mas o fato é que contra a Chapecoense que deu certo.” disse Zé Ricardo.

Com o reforço da dupla, o Flamengo entrou de vez na briga pelo título do Brasileirão. Na próxima rodada o Rubro-Negro encara a Ponte Preta, no Kleber de Andrade, em Cariacica.

Mas antes terá o jogo da volta contra o Figueirense, nesta quarta-feira(31), pela Sul-Americana, neste caso a situação não é tão confortável já que o Flamengo precisa reverter uma vantagem de dois gols de diferença.

Raisa Simplício

Fonte: Goal

  • Na minha opinião o Guerrero é o tipo de jogador humilde, que ta mais preocupado em ajudar a equipe, do que ser a estrela dele. Uma prova disso, foi o Damião ter batido o Penalti que o proprio Guerrero sofreu.

    Podem dizer: “Ah, mas quem define isso é o tecnico!!”
    Mas vc acha q se o Guerrero pede a bola p bater ali, o Damião ia negar?? Não ia.

    Eu achei o Guerrero muito mais, digamos, a vontade em campo, sem a responsabilidade máxima de fazer o gol.

    E pra mim, essa declaração so mostra a insatisfação dele em jogar de centroavante fixo, sendo q ele tem bem mais qualidade jogando de segundo atacante.
    Ele é inteligente, sabe escorar e segurar muito bem a bola pra passada do companheio, tem uma boa visão de jogo, e um ótimo passe.

    Vamos ver no que vai dar…

    Eu, por hora, gostei desse time com os dois. Se vai funcionar mesmo ou não, so o tempo e os testes vão dizer.

    SRN!!!

Comentários não são permitidos.