November Rain

Após mais uma derrota, chegamos à segunda quinzena de novembro contabilizando os pontos perdidos no brasileiro, e ainda lamentando frustrações na Copa do Brasil e Libertadores.

É tão fácil chegar aqui e reproduzir o mesmo discurso ranzinza do Mauro Cézar Pereira, Renato Maurício Prado, e companhia, tá na moda! Mas distribuir bordoadas para todos os lados e fazer coro alimentando esse incêndio que já começa a se alastrar no Flamengo de nada vai adiantar.

Cobranças são essenciais, sempre fazem bem, mas as nossas expectativas na maioria das vezes são muito maiores do que a realidade. Em tempos de rede social, a megalomania e a bipolaridade do torcedor rubro-negro afetam diretamente e negativamente dois fatores da receita do sucesso: O ambiente e o psicológico.

Ora bolas, parece tão simples, o investimento financeiro nessa equipe foi absurdamente grande, não tem desculpa! Não é assim! Para muitos é difícil imaginar que o fator financeiro é apenas mais um fator, um ingrediente que compõe a receita certa dos títulos. Grana não é a fórmula mágica do sucesso.

Poucos rubro-negros imaginavam que o Flamengo chegaria em crise nessas últimas semanas da temporada. Para a galera, a obrigação era estarmos nas vésperas da final na Libertadores, após termos comemorado o título brasileiro por antecipação nessa semana.

Mas voltando a fria realidade, é bem complicado tentar manter a calma, e ter paciência, vendo o Flamengo jogar um futebol meia-boca contra os fracos Coritibas da vida. Mas tem sim como ver que o copo que está pela metade está meio cheio, e não meio vazio.

Entre mortos, e feridos, no Brasileiro estamos na zona de classificação para a Libertadores 2018, e nas vésperas da semifinal da Copa Sul-americana. Além de ter levantado o obrigatório e perigoso Cariocão, e perdido a final da Copa do Brasil nos pênaltis. É um ano razoável, que pode terminar muito bem.

Não adianta ficarmos remoendo nossas frustrações em competições das quais fomos eliminados, isso é futebol, não torcemos pro Barcelona, não ganharemos todas e ficar chorando pelo leite derramado é coisa de botafoguense. Precisamos mudar esse clima para buscarmos o que nos resta esse ano.

Deixemos a barca para depois, deixemos as trocas para a off-season, agora o momento é de apoio, arrumar confusão no centro de treinamento é coisa dos anos 90, ultrapassada, um atestado de ignorância. As coisas não se resolvem, e talvez nunca se resolveram assim.

Quando vocês perceberem que tudo que os antis mais querem agora é uma crise no Flamengo nesse momento decisivo, vocês vão se envergonhar do papel de trouxa.

Que os deuses do futebol estejam com o Flamengo!’

Vinny Dunga

Siga no Twitter:  twitter.com/DungaVinny (@DungaVinny)

Curta no Facebook: facebook.com/ColunaDoVinny

Veja também

  • É sério esse texto? Esse time do flamengo torturou os torcedores o ano todo, vimos um time apático e medroso em todos os torneios com erros individuais bisonhos a todo momento. Vamos lá, no brasileirão estamos com a mesma pontuação de quem está fora da zona da pré libertadores, ou seja, se continuarmos perdendo tudo, nem pra pre liberta nós vamos. Fomos eliminados na fase de grupos da libertadores sem fazer nem 1 pontinho fora de casa. Técnico e diretoria pecaram muito por não terem trazido um goleiro de peso a tempo de disputar a libertadores e copa do brasil; Marcio Araújo e Vaz titulares até o Rueda chegar (provavelmente com juan e cuellar jogando nós teríamos pelo menos empatado algum dos jogos da libertadores). E o carioca atualmente é um torneio sem prestígio algum, não dá pra colocar na balança com o investimento feito. Se não ganharmos a sul-americana vai ser um ano ridículo por todo investimento e expectativa criada e se não formos para a libertadores vai ser uma humilhação absurda!!!! Mauro Cézar e Renato Maurício estão cobertos de razão. Seu nível de exigência está bom para ser colunista do netvasco, lá os torcedores vão concordar com você.

  • “Em tempos de rede social, a megalomania e a bipolaridade do torcedor rubro-negro afetam diretamente e negativamente dois fatores da receita do sucesso: O ambiente e o psicológico.” Encontramos os verdadeiros culpas: a torcida. O ano é bom, a diretoria está fazendo tudo certo e se não tivesse a torcida conturbando já teríamos alcançado nossos objetivos no ano. Agora está tudo explicado!

