Jornalista informa que improviso de Carpegiani foi o erro decisivo de Rodrigo Caetano

O jornalista Rodrigo Mattos publicou uma coluna em seu blog no Uol informando sobre os bastidores da demissão do técnico Paulo César Carpegiani e também do diretor de futebol Rodrigo Caetano. Leia na íntegra:

“Ao abandonar o clube no início do ano, Reinaldo Rueda complicou a temporada de 2018 do Flamengo. Diante do problema, a diretoria do clube tinha duas vias: escolher um substituto com calma diante da falta de opções ou se virar rápido com um dos disponíveis. Optou pelo segundo caminho muito por influência do ex-diretor Rodrigo Caetano, que é próximo de Paulo César Carpegiani, com a concordância da cúpula rubro-negra. Não deu certo.

Primeiro, é preciso que se diga que toda demissão de técnico após apenas três meses é uma admissão de que houve um equívoco na escolha feita por Caetano e pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello. É neste quadro que se encaixa a saída de Carpegiani ainda no final de março depois de uma queda no Estadual.

Antes de voltar ao Flamengo, Carpegiani tinha um currículo absolutamente pálido nos últimos 20 anos. Nenhum título nacional relevante, nenhum trabalho marcante em um grande clube, apenas algumas passagens razoáveis aqui e ali. Sua última lembrança realmente positiva foi no comando do Paraguai na Copa-1998.

Não necessariamente o Flamengo teria de buscar um medalhão. Mas, se não era alguém com resultados, teria de procurar alguém com potencial, ideias novas. Nada do que Carpegiani tenha apresentado recentemente era particularmente inspirador. A passagem no Bahia era só ok.

Caetano, que já estava bastante desgastado com parte dos dirigentes do Flamengo, tinha sondado o treinador para ser coordenador do clube. Um cargo com bem menos pressão. Diante da saída de Rueda, engatilhou-o como técnico para resolver rápido. O ex-diretor de futebol do Flamengo iniciou sua carreira como executivo no clube de Carpegiani, o RS Futebol Clube.

As soluções ágeis são uma característica da gestão de Caetano, mas nem sempre primam pela criatividade. Quando saiu Muricy, ele queria Abel Braga e ficou com Zé Ricardo porque este se estabeleceu. Na queda de Zé, tinha preferência por Roger e só a recusa deste levou parte da diretoria a pedir por Rueda.

Nas contratações não foi diferente. Caetano é um hábil negociador e goza de prestígio no mercado para abrir portas. Também organiza o departamento de cima a baixo. Mas, no Flamengo, sempre mirou em medalhões e pouco garimpou jogadores mais desconhecidos com potencial.

Claro, o clube passou a ter mais recursos e tinha que investir, mas nem sempre o mais caro é o melhor. No mercado sul-americano, por exemplo, trouxe Mancuello, Donatti, Trauco, Berrío e Cuellar, todos caros. Apenas os dois últimos de fato têm dados positivos, sendo que Berrío se contundiu e ficará oito meses fora (fatalidade diga-se). Os dois primeiros fora vendidos e o último é reserva.

Por aqui, quando apostou em nomes de médio porte, Caetano errou: casos de Renê, Rodinei e Muralha. Houve acertos, sim, em jogadores como Diego e Guerrero, de grande nome, que tiveram boas atuações pelo time, embora não sejam unanimidade. Mas Éverton Ribeiro, contratação mais cara, tem capengado. Nem se fale de Rômulo, com salário astronômico e relegado ao ostracismo no clube.

Óbvio que isso não é culpa apenas de Caetano. Vários desses jogadores eram, sim, pedidos pela torcida e especialistas os viam como boas apostas. E é normal se errar em algumas contratações, assim como não se pode ganhar todos os campeonatos disputados.

