Filarmônica do fracasso!

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Gostaria de iniciar essa coluna parabenizando os envolvidos por criarem o pior time do Flamengo que já vi jogar em meus quarenta e seis anos de rubro-negrismo congênito. Eles se superam a cada dia. Quando pensamos que não pode ser pior, nos surpreendem com requintes de crueldade. Ontem presenciamos um frankenstein em campo, capitaneado por uma acefalia macabra. Fomos epicamente nauseabundos, pestilentos, fajutos, inadequados, infrutíferas, imprestáveis! Chega!

Confesso a vocês que ontem custei a pegar no sono, isso porque acordo todos os dias às quatro e meia da matina! Fiquei muito chateado com o futebol apresentado pelo Flamengo, mesmo já tendo previamente preparado minha suplicante alma para o pior. Que performance hedionda, detestável não é mesmo? Uma apresentação esdrúxula, de nulidade tática, sem arrumação em campo ou qualquer inspiração. Em suma: uma verdadeira chalaça!

Mas isso não foi falta de aviso, nem de mim, nem dos queridos confrades colunistas deste site, quiça da maioria esmagadora dos comentaristas esportivos Brasil afora. Reiteradas vezes vim aqui, em minhas colunas pregressas, bater na tecla do mau futebol praticado por nós há, pelo menos, um ano. É muito pior do que imaginamos, pois não vejo saída a curto prazo para retomarmos uma esportividade condizente com o pavilhão negro-encarnado.

O resultado é o que menos importou, também venho ressaltando isso de forma peremptória. Taticamente, para sermos sofríveis, temos que melhorar muito! O time não tem o mínimo de entrosamento, não apresenta nenhuma jogada ensaiada, nenhum arremedo que nos crie um vislumbre de tempos melhores, nada! Nossa tática é a mesma de times previsíveis e sem o mínimo cacoete tático: chuveirinho na área.

Parece até que estamos assistindo a jogos do campeonato inglês da década de 80. Mas podemos ainda destacar que, por lá, as coisas ainda funcionavam, pois as jogadas eram treinadas à exaustão para que os cruzamentos fossem eficazes. E eram. Os caras sabiam fazer gols de cabeça como não se observava em nenhum outro país.

Nesse Flamengo as bolas são alçadas a esmo, como se os jogadores tencionassem livrarem-se de sua posse. A pelota queima no pé da maioria dos atletas. Entra técnico, sai técnico e a coisa não muda. O discurso longânime irá perdurar, pois somos comandados por niilistas contumazes, esportivamente falando. Mesmo com os jogadores considerados indignos retirados do elenco, os mesmos erros são cometidos reiteradamente. A coisa é muito mais intrínseca do que nos aparenta.

O Flamengo está se tornando um estatal fria, onde os funcionários chegam, colocam seus paletós no encosto de suas cadeiras caras e confortáveis e saem para conversar, tomar capuccinos, comer croissants e dar pitacos sobre as vidas alheias. E o trabalho? Ah, vai bem, obrigado! Vamos protelando e vemos como fica. Continuamos criando subterfúgios e terceirizando responsabilidades. Assevero, imperativo: todos vocês que têm relação com o futebol do clube, não nos representam! Simples assim!

Somos o protótipo da pasmaceira e, continuando assim, seremos cada vez mais achincalhados publicamente, como já vem se anunciando pelos principais veículos da mídia esportiva. A imprensa tem toda a razão. Não fazemos o básico, o mínimo necessário para sermos tratados como uma equipe de futebol. São quase três meses de trabalho com um elenco classificado entre bom e mediano e a coisa não evolui, muito pelo contrário, um time de pelada possui mais cognição tática do que o nosso.

Gostaria de saber quando isso vai mudar. Queria que as coisas começassem a melhorar, mesmo que homeopaticamente, mas que parassem de ficar piores. Estão solapando nossas esperanças, jogando o nome da instituição Flamengo na vala do descaso, da prepotência e da falácia resignada. Isso é claro como o dia! Não podemos mais permitir que o façam inadvertidamente!

Falta indignação, falta amor, raça, paixão. Falta Flamengo nesse time idiota e paupérrimo tatica e tecnicamente. Falta alma rubro-negra. Os caras aceitam as derrotas de forma passiva, fazendo cara de banana, como se fosse uma ciscunstância sem importância. Não satisfeitos, após esses vexames, cada vez mais corriqueiros, vão às coletivas contemporizar e falar que têm que aprender com os erros.

