O campeonato menos charmoso do Brasil

Quem gosta de futebol sabe como já foi bom acompanhar o Campeonato Carioca, e sente até uma certa nostalgia ao lembrar do Maracanã abarrotado de gente nos clássicos, o Fla-Flu então era um torneio a parte. Times de menor expressão como América, Madureira, Olaria entre outros montava elencos interessantes e conseguiam fazer bons jogos junto aos grandes. As tardes de bom futebol nos bairros do subúrbio carioca eram praticamente um cartão postal do Rio de janeiro, porém isso tudo ficou no passado, e esse campeonato se tornou um dos mais enfadonhos torneios do Brasil.

Pode-se elencar vários culpados pela decadência do que já foi considerado o Campeonato mais charmoso do Brasil. Em primeiro lugar está a Federação de futebol do Rio de Janeiro, vulgo FERJ, entidade que atropela os clubes se achando maior do que eles e por consequência maior que o futebol carioca. A FERJ possui uma gestão arcaica, em que o presidente dela se considera um verdadeiro monarca, ele próprio administra, legisla e julga, com seus arbitrais e resoluções controversas e impositivas.

Nos últimos anos a FERJ inchou o campeonato para beneficiar times de menor expressão em troca de apoio político, cobrou e ainda cobra taxas abusivas, e com isso ela arrecada mais que a maioria dos clubes no campeonato. É até constrangedor saber que um escritório pode lucrar mais do que o próprio clube em uma partida do campeonato. Não satisfeita, atacou o Flamengo de várias formas em seu regulamento, pois o rubro-negro ousa não aceitar suas imposições, para-se ter uma ideia, a FERJ queria proibir o clube de disputar a Primeira Liga.

O Governo e a Prefeitura do Rio também não ficam atrás, com a falta de investimento em estrutura nos bairros suburbanos. O futebol que poderia ser uma atração turística de primeira, acaba sendo relegado na cidade e no estado. Contudo, o pior é o que fizeram com o principal estádio não só da cidade, como do mundo. Palco de inúmeras reformas milionárias e bilionárias, o superfaturado Maracanã foi descaracterizado, e o que era o Maior estádio do mundo, acabou se tornando mais uma Arena fria, servindo ao interesse de grupos obscuros e empreiteiras e não ao futebol carioca.

Os clubes também não são vítimas e contribuíram para a decadência do campeonato. A maioria com más administrações sucessivas, ostentam enormes dívidas e não conseguem montar bons elencos, nem mesmo cuidar dos seus estádios e divisões de base, perdendo competitividade frente aos clubes de outros estados. A falta de coesão também dificulta, os 4 grandes do Rio raramente se unem para brigar por condições melhores do campeonato, pelo contrário, acabam é brigando entre si até por assuntos banais.

Sabendo disso, o Flamengo tem que encarar esse Campeonato Carioca de 2017 como uma extensão da pré-temporada e uma forma de testar jogadores e formações para disputar as principais competições da temporada da melhor maneira possível.

Saudações RN.

Por: Wesley Paulo 

Não deixem de acompanhar o nosso canal no Youtube !

Veja também

  • O Cariocão já tá morto há tantos anos, como já falaram aí, a última final de verdade foi em 2004 com o Jean e o hat trick.

  • Acho que a última final e título carioca que eu comemorei de verdade foi em 2004. Aquela final em que o Jean arrasou os vices, fazendo os três gols da virada.

    Me lembro dos fogos, me lembro da garotada toda saindo na rua, carros de som tocando o hino do Flamengo. Morava em Campo Grande na época, subúrbio do Rio. Foi uma grande tarde, daquelas típicas de festa.

    Guardo até hoje o poster de campeão que veio junto com o jornal extra.

    Dali pra frente nunca mais dei muita importância. Campeonato sem graça, inchado, de baixíssima qualidade técnica dos times.

    Precisa mudar tudo se quiserem honrar o que um dia já foi o Campeonato Carioca, até porque jamais vai voltar a ter a mesma importância.

  • Minha opinião…

    O Campeonato menos charmoso do Brasil.

    O FFERJão ou Carioquinha nosso Tradicional Torneio Interregional, se apequenou tanto, que tornou-se um mero (como se diria “nas antigas”), longo, arrastado e demorado Torneio Apronto.

    Um complemento com a pré temporada, uma espécie de último ajuste para os Campeonatos que realmente no presente e cada vez mais no futuro nos farão verdadeiramente diferença em nosso já abarrotado salão de Troféus no mais charmoso e valorizado metro quadrado do Rio.

    A FFERJ e sua estrutura obscura, tendenciosa e corrupta, utiliza de nossa força como “Trem Pagador” para sustentar a si mesma e “fomentar” o futebol dos Três Patetas e dos simpáticos e saudosos, outrora relevantes pequenos do interior estadual e suburbanos cariocas.

    Nada contra eles…
    Inclusive minha cidade dispõe do Goytacaz, Americano e a atual sensação local o “Campos Esporte Clube” o famoso Roxinho da Leopoldina.

    Nosso Flamengo detém hoje a importância financeira de gerar indiretamente renda em torno de 50% do atual valor de seus orçamentos (pequenos estaduais e suburbanos cariocas), vejam só… apenas por televisionarem seus jogos, além de sua presença valorizar os outros três medianos.

    E apesar de espoliado, sugado e sacaneado pela FFERJ com a anuência de seus outros “medianos” ditos co-irmãos os famigerados Três Patetas, vivem cuspindo no prato que comem pois o dinheiro que emprestam da FFERJ grande parte estão em seus cofres na “pendura” da Federação simplesmente pela nossa existência e relevância Nacional e Internacional, se beneficiando assim de nossa força como geradores de receita.

    Pois é…
    Doa a quem doer.
    Bandeira, põe nosso pau na mesa, fala grosso e dentro da legalidade, tamanho, importância e relevância vamos brigar sim e levar até as últimas consequências nossas reivindicações do que nos pertence e nos é de direito.

    Mengão sempre !!!

  • é isso ai , na hora de os clubes pequenos se juntarem ao flamengo e boicotar a ferj nao quiseram, oque eu ja acho bem estranho pois com o flamengo ele “ganhariam” bem mais pois pagariam menos a ferj, agora que o flamengo nao assinou o contrato com a tv eles querem que o flamengo pense nos pequenos. vao cata coquinho e mama da ferj falida agora.
    o flamengo tem que usar o carioca pra dar oportunidades para os reservas e juniores.

  • “Sabendo disso, o Flamengo tem que encarar esse Campeonato Carioca de 2017 como uma extensão da pré-temporada e uma forma de testar jogadores e formações para disputar as principais competições da temporada da melhor maneira possível.”
    — Assino embaixo! &;-D

  • Campeonato chato e sem sal. Ainda bem que tem libertadores e primeira liga pra aguentar até o Brasileirão em Maio.

    • Torneio Apronto para peneirar os Formandos 2016 pro time de cima…

Comentários não são permitidos.