Defesa de Guerrero tenta reverter pena e aciona Comissão de Apelação da Fifa

O atacante Paolo Guerrero foi condenado pela Fifa a ficar 1 ano afastado do futebol por conta de resultado positivo em doping para a substância benzoilecgonina, metabólito presente na cocaína, e a defesa do atleta tenta reverter a situação.

De acordo com informação do jornal O Globo, os advogados do peruano entraram com o recurso nesta terça (12), e esperam resposta da Comissão de Apelação até o dia 20 de dezembro.


VEJA TAMBÉM:


A defesa de Guerrero tem em vista a absolvição do camisa 9 ou, até mesmo, redução da pena, para que o jogador possa disputar a Copa do Mundo de 2018.

Caso a tentativa não atinja o resultado esperado, a Corte Arbitral do Esporte (CAS), será acionada, sendo este a última instância possível para recurso.

Na instância atual (segunda), não é necessária a volta de Paolo e seus representantes à Suíça, onde ocorreu o primeiro julgamento. Se o caso for para a terceira, a equipe terá de retornar ao país europeu, mais precisamente, à sede da CAS.

O Flamengo estuda suspensão do contrato do atleta, podendo chegar à rescisão do vínculo. A equipe carioca também pretende que a Federação Peruana de Futebol arque com os custos de salário jogador, pois a considera como única culpada pelo doping.

Veja também

  • Esse caso do Guerrero já virou uma fita banana, já tá enchendo o saco, não me leve a mal, aceita que dói menos.

  • Vai molhar a mão da Fifa pra jogar a Copa, 6 meses de suspensão sendo 1 já pago, só esperem pra ver. No Flamengo acho que não joga mais.

Comentários não são permitidos.