Ora bolas, se fosse para aprender com os erros cometidos anteriormente seríamos, após estes três primeiros meses, catedráticos em futebol, o melhor time do mundo. Pois os erros não cessam, muito pelo contrário, eles jorram aos borbotões e causam indignação ao mais ortodoxo rubro-negro, ao mais tibetano torcedor do Mais Querido. Faltam homens, falta vergonha em suas caras pálidas!

Digo homens com “agá” maiúsculo! Falta aquilo roxo! E falta técnico. Aliás, isso tem nos faltadao há bastante tempo! Ah, como eu queria poder conversar com o Carpegiani e perguntá-lo por qual motivo mudou três peças de uma só vez e, não satisfeito com isso, ainda trocou o esquema de jogo. Ainda questionaria porque Cuellar iniciou na reserva e ainda foi trocado o posicionamento de vários jogadores, mesmo sem treinamento adequado!

Essas são perguntas que não têm resposta. Nenhum argumento possui razoabilidade capaz de explicar, neste momento, questões deste tipo. Todos, digo TODOS, sabemos, por exemplo, que Arão é um arremedo do jogador que já foi no passado recente. Assevero, ainda, que até uma criança tem noção de que Cuellar deve ser titular absoluto deste time. Não dá pro fosforito comer banco para o todo-poderoso Jonas e o combalido Arão. O time fica sem saída de bola, isso é incontestável.

Carpegiani fez um favor aos alvinegros e descaracterizou um time que já era claudicante, conseguindo piorar o que já estava péssimo. Nosso treinador aniquilou o mantra tiririquiano do “pior do que ‘tá, não fica”. Sabedor da sandice que cometeu, vendo a aberração que era o time em campo durante toda a primeira etapa do jogo de ontem, tentou consertar o despautério e fez duas alterações no intervalo da partida.

Não adiantou. Sabem porquê? Porque não adiantaria e nem adiantará! O time não mostra e não mostrará nada, absolutamente nada. Somos nulos técnica e taticamente. Tirando brilharecos esporádicos, somos pior do que o minimamente aceitável. Desarrumação defensiva, inoperância no ataque, infertilidade inspiracional, nulidade na transição. Isso é o Flamengo de hoje. Aceitemos o fato, lamentemo-nos.

Mudanças? Não tenho nenhuma esperança que elas ocorram, não por agora. Enquanto essa gestão acéfala e pródiga futebolisticamente estiver nos governando, temo pelo pior. Zico nos abençoe e salve-nos de outros vexames muito piores que são fadados a ocorrer num futuro muitíssimo breve.

Espero, com todas as minhas forças, que a partir de 2019 nosso departamento de futebol seja realmente qualificado. Uma reformulação total e irrestrita é absolutamente necessária e já se faz urgente há algum tempo. Estou enfastiado dos dias de bananices e manifestações protecionistas. A reitegração de posse do DNA flamengo faz-se compulsória e imperativa! Pelo bem da torcida, pelo bem do Flamengo, pelo bem do futebol! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações rubro-negras a todos!

Fabio Monken
Twitter: @fabio_monken

Gostou? Não gostou? Concorda, discorda? Ótimo!
O Debate sempre será salutar!
Deixe seus comentários e interaja conosco!
Pontos de vista divergentes são essenciais à evolução do homem.
Mas lembre-se: Somos todos Flamengo!
A intolerância e a falta de argumentos são os combustíveis para o fracasso!

Veja também

  • Cara, me permita de boas uma crítica sem más intenções. Você constrói o seu texto parecendo procurar as palavras e os adjetivos mais rebuscados e com um monte de floreios. Não fica natural, parece nitidamente forçado, tipo uma cópia mal feita dos textos do Muhlemberg, porque esse sabe escrever com floreio E conteúdo. Não parece forçado no caso dele, porque é questão de estilo.

    Fica aqui uma sugestão que você pode usar ou ignorar, tanto faz, mas foi no intuito de melhorar a leitura dos seus textos.

    SRN.

    • caro Almir não vejo mal em procurar palavras na hora de comentar.Nao pretendo ser escritor nem cronista, apenas dar a minha opinião, se possível sem cometer erros de português ,mas de qualquer forma obrigado pelas dicas.Para mim seria importante saber se você concorda com o que eu escrevi, deixando o meu estilo de lado

      • Claro, sem deixar seu estilo de lado, tendo em vista que isso interfere na apreciação do texto, eu posso dizer o que eu achei do conteúdo.