  • Estamos no limite da pré-Libertadores.

  • Tava sumido amigão, o que aconteceu? Gostei do texto, mas infelizmente vai na contra mão do sensacionalismo e terrorismo que alguns gostam de escrever, então, vai ser criticado. Essa torcida de rede social gosta é de memes, discute futebol não pq eles agridem sem ao menos ler o que vc escreveu.

  • Putz…tentar colocar na cabeça da galera que está tudo bem,que os antis querem uma crise e depois vamos nos envergonhar quando percebermos, é um ano razoável e blá blá blá…. aí vem o outro e manda perguntar o que achamos do Everton (desnecessário) Ribeiro,como se a solução fosse o “menino”Gabriel, só faltou mandar perguntar se estamos com saudades do Zé panela, é dose pra leão…. vocês são os verdadeiros antis rubro negros,vão torcer pro time do Zé!!

  • Engraçado, o flamengo teve total apoio na libertadores e passou vergonha, não conquistando NENHUM ponto fora de casa. NA CB chegou a final sabe se la como, ja que so fez uma unica partida boa durante todo o campeonato que foi contra o SAntos no primeiro jogo e só. No brasileirão teve todo o apoio no começo e só passou vergonha…
    VAi la uai, continua passando a mal nao cabeça, nao cobra um desempenho melhor nao… São os jogadores que estão ganhando por mes o que voce vai demorar uns 10 anos pra ganhar na vida.

  • Se é para fazer analogia com o Guns n’ Roses:

    Quando vejo o time do Flamengo jogar penso: Welcome to the Jungle
    Quando vejo o EBM falar que protege os pobres jogadores do Flamengo :Paradise City
    Quando vejo a vaga para libertadores escapando: You could Be mine
    Quando vejo uma coluna do Vinny: Patience

    SRN #AppetiteForDestruction

  • Em tempo: pergunte para eles o que acham do “Everton (desnecessário) Ribeiro”… &;-D

    • FAla torcedor de jogador ruim…. E.R. esta sendo queimado no flamengo, o cara joga como se fosse lateral. Cade a aproximação com o Diego, não tem. Ontem eu reparei que o RUEDA deu algumas instruções pro VJ antes de entrar, e o cara so jogou la na linha lateral, como que querem q o time se desenvolva assim, cruzando 30 bolas por partida ???

  • Vinny, sou seu fã!!! &;-D

  • não dou 1 mês para o vinny fazer outra coluna com ponto de vista totalmente diferente.vinny é um fanfarrão

  • Realmente o torcedor perde a noção e acaba piorando a situação indo pra CT causar ainda mais desequilíbrio!
    Parabéns pela coluna.

    • Valeu amigo!
      Abraço!

  • Boa matéria. Certamente este ano o flamengo está devendo, todavia, não é agredindo pessoas que vamos resolver, vamos apoiar, torcer e esperar por dias melhores. Há alguns anos atrás, torciamos para não cair, agora nos indignamos, porque estamos em sétimo lugar e somente ganhamos o carioquinha.

    • Pefeito Divaldo!
      Abraço!

    • Me diga qual a diferença de estar em sétimo ou terminar o campeonato em 17 colocado ?????
      Flamengo ganhou um campeonato carioca por que esse ano teve um regulamento ridículo e só está “ainda” classificado pra “pré libertadores” (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk) por que fizeram um regulamento ridículo da libertadores tbm, para querer ganhar mais dinheiro.

      E te pergunto, qual pra voce é mais vergonhoso: ter o time mais caro do brasil e a maior folha salarial e mesmo assim estar na 7 colocação e 3 pontos na frente do 11 colocado ou ter um time sem dinheiro, com elenco horrível e terminando o campeonato em 15 colocado ???

  • A coisa tá tão feia que dizem até que o Negueba tá voltando pra salvar a pátria! hehehehe

  • 1. Abro a matéria;
    2. Desço até o fim do texto;
    3. Observo a assinatura “Vinny Dunga”;
    4. Dispenso a leitura e fecho a página.

    Fim.

    • Não o conhecia, mas depois desse texto, sempre farei o mesmo que você.

    • rsrs.

