Dourado tem o melhor aproveitamento do Campeonato Brasileiro desde 2013

O Flamengo está próximo de acertar a contratação de Henrique Dourado. Após ter surgido a notícia de que o Mais Querido encaminhou a compra do jogador por cerca de R$ 12 milhões, muitos torcedores questionaram se vale a pena gastar o valor no centroavante tricolor. Os números do atacante favorecem ao provável investimento.

O Ceifador começou a disputar o Campeonato Brasileiro em 2013 e, desde então, se tornou o terceiro com mais gols na competição. Com passagens por Santos, Portuguesa, Palmeiras, Cruzeiro e Fluminense, o jogador está empatado com Ricardo Oliveira, com 39 gols e está atrás de André, do Sport, e Fred, do Cruzeiro, com 45 e 56 tentos assinalados, respectivamente.

Dourado tem em sua eficiência a principal arma sobre os demais centroavantes que marcaram pelo menos 30 vezes na competição. O jogador finalizou “apenas” 179 vezes, tendo como média 4,6 arremates para marcar um gol. Já Ricardo Oliveira tem 17,7% de aproveitamento e 220 finalizações, enquanto André tem 19,9% de aproveitamento em 226 finalizações e o Fred tem 21,5% de aproveitamento e 260 finalizações. Todos com aproveitamento abaixo de Ceifa, o tornando líder no quesito.

Agora, se na lista acrescentarmos os jogadores que marcaram pelo menos 20 vezes no Brasileirão desde 2013, Bruno Rangel seria o único com a eficiência superior ao do atacante tricolor. Com 22 gols em 86 finalizações, o atacante, falecido em 2016 na tragédia com a delegação da Chapecoense, contava com um aproveitamento de 25,6%

Se concretizado a negociação com o Flamengo, Henrique Dourado terá como missão ser o substituto, mesmo que temporário, de Paolo Guerrero, que está suspenso pela FIFA até maio. O Ceifador foi artilheiro do último Campeonato Brasileiro, ao lado de Jô, com 18 gols.

Veja também

  • A grande deficiência do ataque do Flamengo era o aproveitamento das muitas chances criadas, espero que o ceifador com sua boa média resolva isso.

  • 39 gols em 4 campeonatos *não são 5 brasileirods porque em um ele estava na europa logo daria uma media de quase 10 gols por brasileiro, realmente uma ótima média, porem não esquece que quase a metade foi no campeonato de 2017 logo sobram 20 gols em 3 campeonatos ou seja o brasileiro de 2017 foi um ponto fora da curva, sobre o seu ótimo aproveitamento deveriam ter colocado quantos pênaltis cada um destes jogadores bateram porquê se estão tecnicamente empatados ou não para assim dizer com certeza se ele é tão eficiente como esta matéria quer mostrar (já que converter penalidades e uma de suas qualidades *o que é ótimo)

  • Cai o mito de que ele só jogou em 2017.

    • 39 gols em 4 campeonatos *não são 5 brasileirods porque em um ele estava na europa daria uma media de quase 10 gols por brasileiro, realmente uma ótima média, porem não esquece que quase a metade foi no campeonato de 2017 logo sobram 20 gols em 3 campeonatos acha mesmo que o mito de só jogou em 2017 caiu?

      • Quando teve sequência fez gols. Vice artilheiro em 2014, fez 12 gols em Portugal e agora em 2017 foi a grande temporada dele, é verdade, mas sempre que teve sequência em um clube fez gols.

        • A questão é porque teve poucas sequências? Pegando seus 8 anos de carreira apenas em 02 ele jogou mais de 55 jogos/ano (o que da pra colocar como temporada cheia) em outras 3 fez entre 35 a 39 Paris as ano (ou seja 60 por cento) e nas outras três nem isto (ai pode ate dizer que como estava iniciando a carreira e mais difícil) os números dele mostra que apesar de uma média boa de gols 0,41 ele muitas vezes não jogava.

          • Sim, é um bom ponto. Mas ele era aquele jogador que trocou de clubes muitas vezes na carreira, sempre emprestado de um clube menor. Foi artilheiro do paranaense pelo Cianorte, já jogou na Chape, daí você vê que o cara é rodado provavelmente por causa de empresários. E quando jogou na serie A trocou de clubes no meio da temporada brasileira, quando é mais difícil se adaptar. Na Portuguesa ele chegou em setembro, no Fluminense chegou em julho, a exceção foi a chegada ao Cruzeiro, em janeiro de 2015 mas foi reserva do Damião o que não é nenhum demérito já que o Damião tinha nome. E o primeiro clube de expressão dele foi o Santos já em 2013, um ano antes de “estourar” no Palmeiras. Acho que chegando agora em janeiro e sendo titular ele vai se sair bem no Flamengo.

  • Não era minha primeira opção, mas já que está praticamente certo que seja muito bem vindo e que faça bastante gols pelo Mengão. Em comparação com centroavantes brasileiros ele sobressai no quesito artilheiro.E outra prefiro mil vezes ele doq pagar 1milhão para o Fred que tem muito mais idade doq ele. Se ele fizer um bom campeonato com a camisa do Mengão quem sabe no ano que vem se ainda não estivermos satisfeitos venha uma proposta da china igual veio para o Jô no coringa. Acho valido a tentativa.

    • É isso aí, é o q temos, vamos apoiar, criticarem os, se jogar sem vontade e não fizer gols. Henrique Dourado, não foi caro, Flamengo q vendeu Vizeu barato.

Comentários não são permitidos.