Depois de descobrir tumor, Ederson impressiona pela força e vontade de vencer

Jogadores, torcedores e jornalistas foram surpreendidos na manhã desta terça-feira com o anúncio do diagnóstico que confirmou que o meia Ederson possui um tumor no testículo. Entre explicações, votos de recuperação e apoio pelas redes sociais, o jogador impressionou pela força que está demonstrando por passar por mais uma situação complicada na carreira.

Durante a entrevista coletiva, onde apresentou para os jornalistas a descoberta da doença, Ederson não titubeou. Não chorou e foi firme ao afirmar que não deseja ninguém triste, e que apenas o bom humor pode ajudá-lo neste momento. E disse mais, que vai enfrentar outro desafio para poder voltar a fazer o que ama: jogar futebol.

O tumor é mais um percalço de uma carreira que começou promissora, mas que foi muito atingida por problemas físicos. As lesões começaram a perseguir Ederson em 2010. Convocado por Mano Menezes, o meia, então no Lyon-FRA, entrou no segundo tempo, no lugar de Neymar, no amistoso contra os Estados Unidos. Três minutos depois, recebeu uma bola na ponta direita. Ao arrancar, sentiu a coxa esquerda. Ficou parado por vários meses até se recuperar. Desde então, numa mais conseguiu vestir a “amarelinha”.

Flamengo, através das redes sociais, manifestou apoio a Ederson

Quando chegou ao Flamengo, em 2015, o novo camisa 10 foi apresentado como um dos principais jogadores que iriam compor aquele elenco. Entretanto, pairava no ar dúvidas sobre sua situação física. No mesmo ano, sofreu duas contusões em confrontos contra o Vasco. Mais uma vez, não desistiu, se recuperou e voltou ao time.

No ano passado, em uma partida contra o Corinthians, na Arena Corinthians, Ederson recebeu na ponta esquerda e foi atingido por uma “tesoura” de Fágner. Nem falta foi marcada. Não teve condições de continuar e foi substituído. O que era para ser um retorno em 40 dias, virou quase um ano afastado dos gramados. Uma série de pequenas lesões surgiram durante o tratamento.

Em 2017, foram apenas sete jogos. O último, no empate em 1 a 1 contra o Avaí, pelo Campeonato Brasileiro, quando entrou faltando um minuto para o fim da partida. Ao longo de sua história com o manto sagrado, são 38 jogos, com quatro gols marcados.

Ederson tem mais um desafio pela frente. Na segunda-feira (31), será operado para a retirada do tumor. As chances de recuperação são grandes, como garantiu Márcio Tannure, médico do Flamengo. Outros esportistas, como Robben, Nenê Hilário e Lance Armstrong, superaram o mesmo problema e conseguiram voltar a atuar em alto nível.

Com uma força que impressiona para superar os problemas, todos que convivem com o jogador acreditam que será apenas questão de tempo para mais uma história de vitória.

  • FORÇA EDERSON ☝

  • Podem falar o que for (Me refiro as contusões) Esse sim, é guerreiro, Tem aquilo que muitos não tem que é a fé, um exemplo a seguir.

    Força Ederson, a
    Nação está contigo!

    • Fé , força de vontade e profissionalismo,

    • Assino embaixo!! Exemplo de ser humano e profissional dedicado!!??????

Comentários não são permitidos.