Falta tradição na Libertadores? Flamengo caiu na primeira fase em quatro de 12 participações

Disputar a Libertadores, definitivamente, não tem sido uma boa experiência para o Flamengo nos últimos anos. Desde 1984, o Rubro-negro não passa das quartas de final. Pior do que isso, em suas duas últimas participações (2012 e 2014), caiu na primeira fase. A tradição que sobra para o clube em competições nacionais, falta na principal competição sul-americana apesar do título de 1981.

O Flamengo acumula 12 participações na Libertadores e em quatro delas caiu na primeira fase, ou seja, em mais de 33% das vezes que disputou a competição. As outras campanhas pífias do Rubro-negro no torneio foram em 1983 e em 2002.

A última boa participação do Flamengo na competição foi em 2010. Naquela ocasião, o Rubro-negro, que tinha nomes como Bruno, Adriano, Vagner Love e Petkovic, foi eliminado nas quartas de final pela Universidad de Chile. Após perder para o time chileno por 3 a 2, no Maracanã, o Flamengo foi a Santiago e venceu por 2 a 1. Acabou eliminado por ter marcado menos gols fora de casa. O meia argentino Montillo, atualmente no Botafogo, brilhou com um golaço por cobertura na partida do Chile.

Nesta quarta-feira, o Flamengo inicia mais uma caminhada na Libertadores, às 22h, contra o San Lorenzo, no Maracanã, e a torcida espera que essa caminhada seja, enfim, de sucesso, como na década de 80.

Abaixo, todas as participações do Flamengo na Libertadores.

1981 – Chegou à final e foi campeão

1982 – Eliminado na semifinal

1983 – Eliminado na primeira fase

1984 – Eliminado na semifinal

1991 – Eliminado nas quartas de final

1993 – Eliminado nas quartas de final

2002 – Eliminado na primeira fase

2007 – Eliminado nas oitavas de final

2008 – Eliminado nas oitavas de final

2010 – Eliminado nas quartas de final

2012 – Eliminado na primeira fase

2014 – Eliminado na primeira fase.

Fonte: Extra

Veja também

  • Flamengo de 1981 mostra que muito de tradição e apenas isto tradição, era nossa primeira libertadores e fomos l e ganhamos o atletico mg em 2013 estava a tempo sem jogar a libertadores foi la e ganhou, entao estas campanhas passadas nao tem tanta influencia assim.
    Fora que os anos que fomos chapecoados na primeira fase, tirando 1983 (regulamento diferente do atual onde a libertadores era muito mais complicado para passar de fase que nao lembro, nossa time foi pessimo o ano todo, 2002 (fomos mal no carioca mal no rio sao paulo mal no brasileiro) 2012 (pessimos no carioca, e lutamos ate a penultima rodada contra rebaixamento no brasileiro) 2014 (titulo carioca, porem fomos figurantes no brasileiro, e semi da copa do brasil
    As eliminações de 2007 para o Defensor veio depois de uma excelente primeira fase e um bizonho primeiro jogo no uruguai e um juiz ladrão no jogo de volta
    A eliminação de 2008 contra o America do Mexico nao precisamos falar mais nada, era na minha opiniao a melhor chance de titulo desde 1981 e sabemos os fatores que aconteceu para aquela tragedia.
    1984 nao lembro, 1991 e 1993 perdemos para dois bons times nas quartas Boca Juniors e Sao Paulo
    E 2010 apesar de termos chegado as quartas de finais a bagunça imperava no flamengo a ponto de o time nao ganhar nada no ano ter a confusao do bruno e termos que lutar contra o rebaixamento ate a penultima ou ultima rodada.
    Este ano esta bem diferente ja temos um time base um otimo elenco, infraestrutura necessaria salarios em dia etc. impossivel chapecoarmos na primeira fase

  • – De 1960 até 2002 foram 7 participações (!!!!!!!)
    – De 2007 pra cá tivemos 5 participações.

    Não adianta negar, nós viemos a nos acostumar com a libertadores a partir dos anos 2000, tivemos participações seguidas nos anos 80 até o inicio dos 90, mas o time era espetacular, ficamos de 1993 até 2002 sem participar, depois só em 2007 e de lá pra cá criamos uma “rotina” de participação, sou daqueles que defende que só ganha quem se acostuma a participar, não adianta, tem que ter experiência no torneio, creio que esse ano vamos muito mais cascudos e preparados, com jogadores com experiência em libertadores, e um elenco muito bom.

  • Essa falta de tradição, para mim, se resume apenas a um fator: times ruins.
    Exemplos:
    1 – Notem que em 2010 – mesmo com essa suposta falta de tradição – só não fomos mais longe na competição por nossos proprios erros (indisciplina do elenco, farras intermináveis, falhas no comando técnico, bagunça administrativa). Imaginem se naquele time que tinha Bruno, Léo Moura, Adriano, Love, Pet houvesse um pouco de organização e disciplina.
    2 – Agora analise nossa ultima participação – 2014 – já sobre o comando dos Blues.
    O time pessimamente treinado pelo incompetente do Jayme de Almeida, perde sua principal (unica???) estrela, Elias. Ai, meus amigos, nos encaramos uma Libertadores com os seguintes “craques”: Felipe, Wallace, Chicão, Samir do escorregão, André Santos, Luis Antônio, Amaral, João Paulo, Alec-cone, Paulinho Cachaça, Elano, Caceres, Muralha volante e outros…..É MUITO PEREBA JUNTO TREINADO POR UM VELHO ULTRAPASSADO!!!!!
    E depois a culpa é da nossa falta de tradição em Libertadores????

Comentários não são permitidos.