Rodrigo Mattos: “Em plano para estádio, Fla prevê setor popular e vai estudar parcerias”

Com a assinatura da opção de compra de um terreno, o Flamengo iniciou nesta semana os trabalhos para ter pronto um projeto de estádio próprio em dois a três meses. Os dois primeiros pontos em discussão são o estudo do terreno na Av. Brasil e o modelo para financiar a arena com possibilidade de parceria. Mas o clube já tem algumas diretrizes como ter um setor popular na nova casa.

Primeiro, é preciso que se ressalte que a diretoria do Flamengo não decidiu que terá o estádio no terreno na Av. Brasil, zona norte do Rio de Janeiro. O clube ainda espera as condições da licitação do Maracanã, e também não desistiu de locais na Barra da Tijuca, na zona oeste.

Mas, no momento, o projeto do estádio na Av. Brasil é o que avança no planejamento rubro-negro, e há empolgação com a ideia. Veja abaixo as principais discussões e definições.

Terreno

O Flamengo assinou um contrato com opção de compra por preço fixado por quatro meses. O local escolhido foi o mais barato entre as opções porque o clube quer reduzir ao máximo os custos. O valor é inferior aos R$ 157 milhões que o local foi oferecido em leilão pela empresa Peixoto Castro (antiga refinaria), como divulgou o Globo.com. O montante não é divulgado.

Estudo do local

Técnicos contratados pelo clube fazem o estudo de viabilidade do terreno. Uma primeira questão é saber o que tem que ser feito para mitigar o impacto ambiental já que o local pertencia a uma refinaria. A avaliação inicial é de que não é um tópico complicado já que a refinaria não funcionava ali, o que existia era um depósito.

Outra discussão é com a prefeitura do Rio sobre o que cada um fará para melhorar os acessos. Teria de haver uma duplicação da via perpendicular à Av Brasil. E um terceiro ponto é a questão de segurança, por ser uma área cercada por locais violentos, mas isso não é considerado um problema para dirigentes do Fla.

Financiamento

Há uma série de ideias sobre a forma de financiar a construção do estádio cujo custo é estimado em R$ 550 milhões. O clube analisa a possibilidade de busca de parcerias em que seriam dadas propriedades em troca de dinheiro para construção. E também vai estudar mais a fundo a possibilidade de buscar financiamento próprio. Um caminho poderia ser híbrido com parceria em parte do pagamento e dinheiro levantado no mercado de outra parte. Certo é que o clube tenta minimizar o endividamento gerado pela construção.

Setor popular

Há a ideia consolidada na diretoria do Flamengo de fazer um setor popular, sem assentos dentro do estádio. Uma corrente defende que esses setores sejam atrás dos gols, de um deles ou dos dois. Mas há consciência entre os dirigentes que isso implicaria em ter setores mais caros para bancar a arena.

Modelo econômico

Uma certeza do Flamengo é que só vai dar andamento no projeto se avaliar que as receitas previstas bancarão a construção e manutenção do estádio. E haverá uma comparação com o Maracanã, onde seriam necessárias obras também para tornar o estádio viável – hoje, sua manutenção é cara e é difícil a setorização para economizar. Foram estudados dois modelos de estádio, o do Atlético-PR já pronto, e do Atlético-MG, em fase de votação no Conselho Deliberativo.

Fonte: Rodrigo Mattos/Uol

Veja também

  • Setor popular? O estadio inteiro tem que ser popular tem que ser adequado a realidade brasileira, fazer estadio padrao fifa pra cobrar ingressos absurdos e ninguem ir?

  • Ha para! Ja fiz parte dessa galera que só se vangloria de pagar divida, de patrimonio. É exatamente por isso que o futebol faz vergonha. Como explicar um desempenho pior com um time reforçado em milhoes? Ha mas vamos fazer um estadio agora! Pelo visto a turma não entende que o futebol é atividade fim, não os meios… Pobre torcida Nutella, muito carente de glórias.

  • O Estádio do Borussia, cabe com folga neste terreno, imagine uma muralha vermelha a trás da trave do gol.

    • Desde de que não tenha o Muralha no gol
      blz

    • Bem a nossa cara mesmo, esse time pipoqueiro e perdedor do Borussia

  • uma coisa é certa não tem que se falar em iniciar construção sem os naming rigths vendidos. Se deixar pra depois a torcida apelida com qualquer nome ridículo e não consegue mais vender. O atlético mineiro já é mrv arena, fez correto.

  • Ano que vem com certeza esse time vai ser reforçado: já temos negociações adiantadas com: Renato Augusto, Diego Tardelli, Miranda e Ramires. Estamos e. Uma Final a um jogo de sermos campeões. Nas oitavas de outra competição. Não temos motivos para,reclamar precisamos apoiar o time é o Presidente. Não se,esqueçam que ano que vem é ano de eleição e os covardes e sangue si gás estão aparecendo para destruir o Flamengo. Olho neles !!!!

    • Diego Alves

      Pará
      Miranda
      Rever
      Renê

      Ramires
      Renato Augusto
      Diego

      Everton Ribeiro
      Diego Tardelli
      Guerrero

      Aí sim!!! Seleção!

  • Espero que ressuscitem a geral, quem quiser assistir sentado e calado que fique em casa ou pague camarote.