    • E ainda assim, se dá ao trabalho de comentar!
      Na minha terra, chamamos isso de HIPOCRISIA… &;-D

  • Tem que se criticar o ano do time do Flamengo.
    Não há vergonha alguma nisso, Vinny Dunga.
    Somos todos flamenguistas.
    Ou você tá satisfeito com os resultados do ano?

    • Fala Joaquim!
      TEM QUE Criticar o time o ano inteiro?
      Discordo.
      SE PRECISO tem que criticar.
      Tem que se COBRAR sim, cobranças são benéficas.
      Críticas, se construtivas também, mas não são uma obrigatoriedade, e não, não há vergonha nisso, relaxa.
      Não estou satisfeito, mas se nos classificarmos para a Libertadores, e conquistarmos um título internacional, vou ficar satisfeito e o ano vai ser bom, sim.
      Não do jeito que a nossa megalomania imaginaria em Janeiro, mas um ano bom.
      Abs! SRN

      • kkkkkkkkkkkkkk so te digo uma coisa, flamengo nao vai pra libertadores, a nao ser que de a sorte do gremio ganhar a libertadores e abrir mais uma vaga.
        Titulo internacional ??? flamengo com esse futebol horroroso, vai tomar um sacode do junior barranquilha, para aumentar a prateleira da vergonha em competições internacionais.

  • Ainda estão nesse discurso de que o ano não é ruim exaltando Carioca, vice da Copa do Brasil sem empolgar, campanha ridícula no Brasileiro e achando que a Sul-americana, que dificilmente esse time será capaz de ganhar, vai fazer o ano ter sido bom? Por esse pensamento somos um time mediano no cenário nacional. Uma pena.

    • “Por esse pensamento somos um time mediano no cenário nacional.” — Então, reconhece que as coisas não estão tão ruim como dizem… &;-D

  • Essa tortura só acabará em janeiro de 2019.

  • Melhor coluna que já li aqui. Parabéns!

    • Valeu Vitor!
      TMJ

  • Amém .

  • O momento é difícil. Às viúvas do Zé Ricardo que estão em polvorosa vamos recapitular que o time com ele teve 3 momentos críticos de oscilação: 1. Os jogos no maracanã na reta final do Brasileiro 2016 (empatamos 3 dos 4 jogos); 2. A eliminação da Libertadores; 3. Ter conquistado 6 de 21 pontos disputados seguidos no Brasileiro de 2017. Em nenhuma dessas situações ZR (quem eu acho um técnico promissor mas vi como justa a demissão) tentou mudar a forma do time jogar; sempre no 4-3-3 manjado desde 2016. Ele conhecia o elenco, tinha peças, tempo de casa, podia arriscar um 3-5-2, um 4-4-2, enfim, algo diferente. Pelo contraio, com as teimosas convicções dele ( ex.: Rafael Vaz e Marcio Araujo titulares, Donnati e Leo Durate mal aproveitados) acabou por se implementar um conformismo com posse de bola sem resultado efetivo, desenvolvendo por conseguinte uma postura cada vez mais apática no time. O Flamengo era apático com ele, e permanece apático sem ele. Não estou aqui dizendo que o Rueda não mereça ser criticado. Apesar de ter herdado um elenco ruim, acho que o colombiano podia estar entregando mais. Porém, criticá-lo não é o sinônimo de exigir sua demissão. Ze Ricardo passava a mão na cabeça dos jogadores, independente do resultado. Rueda critica publicamente, o que também desperta a ira de qualquer boleiro e pode acabar carimbando a demissão dele por corpo mole dos criticados. Falta achar um meio termo aí, não pode ser nem 8 nem 80. Para isso, precisávamos sim de um VP de Futebol calejado, que pudesse gerenciar essa interface. A gestão atual, que indiscutivelmente recuperou a credibilidade do nosso clube, falhou nesse ponto, lá no inicio da temporada.
    A sula é a esperança.
    Sigamos sem desistir. SRN

    • Amigo, concordo. Todavia, no caso do ZR, é admissível erros de um técnico novo, em fase de Trainee, ainda mais no Flamengo, que a pressão é enorme. O problema, que o Rueda, veio como “salvador”. Claro que ele não irá transformar a água em vinho, mas ele comete erros que um técnico cascuco, como ele, acredito que não poderia cometer. Campeão da Liberta, provável campeão da Sula (caso não tivesse, aquele acidente da Chape), técnico de seleções que foram à Copa do Mundo, etc. E realmente, o erro crasso do EBM, foi não ter um VP de Futebol experiente. SRN

Comentários não são permitidos.