Paquetá sobre jogar como centroavante: “Venho dando o meu melhor”

Lucas Paquetá é uma das gratas surpresas deste ano. Recém-promovido das categorias de base, o meia está conseguindo conquistar seu espaço, mas em uma posição diferente: como centroavante.

Foi assim que o camisa 39 caiu nas graças de Reinaldo Rueda, a ponto de ser titular na primeira partida da final da Copa do Brasil. E não decepcionou, marcando o gol rubro-negro na partida, que terminou empatada em 1 a 1.

Em entrevista ao Esporte Interativo, o jovem falou sobre o início dos treinamentos como centroavante, ainda quando Zé Ricardo era treinador da equipe.

“Teve um treino que, se não me engano, o Guerrero estava um pouco desgastado, aí o Felipe (Vizeu) ficou de um lado e não tinha nenhum do outro lado. Aí, pedi para fazer e fui fazendo. Nisso, o Renê ficava me elogiando bastante, falando ó ‘dá para fazer aí, dá pra fazer aí’”, afirmou o meia-atacante.

Com o início dos treinamentos, a comissão técnica foi avaliando positivamente a capacidade de Paquetá atuar na posição. Com a chegada de Rueda, foi passado para o colombiano que o meia poderia jogar improvisado na frente.

“O professor Jayme também me deu algumas dicas, e quando o (Reinaldo) Rueda chegou, o Jayme passou que já tinha feito (jogar como centroavante) com o professor Zé Ricardo. O Rueda me analisou em alguns treinamentos, gostou, e me deu essa oportunidade. Graças a Deus estou aproveitando, mesmo não sendo minha posição, venho dando meu melhor e espero poder continuar entrando e marcar, para ajudar o Flamengo”, finalizou.


Veja mais:


Lucas Paquetá pode ter outra chance de ser o homem-gol do Mais Querido. Pensando na final da Copa do Brasil, Rueda deve poupar grande parte do time titular. Com isso, o camisa 39 pode ganhar vaga na equipe que vai iniciar a partida contra o Avaí, próximo compromisso rubro-negro, neste sábado (23), às 19h, na Ilha do Urubu

Veja também