  • Hoje o Flamengo é um time independente: Não dependemos de mecenas, temos vários patrocibadores, mesmo fora os que estão na camisa. Varias,empresas querem ligar sua marca a imagem do Flamengo. Temos uma base promissora. Os garotos tem acesso a cursos preparatórios, cursos de inglês tratamento dentário e outras vantagens graças a diversas parcerias que o Flamengo fez. Vocês sabiam que o Flamengo é o único clube do Brasil que ter a uma escola preparatória dentro do seu centro de treinamento ? Cd sabia que o Flamengo vai construir uma cidade do futebol no seu Dr que construiremos.mais um Ct que será o mais moderno do mundo no mesmo nível do Dr do Chelsea?

  • Cara o Flamengo hoje é uma potência. Há quatro anos atrás eram os motivo de chacota. Ninguém queria jogar no Flamengo. A divida era de 790 milhões. Nossa dívida hoje não passa de 300 milhões. Olha as conquistas que tivemos. Temos um dos melhores cts do mundo. E estamos construindo outro, temos um estádio provisório para 22 mil pessoas. Acertamos os problemas da Urca e do prédio no morro da viúva. Que,estava em decomposição e ainda vamos ganhar dinheiro com isso. Temos um elenco hoje que pode ser considerado o melhor do Brasil. Temos um técnico top de linha. Vários jogadores brigam pra jogar no Flamengo. Diminuindo nossos processos trabalhistas de maus de 2000 para 50. Sendo que a maior parte deles ainda não foram julgadas. Temos o melhor departamento jurídico do Brasil. Administradores que ganham prêmios de gestão e são tido a como exemplo. Temos excelentes investimentos na gaveta, uma quadra de basquete moderna para treinamento um time de basquete multi campeão. Uma frita novíssima de barcos para competir nas regatas. Barcos novos e novos treinadores. A melhor e maior piscina das Américas. Um centro de treinamento novinho para a ginástica olímpica é para o judô. São tantas conquistas que não dá para dimensionar.
    O resultado não veio no futebol? Nas vocês tem duvidas que daqui para a frente com o time que temos mais os jogadores que,estão previstos para chegarem nos vamos arrebentar nos próximos anos ?

    • Creio que bons ventos virão isso é inegável

  • O certo é q tem q fazer.ate mesmo pra concretizar a grande diretoria. Q já mostrou q É.

  • E nada de 40.000.e de 60.000 pra cima não vamos nos apequenar …

    • 70 mil seria o ideal porque aqui no Rio tem a bosta do gepe que sempre come 10mil lugares por questões de “segurança”…

  • Em gestão de Bandeira vamos nos contentando com cts , estadio e etc…no futuro quem sabe uma libertadores.

    • “contentando”? Ah cara, não creio que vc tá desmerecendo essas mudanças.
      Pow, pq a Amadorim não levou à frente o programa do Tijolinho? Pq o Márcio Braga não levou à frente o estádio de 25.000 na Gávea, se ele ficou no poder por 20 anos? Pq compramos o terreno de Vargem Grande em 1983 e só em 2015 inauguraram o Ninho do Urubu?

      Nego nunca tá satisfeito. Se o time tivesse perto do Z4, tava reclamando que o Fla é time grande e precisa estar sempre nas cabeças. Agora que tá nas cabeças, vamos nos “contentando” com estrutura mas nada de futebol. Ok, aí ganha um BR em 2018, por exemplo, mas “ah, não ganhamos Libertadores há 35 anos…”
      Não estão satisfeitos nunca. Aí os outros que são “Nutella”.

      Entenda uma coisa:
      1) TIME POBRE: Títulos raros, mas marcantes. De 1993 a 2013, ganhamos exatamente 4 títulos (Mercosul 99, Copa Campeões Brasileiros 01, Copa do Brasil 06 e BR 09). Que mais? Quantos títulos de lá pra cá o Gambá conquistou? E o SPFC? E o Santos?
      2) TIME RICO: Títulos comuns e rotineiros: Compara a Juventus com todos os demais clubes italianos e tente entender o que estou falando. E pensar que na década passada, eles chegaram a ser rebaixados no camp. Italiano.

      SRN

      • Rebaixados por causa do lance da corrupção porque ja dominava o cenario italiano a muito tempo ficaram um tempo sendo coadjuvantes da champions ate construir o estadio hoje novamente sao candidatos a titulo.

        • Mas não muda o fato de serem um clube MUITO RICO. Não é a toa que os rivais Milan e Internazionale terem sido vendidos e a Juve sempre permanece de pé. Ela é o exemplo perfeito pro Flamengo seguir. Soberana até dizer chega na Itália.

      • Perfeito Paulo Vinicius!! Nunca estão satisfeitos

      • E não duvido nada, quando tivermos estádios vão estar reclamando também

  • Muito blá blá blá… Era Maracanã, Deodoro, Barra, Gávea…

    • Cara agora passou
      ou do blablabla anunciaram a opção de compra e este estudo pra viabilidade é normal eles podem está esperando o Maracanã? Não duvido porém. Esta teoria de chantagem pra mim não solidifica pelo simples fato que o dono do terreno não iria perder este tempo ainda mais com o leilão fracassado .

Comentários não são permitidos.