Jornalista aponta dificuldade de encontrar Renato, devido o técnico não utilizar Whatsapp

O Flamengo vê Renato Gaúcho como o substituto ideal para Paulo César Carpegiani, que fora demitido do Rubro-Negro após a eliminação para o Botafogo no Campeonato Carioca. No entanto, segundo o jornalista Jeremias Wernek publicou em sua coluna De Primeira, do Uol Esporte, o treinador gremista não é fácil de encontrar. Tudo porque Portaluppi não utiliza Whatsapp – um aplicativo de mensagens instantâneas.

Ainda segundo o jornalista, Renato consegue sumir sempre que o mesmo deseja. Como não usa o aplicativo, a dificuldade para entrar em contato com o comandante, e ele atender, é grande. Renato afirma que jamais utilizou, além de ser contrário a ferramenta.

O treinador garante que, no máximo, recebe mensagem de texto tradicional – SMS -, no entanto, não responde. Caso seja necessário, ele entra em contato por ligação. Com o futuro em aberto, o técnico está em dúvida se fica no Grêmio ou se aceita a proposta do Flamengo, mas uma coisa é certa: seu destino não será decidido por uma conversa de Whatsapp.

Leia o texto da coluna De Primeira clicando aqui

Veja também

  • kkkkk,Quanta besteira,ate parece que pra contratar o Rento,o flamengo precisa que ele tenha um whatsapp.É cada uma que a gente tem que ler aqui,que so rindo mesmo.

  • Caramba. Esse matéria foi uma aberração sem tamanho.

  • O título da matéria deveria ser… Como não consegui falar com o Renato vou escrever qualquer coisa.

  • O MCP ja falou que essa direção não sabe vencer uma disputa de contratação. Lembra que eles não enviam alguém em nome do Flamengo pra conversar e convencer. Foi assim em vários casos, inclusive Rueda. Entendo o Renight se preservar pra domingo mas a diretoria ficar impotente por falta de whatsapp… na moral… chega logo 2019.

    • Kkkkkkkkk…

    • kkkkkkkkk,Verdade.

  • Que matéria ein (estou sendo irônico para quem não entender sozinho).

  • Está certo.
    Não precisa do whats app p comer mulher e nem p trabalhar. Vai usar essa porra p que?

Comentários não são permitidos.