Comandante do Gepe culpa Flamengo por invasões

O comandante do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe), major Silvio Luiz, responsabilizou o Flamengo pelas brigas que depredaram o Maracanã na final da Copa Sul-Americana, na quarta-feira. Segundo ele, as invasões ocorreram por causa da dificuldade de verificar as carteiras do sócio-torcedor (corporativos ou não). Ainda segundo ele, muitos sem a validação do ingresso invadiram o estádio e que se o Flamengo não resolver o problema, vai pedir que o Ministério Público (MP) proíba a realização de mais partidas no estádio.

O major admitiu que temia que pessoas sem ingresso invadissem o estádio, como vem acontecendo em jogos do Flamengo nas quais a venda é exclusiva para o sócio-torcedor e os bilhetes se esgotam. Por isso, segundo ele, o Gepe solicitou o fechamento do trânsito na Avenida Maracanã, para que um cordão de isolamento fosse feito. A prefeitura não autorizou:

Não insisti, porque sabia que não teria como fiscalizar qual torcedor tinha o cartão válido não. Já pedi diversas vezes que essas partidas tenham bilhete físico ou uma comprovação impressa de validação e nunca fui atendido. Vou começar a tomar outras medidas juntamente com o Ministério Público, se achar necessário.

O Gepe, junto com o comando geral da Polícia Militar, tem o direito de dizer que não pode garantir a segurança de eventos por muitas razões. Com essa declaração, o MP pede o adiamento ou cancelamento da partida até que as exigências sejam atendidas. Raras foram as vezes em que a polícia e o MP pediram adiamento, cancelamento ou transferência de um jogo e a Justiça não acatou.

Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, questionou a atuação do Gepe.

Infelizmente essa invasão de torcedores ou desordeiros foi programada com mais de uma semana de antecedência. Foi espalhada na internet, e as autoridades sabiam. Não tenho elementos para avaliar a operação, mas certamente houve erro — afirmou à Rede Globo.

Torcedores sem ingresso orquestraram uma invasão, pela internet, marcada para as 21h.

No horário de pico, entram no Maracanã de 700 a 800 torcedores por minuto. Imagina se um trava na validação, por dois minutos. Já se tem um confusão instalada — disse o major.

O comandante do Gepe se queixou que o Fla já tinha esgotado os ingressos quando foi discutida a segurança da partida, dia 7.

Ficamos tentando interceptar as combinações feitas pela internet e botamos o maior efetivo policial do ano no Maracanã, 650 PMs. O que falta fazer? Botar um PM de mão dada com cada torcedor? — questionou o major, que admitiu que em alguns momentos a policia perdeu o controle da operação.

Segundo a Maracanã S.A., cerca de 70 mil pessoas foram ao jogo, sendo que apenas 62 mil passaram pelas catracas, o que colocaria cerca de oito mil pessoas no estádio de forma ilegal. Foram registradas 13 ocorrências.

Em nota, o clube atribuiu os problemas ao comportamento do torcedor que, mesmo sem ingresso, forçou invasões, e ao policiamento, que não teria efetivo suficiente:

Consideramos equivocada a justificativa dada pelo comandante do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios de que apenas um fator — o uso de cartões-ingressos descarregados por sócios-torcedores mal-intencionados — seja a razão predominante para os acontecimentos de ontem. É importante citar que cartões-ingresso são utilizados em eventos esportivos no mundo todo, inclusive no Brasil, e são uma forma de oferecer comodidade aos torcedores que fazem uma contribuição fundamental ao Flamengo, além de representarem um fator inibidor do cambismo e de confusões na venda de ingressos”.

Veja também

  • Enquanto fica nessa de a culpa é sua a culpa é dele os marginais ficam impunes pq a justiça é fraca. Então eles buscam a forma mais fácil de lidar com o problema , pune o clube pq ter que ir atrás dos marginais é mais difícil.

  • Essa desculpa da comprovação fisica do ingresso não cola. Flamengo x Gremio de 2009 não tinha sócio torcedor, o ingresso era físico e ali teve a maior invasão que eu vi no Maracanã em mais de 30 anos de estádio, eu mesmo fiquei com o ingresso na mão pois tive que entrar junto com a muvuca senão não entrava no estádio. Isso acontece desde sempre e a incompetencia da Policia também vem desde lá.

  • A culpa do Sr que não soube organizar a segurança mesmo sabendo sentido o apelo do jogo

  • Se fizer um cordao de isolamento , como era feito na copa, nao tinha acontecido isto, e a segurança fira do estadio e por conta da policia militar, ou sera qye eles nao sabiam do que estava acontecendo desde o primeiro jogo

  • Aí o Flamengo leva seus jogos pra outros estados e os torcedores do rio ficam reclamando…. Torcida do Flamengo quer estádio pra que? Pra depredar? Tocar terror?
    E não venham dizer que não são torcedores porque são sim, são bandidos torcedores… O maior problema do Flamengo não é diretoria nem técnico nem jogadores. O maior problema do Flamengo é essa torcida que tem o rei na barriga e acha que pode resolver tudo na força

  • O Bandeira com sua ganância vai ter que pagar os prejuízos ocasionados pelos animais. Tem várias cenas lamentáveis como a da mulher do carrinho de pipocas que ficou acoada com o saqueamento dos seus produtos.

    • e o que a ganancia do Bandeira tem a ver com os bandidos que saquearam a mulher ?

      • Vai perguntar para os caras que saquearam.

  • Infelizmente o GEPE tem razão nessa, como filtrar os torcedores se eles não precisam estar portando comprovante de que vai assistir a partida? Fica complicado fazer uma triagem. A diretoria tem que parar de empurrar com a barriga esse problema, todo jogo acontece isso e eles falam que é culpa da torcida. Falta educação? Sim, falta em todo o Brasil, essa é a verdade, mas só vemos isso acontecer com frequência com o Flamengo. Isso mancha a imagem do clube, será que eles não enxergam isso?

    • A culpa é de quem? Quem faz a segurança? Quem monta a estratégia para o evento? E O FLAMENGO!!! Não tem o que falar não fala merda.

      • Ele participa sim da estratégia de segurança. Assim como a FIFA tinha a dela na copa do mundo.
        Os torcedores sem ingresso não deveriam ter acesso ao maraca, mas isso acontece por conta da forma de comercialização dos ingressos, entendo que é pela praticidade, mas todos já haviam sido vendidos, não havia bilheteria aberta para venda, então não deveriam haver torcedores sem ingresso acessando o estádio.
        Mas sabe o pior? É a diretoria não admitir que tem culpa e jogar tudo para o estado, ao invés de trabalhar em uma solução fica se fazendo de vítima, enquanto isso os torcedores pagam caro, tomam bala de borracha na cara, são assaltados, tomam gás de pimenta e etc…

    • Não acho que a culpa seja do Flamengo. O clube vendeu igressos todos, infelizmente a torcida é enorme, todo mundo quer ir ver o jogo E NÃO CABE TODO MUNDO… seria melhor jogar a culpa no governo que diminuiu a capacidade do maracanã

      • Não disse que a culpa é exclusivamente do Flamengo, mas sempre que acontece isso a culpa é da PM é do estado, o Flamengo nunca é culpado? Sério?
        Ele é quem organiza, ele participa do esquema de segurança, no mínimo deveria falar que vai estudar junto a PM melhorias no esquema de segurança e etc. Falar que não tem culpa não é a solução, o negócio é admitir que tem sim parte da culpa e trabalhar em uma solução.

Comentários não são permitidos.