Mas, se no conjunto constantemente um time é derrotado, há responsabilidade da gestão. Em três anos e três meses, o Flamengo na administração de Caetano ganhou apenas um Estadual. Só disputou o Brasileiro de fato em 2016, e chegou a duas finais em que perdeu. É pouco para o segundo maior investimento do país e para a estrutura fornecida.

Diante desse cenário, errar a escolha de um técnico acabou sendo fatal. Há méritos na carreira do executivo no futebol, mas é difícil argumentar contra resultados tão negativos a longo prazo no Flamengo.”

Artigo retirado do Blog do Rodrigo Mattos. Clique aqui para vê-lo.

Veja também

  • So discordo quando falou que a cotrataçao do enganador do Guerrero foi um acerto,pois esta longe disso,assim tambem como a do Pipoqueiro do Diego,os dois ate hoje so estao engando e sugando o dinheiro do clube e nada mais,do resto eu concordo. Foram cinco anos jogados no lixo com esse incompetente do RC,e ele ja foi tarde;fora essa cagada de ter trazido o Carpegiani ai,ele fez um monte de contrataçoes equivocadas e desnecessarias,alem de ter mantido por tempo demais no clube jogadores sem a menor condiçao de jogar no flamengo.nao vai fazer a menor falta esse incompetente.

  • Perdemos 5 anos de futebol. Hora de juntar os cacos, jogar as laranjas podres do elenco embora e implantar uma identidade vencedora.

  • Vejo por esse lado, o Flamengo so contrata atacantes isso é fato, Marlos Moreno, ceifador, Geovânio, Berrio, Everton Ribeiro.
    Diego e Guerrero nao entra nessa lista por estar a mais de 3 anos no clube.e quem de fato é titular no time? Somente ceifador e que nem merece pela bola apresentada, Everton ja estava, lucas Paquetá é prata da casa, Guerrero e Diego não podem entrar na lista.
    Ou seja nem atacante esse cara sabe contratar!

  • Eu acho o seguinte, o erro crucial foi não ter realizado um bom investimento na defesa (zagueiros e laterais). Caetano contratou jogadores q qualquer um gostaria do meio p frente (Diego, ER7, Guerrero, Mancuello, Geovânio), todos estes são bons jogadores e a torcida pediu (inclusive eu). Porém, ao mesmo tempo, deveria ter contratado bons zagueiros e laterais. O nosso melhor zagueiro é o Juan, com quase 50 anos, qdo na verdade, deveria ser um jogador p compor o elenco (por conta de sua experiência), o Réver já foi bom zagueiro, hj não é mais (o pior é q ele ainda acha q é), o Rodolpho é lento e tem se posicionado mal defensivamente, mas acho q ao lado de um bom zagueiro, atuaria bem. Os laterais, nossa, esse é o nosso calcanhar de aquiles, Renê e Rodinei (na minha opinião, seriam os titulares, mas se pudesse, não os deixaria nem p compor elenco). Trauco e Pará, sem condições… no início do ano, perdemos a chance de ter o Pablo (zagueiro), pq não quiseram pagar 12 milhões ao clube francês, mas pagar isso no Berrio e Mancuello, eles quiseram… então senhores, na minha opinião, os investimentos não foram bem distribuídos e o nosso time do meio p trás é limitado, sem contar no Diego Alves, pq na minha opinião, o César é mais goleiro.

  • O preparador fisico era fraco.

    Nosso time cansa cedo.

    O RC nunca ganhou nada. Contrata bons jogadores com nome, mas as apostas foram pessimas.

    • Ganhou uma Copa do Brasil pelo Vasco, em 2011, com o time fazendo doping financeiro nas contratações. No ano seguinte, venceu o Brasileirão pelo Fluminense nos últimos anos da Unimed.

  • Concordo quando dizem que Rodrigo Caetano não tinha tanta autonomia em seu cargo, pois só realizava contratações com o aval de EBM e Fred Luz que, apesar de serem excelentes executivos, futebol nunca foi o forte dos dois.