        Levando em conta que foi escrito no calor de uma derrota, o texto apresenta uma indignação condizente com o momento do Flamengo, que como você destacou, não se resume a uma partida, já vem de pelo menos um ano. A primeira parte do texto se refere portanto ao desempenho — sofrível — desse elenco, que se não é o pior dos últimos 46 anos, certamente é o mais apático.

        Depois a crítica se refere aos dirigentes, comparando-os, um tanto injustamente, no meu modo de ver, com funcionários públicos. A esmagadora maioria não combina com essa caricatura do senso comum do cara que não trabalha porque tem estabilidade. Mas enfim, isso é outro assunto. As críticas em si são justas.

        Como você escreveu muito em cima do jogo, estava desacreditado nas mudanças, que vieram no dia seguinte como um tsunami, para a nossa alegria. Agora é saber se o Ricardo Lomba, que chamou a responsa pra si, vai dar conta de capitanear o nosso time para o resgate necessário.

        • Só pensei que quem tivesse escrito o texto era o “Fabio Monken”. Aqui agora temos heterônimos? rsrs

    • Caro Almir, como não estou ainda acostumado com o uso de comentários, confundi tudo, pensei que você se referia ao meu texto, por isso achei estranho

  • Prezado Fábio, perfeita a sua análise.O que eu não me conformo é com o crime que tem sido cometido por quem se diz rubro negro como esses dirigentes, que aos poucos estão acabando com a identidade do Flamengo como clube popular ,com times que nos davam alegria e orgulho.Perdi,mas não faz mal,eu e toda a torcida saíamos tristes porém confortados por pertencer a uma nação cujos times deixavam a alma em campo.Inestimavel sem dúvida o trabalho de recuperação e reorganização executado por essa administração ,mas nunca ao preço de transformar o Flamengo em um time apático, sem vibração , que não nos representa naquilo que temos de melhor, que é a paixão pelo nosso time.Ao ficar obsecada por obter receitas e mais receitas, essa Diretoria esquece isso tudo em favor de contratações quando das tais oportunidades de mercado como ,unico critério, construíndo elencos sem qualquer sentido de organização técnica e tática.Ale
    m disso praticamente expulsou parcela significativa da torcida dos estádios pelos preços abusivos , inventa esse maldito uniforme amarelo.Por tudo isso temo sinceramente que venhamos a ter a nossa torcida diminuída ou transformada em torcida de poltrona, quem sabe até perdendo a posição de maior torcida do Brasil.Muito triste fazer comparacoes e ver um time apático, jogando de camisa amarela para duas mil pessoas enquanto vemos palmeiras e Corinthians jogando para quarenta mil pessoas . Não tem essa direção o tamanho do prejuízo da imagem do Flamengo.Felizmente no final do ano teremos a chance de mudar tudo isso
    Quero o meu verdadeiro Flamengo de volta

  • Geral demitido! Talvez seja porque seu mandato termine no próximo ano teimou demais!!!! , agora não adianta tentar tapar buracos , essa diretoria vêm há tempos fazendo contratações superestimadas e que não vem rendendo o esperado,ponha as cartas na mesa e façam contratações de verdade a começar por um novo técnico ! Vida que segue !!!

  • Time apático, sem alma, sem raça, sem sangue, que mostra a cada dia, a cada jogo que não estão nem aí para o Flamengo, que não respeitam a instituição, que só vivem de querer justificar seus fracassos. Com tantas peças que qualquer outro clube gostaria de ter, mas que não conseguem mostrar um futebol minimamente decente. Tenham vergonha na cara, aqui é FLAMENGO! Joguem, se doem pelo time, parem com discursinho que torcedor nenhum mais compra. E quem não quer mais continuar, não gosta de pressão, então vaza do time!

  • Por mim pediria licença até o final do ano de todas as competições, sei q é impossível pelos contratos vigentes, então vamos de novo preparar o espírito…

  • Quando se confirmou a escalação de ontem, torci para uma derrota do Flamengo para que o maluco do carpegiani foce demitido, mas junto ir o improdutivo do Caetano foi um bonus…Não acompanho o carioca nem ligo para resultados do carioca, o problema que o time treina a quatro meses e o maluco não tem nem time nem formação definida. Foram tarde. SRN

  • Falta de planejamento dá nisso tudo, esperou demais a decisão do Rueda, contratou um técnico que teria outra função no clube, expôs o clube a um mero carioqueta, que poderia ter sido jogado de ponta a ponta pela base e agora passa por crise, enfim, tudo desnecessário. Agora começam os campeonatos filés e o Flamengo já passando pelo olho do furacão.

