Vereadores do Rio acionam MP contra clássico na Ilha

Flamengo e Vasco vão se encontrar apenas no dia 28 de outubro (sábado) pelo Campeonato Brasileiro. Porém, nos bastidores, o clima está quente. Mandante do confronto, o Mais Querido deseja disputar a partida na Ilha do Urubu, local onde tem realizado a maior parte das partidas neste ano. Mas, órgãos de públicos e de segurança estão preocupados com a escolha. Por ser um estádio de menor porte, há o receio de brigas e violência, como registrado no embate do primeiro turno, em São Januário.

Temendo por outro confronto entre organizadas, dois vereadores do Rio de Janeiro, Otoni de Paula (PSC) e Felipe Michel (PSDB), protocolaram uma representação junto ao Ministério Público, pedindo a realização da partida no Maracanã.

“Nessa causa só existe uma torcida, a PAZ NOS ESTÁDIOS!!! Diante do exposto (problemas de jogar na Ilha), considerando que os fatos acima narrados caracterizam ofensa direta a diversas vidas requer ao Ministério Público que sejam tomadas as providências cabíveis, no sentido de requerer que a citada partida (Flamengo x Vasco) seja realizada no Estádio Mário Filho – Maracanã, em razão de oferecer estrutura mais adequada ao porte de jogo que se realizará”, assinou o vereador tucano na representação.

Parte final da representação enviada ao Ministério Público, pedindo a transferência do próximo Flamengo x Vasco, para o Maracanã

O pedido do poder legislativo vem ao encontro do receio da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro de que novos tumultos seja registrados. A instituição não considera “conveniente” a realização do jogo no estádio da Ilha do Governador. Contudo, ainda não há um posicionamento oficial da corporação sobre o melhor local para a partida.

“O caso está com o nosso Estado Maior. O Gepe fará o que for determinado pelo comando geral. Explicamos todo o panorama e aguardamos as orientações para proceder com o planejamento para o evento”, explicou o comandante do Gepe, Major Sílvio Luiz, em entrevista ao portal Uol.


Veja mais:


A preocupação se dá em virtude dos problemas enfrentados no “Clássico dos Milhões” anterior, em São Januário, dia 08 de julho. Na ocasião, após perder por 1 a 0 para o maior rival, torcedores do Vasco realizaram uma quebradeira no estádio e seus arredores. Bombas foram arremessadas em direção aos jogadores rubro-negros, que tiveram que ficar dentro de campo. Profissionais da imprensa foram agredidos, e um torcedor, de 27 anos morreu, após confrontos entre organizadas e a PM.

Veja também

  • O mais interessante são dois vereadores se preocupando com jogo do Flamengo e enquanto isso não para de acontecer roubalheira no estado, algo que é realmente o seu dever..

  • Simples: quem está receoso? o Vasco? Abra mão de seus 10% de ingressos. A PM? Consiga uma liminar que obrigue a torcida única e fodac. Vamo jogar na ilha, sim!

  • Já estão como medo do Mengão massacrar esse timezinho de merda, bota na ilha msm e SEM torcida visitante e pronto final.

  • Cada dia que passa tenho mais consciência que a unica solução do pais seria uma guerra civil. Esses políticos merecem bala nos córneos.

  • Primeiro que já é um absurdo o Maracanã ainda estar em poder da Odebrecht depois do escândalo de corrupção.
    Segundo que o Ministério deveria sim mandar realizar o jogo no Maracanã e mandar os vereadores que fizeram o pedido , arcar com todos os custos do jogo.

  • Beleza, a câmara de vereadores arca com o custo do Maracanã.

    • que os dois vereadores arquem com os custos, tirando de seus varios beneficios penduricalhos do salario, e ai jogamos no maracana

  • Suas Excrescências, os vereadores, permitiram a realização do jogo de ida em São Januário. Agora estão preocupadinhos? Quem acenou aquele sauceiro foi a torcida do Vasco, que dessa vez terá 500 gatos pingados na Ilha, totalmente inofensivos, pois não vão se arriscar a fazer baderna na casa do Flamengo com tão pouca gente. Como já foi dito aqúi, a “integridade física” do torcedor é a menor de suas preocupações. Como se trata de politicos, não se precisa ser muito inteligente pra entender qual é a real preocupação deles, pois o estádio estará lotado ($$$) e quem administra o mastodonte branco atende pelo apelido de Odebrecht ($$$). Suas Excrescências sabem muito bem o que fazem. Cabe ao Flamengo frustrar essa corja e jogar na Ilha. A PM que coloque 200.000 policiais lá. Segurança Pública não é problema do Flamengo. Na ida jogamos lá. Na volta eles jogam cá. Simples assim.

    • Seria interssante em ver se a Odebrecht doou algum dinheiro pra campanha destes caras.

      • Sem dúvida! É bom ficar de olho!

  • Engraçado é que com o botafogo nada disso acontecia,o flamengo é o time certo no estado errado…lamentável uma máfia dessa.

  • Tava demorando essa máfia carioca mexer seus pauzinhos pra sustentar aquele elefante.

    Se continuarem de palhaçada com a Ilha eu se fosse o Flamengo levaria esse jogo pra fora do estado.

    • Pior que se não me engano pelo que li não pode mais levar os jogos das suas praças atuais para outro estado. Regra nova da CBF.

      • É verdade tinha esquecido, então leva pra Volta Redonda e fim de papo, menos maracanã.

        • Esta regra é válida apenas para os campeonatos nacionais. SRN

        • Negocio de volta redonda ome, o flamengo bata o pé e diga que so joga na ilha, os times se submetem demais a cbf, a mp a djabo a quatro, eles que protagonizam o campeonato eles que tem que decidir, por isso aqui já deveria ter feito uma liga, resolvia isso e pronto.

    • Pacaembú, tá ai mesmo !!!

    • Seria interssante em ver se a Odebrecht foi uma das patrocinadoras na campanha destes caras

Comentários não são permitidos.