Éverton Ribeiro apresenta melhores números defensivos com Rueda

Éverton Ribeiro vem sendo muito criticado pela torcida devido suas últimas atuações. Na derrota para o Independiente, o meia foi visto como o principal culpado no primeiro gol dos argentinos, quando errou um passe e cedeu o contra ataque ao time adversário.

Porém, desde a chegada de Reinaldo Rueda e de acordo com os números da ferramenta ‘Trumedia’, da ESPN, o camisa 7, apesar de ter diminuído muito os gols, assistências e finalizações, aumentou sua média de desarmes e faltas cometidas.

O meia que veio do Al-Ahli, dos Emirados Árabes, estreou pelo Mais Querido em junho. Até a chegada de Rueda, foram 13 partidas, 4 gols, 4 assistências e uma média de 1,97 finalizações por jogo.

Já sob o comando do colombiano, que assumiu o Flamengo em agosto, o meio-campista fez 25 aparições, com 2 gols, 2 assistências e também menos chutes a gol, 1,75.

Por outro lado, as estatísticas defensivas de Éverton Ribeiro cresceram após a saída de Zé Ricardo. Anteriormente, o atleta tinha cerca de 0,79 desarmes por partida, enquanto, com Rueda, esse número sobe para 1,10.

Outra estatística que demonstra que o ponta direita tem tido maiores responsabilidades na marcação, é a de faltas cometidas. Antes, sua média era de 1 infração por partida, agora é de 1,72.

Além de estar um ano e meio jogando sem férias, em um ritmo acelerado, Éverton Ribeiro estava nos Emirados Árabes, onde há um futebol com um ritmo bem diferente do brasileiro. Portanto, esses fatores têm sido apontados como causas de sua queda de rendimento.

Contudo, esses dados podem demostrar uma nova explicação do porquê o camisa 7 demonstrou uma queda após a chegada de Rueda. Os números demonstram que seu poder ofensivo perdeu muito espaço para o poder defensivo. E por não estar tão acostumado com a tarefa de marcação, seu rendimento, de fato, pode ter sido prejudicado.

Veja também

  • Faltas cometidas não deve ser considerado um bom número defensivo, principalmente pra um jogador de ataque ainda mais que ele faz muita faltas desnecessárias, se contar faltas como ponto positivo guerreiro era o melhor defensivamente KKK. Matéria desnecessária e displicente igual o Everton Ribeiro e o Arão.

  • Ele tem que ser BANCO na quarta, sendo opção para o Diego e o Paquetá.

  • Vai estrear só ano que vem!

  • Fim da picada, ler uma noticia na qual o atacante melhorou seus índices defensivos! Esse futebol brasileiro ta demais…

    • Pode mandar abortar já, tá chegando em um nível que olha…

  • O flamengo precisa de laterais fortes defensivamente e um 2º volante menos displicente do q Arão para que Diego e ER7 possam desempenhar seu futebol com qualidade.

  • Tá explicado, o cara está priorizando a marcação, quanto que Arão era quem deveria estar fazendo está função, mas ele (Arão) está incumbido de priorizar os avanços a pequena área, isso tem acontecido também com Diego. Ou seja, está tudo invertido, por esse motivo Márcio Araújo era utilizado como carregador de piano, para deixar os meias com poder de armação jogarem mais a vontade e os números não mentem. Trauco é outro que demonstra baixa eficiência na marcação, mas já demonstrou ser muito bom lá na frente, inclusive fazendo gols, mas com esse sistema de retranca está sendo queimado. O mais adequado seria improvisar Everton Cardoso na lateral esquerda com Vinícius Junior ou Paquetá na ponta esquerda se aproximando mais de Vizeu.

  • Entendo que ele está desgastado, que deve melhorar ano que vem…
    Se é assim, quem acertou foi o SP que trouxe Hernanes!
    Espero que ER7 jogue bem na Quarta, seja campeão! Ele chegou para isso!

  • Texto muito superior a esse (É desnecessário, ponto.) 2018 ele vai está mais descansado, com certeza vai volta a jogar o futebol que sabe. Se por acaso não for bem vcs podem criticar a vontade. jogar pedra no cara agora, é desnecessário.

  • A minha estatística é…
    Banco pra ele, jogador sem vontade que se esconde e NÃO marca ao contrário o quê diz essa matéria, Paquetá ir pro banco pra ele é gozação!

  • Também percebi isso, daí junta com um ano e meio sem férias e o resultado é um jogador se arrastando em campo.

    Com um bom período de descanso e pré temporada esse cara vai jogar muito ano que vem.

Comentários não são permitidos.