  • E o ataque dos sonhos e defesa do pesadelo de 95?

  • Triste em dizer que só li verdades.

  • Tá certo e tá errado, pq não mandam jogadores juntos embora ?? Precisa mudar esse disco que sempre os mesmos são mandados embora, pq não põe junto Pará, Arão, Rene e Cia?? Ué, afinal eles tão morrendo em campo.

  • Invadir as redes sociais pelo Renato Gaúcho!!

  • Era óbvio que não iria dar certo, os bandeiretes até tentaram se enganar mas a realidade é essa aí.

    Outra vez jogaram fora o primeiro trimestre, trabalhar e muito para que não comprometam o resto da temporada.

    • Cara, deixa de ser babaca com essa porra de bandeirete. Carioca não serve pra nada, ano passado ganhemos pra quê? pra iludir a torcida somente. Estou preocupado com libertadores, Copa do Brasil, Brasileiro, se pudesse Flamengo nem deveria disputar mais essa merda, Quantas vezes ganhamos isso e na semana seguinte fomos eliminados da libertadores ou brigamos contra rebaixamento? Pelo menos dessa vez ninguém vai se enganar com um time que não tem um lateral que preste.

      • O problema n é o carioca, problema é o futebol que o time vem apresentando, que se continuar, pode desistir de tudo

      • E vc quer que o Flamengo ganha copa do Brasil, libertadores e brasileirão com esse futebolzinho do Flamengo aí tá de sacanagem né ? Kkkkkkkk

  • tem que demitir o Mozer TB… Aquela porcaria !!!

    • Aliás demitir de quê? O que ele faz no Flamengo…

  • Precisa desse muido todinho só pra dizer que o Flamengo não tem identidade em campo? Ou o Fábio só quiz aparecer com o seu vocabulário rebuscado? Pütz ??‍♂️?

  • prezado, os problemas do flamengo realmente são graves e abissais. mas tem uma vantagem: são antigos. datam de algumas temporadas. à saber; meio de zaga frágil lento e desatento , laterais que só executam uma função ou defendem ou atacam às vezes nem uma coisa nem outra. meio campo sem criatividade e de recomposição defensiva lenta . tem a posse da bola mas na faz nem ideia do que fazer com ela. atacantes isolados que tem de brigar com e pela bola e com toda a zaga adversária. fora isso total desentrosamento. é só isso.há temporadas e temporadas.
    as saídas do carpegiani, que nem devia ter vindo e só veio por conta de antiga amizade com o caetano, e deste último, que já deveria estar fora há mais tempo, são mais do mesmo. o ambiente blue permanecerá nas paredes e no gramados do ninho contaminando a todos. foi o pior início de temporada em termos de planejamento e execução desde sempre. esse filme já vi trocentas vezes. feliz 2019. SRN

  • Parabéns pelo texto. Sincero e urgente, como deveria ser a mudança que tanto sonhamos ver no time.

  • Viramos chacotas,isso é fato

    • Chacota de quem? deixa de ser bobo, parceiro. não vejo ninguém em condições de nos fazer chacota, só se for o Corinthias ou Grêmio

      • Só de perder pro Botafogo já é uma chacota daquelas tô pressentindo mais um de cheirinho com esse futebolzinho de merda do Flamengo….

      • ATUALMENTE TODOS TEM RAZÕES pra NOS FAZER DE CHACOTA SIM !!!!! Se NEM NO “PODEROSO CARIOQUETA” ESTAMOS MAIS CONSEGUINDO fazer valer nosso SUPOSTO PROTAGONISMO o q esperar quando começar BRASILEIRÃO C.DO BRASIL e da sequência da Libertadores ???

  • “O time não tem o mínimo de entrosamento, não apresenta nenhuma jogada ensaiada, nenhum arremedo que nos crie um vislumbre de tempos melhores, nada! Nossa tática é a mesma de times previsíveis e sem o mínimo cacoete tático: chuveirinho na área”.
    Parece que o time so joga assim,nao muda nunca isso…

Comentários não são permitidos.