    Entretanto, ele possuía sua parcela de culpa na fragilidade de setores do elenco durante seu período. Em 2015 ficamos sem centroavantes por um certo tempo até as chegadas de Guerrero e Kayke. Em 2016 ficamos com poucos zagueiros até o meio do ano. Em 2017 carecíamos de goleiros, e Diego Alves veio porque pediu. Atualmente estamos sofrendo com laterais.

    Com que coerência se justifica o trabalho de alguém que por um lado contrata estrelas, mas que deixa o time fragilizado em outros setores?

  • Vaza mesmo Rodrigo C. Vai pro vascoco seu fraco!!

  • O Rodrigo tem culpa sim, mas necessário uma reflexão mais profunda. Tivemos 3 técnicos recentemente, 1 novato com pinta de campeão, outro estrangeiro, vencedor de Libertadores, e outro antigo, também campeão. Seria 3 tentativas e 3 erros de treinadores ou é o elenco que está devendo? Pra mim é muito claro que falta empenho e pode trocar mil vezes de departamento de futebol que não vai adiantar sendo que o problema está em outro lugar.

  • por isso o fla vem se dando mal em contratações, porque contrata jogadores que brilha em time sem elenco. Dai quando chega no fla e vê uma rivalidade mais pesada, acaba mostrando o seu verdadeiro valor, jogando um futebol mais ou menos.

  • O fla precisa apenas parar de contratar jogador sem custo, porque o barato sai caro. Os altos salários desse jogador sem custo de contratação acaba dando prejuízo ao longo de um período, caso o jogador não corresponda. Ora se um grande clube europeu libera um jogador sem custo, é porque ele não tem mais o mesmo valor que tinha quando o contratou. Basta ver o Gabigol. tá fazendo uns golzinhos, mas lembre-se, é campeonato estadual. Se ele quiser provar alguma coisa, assim como tantos outros que brilham em estaduais, tem que mostrar no brasileiro ou na libertadores. Lembrem-se, jogador mais ou menos sempre vai brilhar em times sem elenco. Basta ver Nenê, brilhava no vasquinho, chegou no São Paulo e pegou banco. E olha que o são paulo há muito tempo tá uma merda. Não tem elenco também. Não caiu em 2017, mas se cuida em 2018.

    • Exatamente.
      Falo isso há um tempo já.
      Economizar em contratações no final a conta sai mais cara. Essas “oportunidades de mercado” tem salário alto, se machucam muito, e rendem bem pouco dentro de campo.
      Vale mais comprar um jogador do Fluminense, Santos, do que ir pegar jogador de graça lá na China

      • Nao e por ai. O Everton Ribeiro foi uma fortuna e um fiasco. Entao sua teoria nao cola. O erro e nao saber contratar ou contratar por contratar. Nesse caso , o Flamengo falhou muito. As vezes e melhor apostar em jovebs do que gastar com porcaria.

        • Mas Everton Ribeiro estava na Arábia.

    • Nao e por ai. O Everton Ribeiro foi uma fortuna e um fiasco. Entao sua teoria nao cola.

  • São todos anti flamengo. O fla não pode ceder às pressões vindas da imprensa esportiva, pois a maioria tem somente a intenção de desestabilizar um time que está em plena ascensão com o objetivo de se tornar um dos maiores do mundo. Tanto é verdade, que essas demissões só aconteceram porque o Carpegiane cedeu a essas pressões que falavam que os laterais do fla são ruins. O que aconteceu: num jogo decisivo o técnico mudou as duas laterais, sem muito treino para se adaptar e como resultado perdeu o emprego e o fla foi eliminado pelo fraquissimo botafogo. Agora pede aos abutres comentaristas se eles conseguem falar 4 nomes de laterias que jogam no brasil e que são muito melhores que os nossos.

    • Os laterais do Flamengo sao ruins sim.

