Ministro do STF liberta Flávio Godinho, ex-vice de futebol do Fla

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu habeas corpus a Flavio Godinho, ex-vice-presidente de futebol do Flamengo. Godinho é apontado como braço-direito do empresário Eike Batista.

O ex-vice de futebol estava em prisão domiciliar por ordem do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal no Rio de Janeiro, responsável pela Lava-Jato. A decisão havia sido confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no Rio, e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Flávio Godinho terá que comparecer periodicamente perante um juiz para informar suas atividades, está proibido de manter contato com os demais investigados e de deixar o país. Terá ainda que fazer recolhimento domiciliar no período noturno e nos fins de semana e feriados.

Flávio Godinho foi preso no dia 26 de janeiro deste ano numa operação da Lava-Jato. No mesmo dia o Flamengo e a Carabao faziam o lançamento oficial da parceria. Em seguida, Godinho foi exonerado por Bandeira que passou a acumular a pasta de futebol.

Veja também

  • STF representa bem esse comunismo de esquerda corrupto, a policia faz o trabalho prende e eles soltam isso ai é a justiça do país comunista onde os políticos se da bem e o eleitor se da mau….

  • Nuzman, Aecio e Godinho. Semana produtiva hein Brasil. Pior lugar do mundo, é aqui.

    • Brasil o país da impunidade! STF aparelhos e corrupto! Só intervenção militar pode dar jeito.

  • Já viu rico ficar preso muito tempo nesse país?

    Os caras ajudam a falir o país, roubam o dinheiro do contribuinte por décadas e quando calha de serem pegos ganham prisão domiciliar e abeas corpus.

    Mas se fosse pobre ficaria atrás das grades pro resto da vida.

  • Levando em conta a casa que ele deve ter, prisão domiciliar não é nada. Deve ser praticamente férias forçadas.

Comentários não são permitidos.