    • Fagner, sidcley, Marcos rocha, Edilson, cortes, Reinaldo, o Moisés do botafogo. Qualquer um desses aí melhor que esses pernas de pau do flamengo

    • Realmente, é mais fácil negar a realidade de que o Flamengo não possui um único lateral decente e adotar uma narrativa ridícula pra bancar o arauto da conspiração.

    • Fagner,Edilson,Sidcley, entre outros,todos sao muitos melhores do que esses nossos lixos de laterais.A torcida nao tem nada a ver com as cagadas que o Carpegiani fez no time,pois ela nao o obrigou a escalar ninguem,ele escalou els porque quis,e pagou o preço por sua incompetencia.

  • Seria ótimo ter escolhido o Carpegiani como interino. Na primeira oportunidade de trazer um bom nome ia lá e contratava. Mas a postura do clube não foi essa e o Carpa não pode mais ser técnico de um clube como o Flamengo. Agora o Flamengo só tem um tiro pra consertar a temporada e não pode errar de jeito nenhum.

  • O grande erro foi o EBM se meter a gestor de futebol…RC é um bom executivo, negociador, porém no Flamengo não fez um grande trabalho, mas também teve seus anceios negados pelo então “vice presidente”. Hj em dia falar fica fácil, mas Felipe Mello,Cuca,Jadson,Fagner e uma uma penca foram nomes que ele tinha condições de trazer e naquele momento seu EBM negou todos…uns que eram jogadores problemáticos, outros que nao tinha perfil de Flamengo e por ai vai.Jogar tudo nas costas dele acho pesado, tem culpa ..claro que tem,mas EBM, Fred Luz que é outro que se mete tbm tem que levar culpa no cartório.

    • Sim.
      E quem insistiu pra trazer o Conca, nesse momento nem no Flamengo está mais.
      O “braço direito”, quem lembra ?

    • Isso! Voce disse tudo. Esse Fred Luis e um fiasco e o grande culpado e o BM.

    • Penso da mesma forma tambem.

  • O erro crucial foi este mesmo!

  • a faxina de ontem foi maravilhosa com carpegiane e caetano sumindo da gavea, e explendida com o combo de jayme arcaico, mozer e o preparador fisico.

  • Mas Éverton Ribeiro, contratação mais cara, tem capengado. Nem se fale de Rômulo, com salário astronômico e relegado ao ostracismo no clube.

    Ele é ágil por ter Carlos Leite como parceiro e sempre traz o mais caro pela comissão de agente que não é bestinha em nada. Mas estamos de olho e Ricardo Lomba deve ficar atento a esse agente gabiru, alá Rômbulo 450 mil mensal em vão, lascando o flamengo com essa porcaria de jogador sem raça, vontade e compromisso!

    • Um ponto curioso da matéria é que falaram da falta de competência de acharem bons jogadores de menos nome por esse Brasil afora, se fossem competentes mesmo teriam feito isso, mas aí eles não vão receber grana alta dos agentes larápios !

  • O que pesou pra não vinda do Abel tambem foi a reprovação por parte da torcida.

  • Marcos Brás, no lugar do Mozer….

    • Só faltou você pedir a volta do Cap Leo e da Paty Parquinho…

      • Qual é a relação que vc acredita que ele tenha com a oposição? Quem trabalhou com ele no vestiário, afirma que é motivador e cobra muito o elenco, o Brasileiro de 2009 tem muita parcela da parte dele …

        Outra, todos sabem que o Bandeira teve ajuda pra dessas pessoas pra se reeleger, é o verdadeiros blues no momento estão bem alinhados com Patrícia Márcio Braga, Delair etc…

        Tá mal informado !!!

        • Não deu pra entender nem o que você tentou dizer acima… traduz aí

          • Chama uma criança de cinco anos pra lhe ajudar que talvez vc consiga, tá em Português…

          • Ok, Briel…

          • É isso…

Comentários não são permitidos.