GE: “Análise: entre o furacão e o improviso, Fla cresce e vive embalo inicial no Brasileiro”

Nem Maurício Barbieri pensava que seria ser o treinador, nem a diretoria pretendia deixar um jovem profissional, de 36 anos, comandar um time de jovens e experientes estrelas. Mas o acaso – aliado às demissões sem muitas ideias de remanejamentos – deixa um comandante três anos mais jovem que Juan com a missão de treinar, orientar e escalar o líder do Brasileiro – papel que não cabia ao Flamengo desde 2011.

Contra o Internacional, para um Maracanã com 60 mil pessoas, poucas semanas depois daquele ambiente de cobrança e agressão, o Flamengo completou cinco jogos consecutivos sem sofrer gol – marca única na temporada do futebol brasileiro. Por sinal, de acordo com levantamento do site Futdados, apenas o Cruzeiro saiu de campo mais vezes sem ser vazado. Em 25 jogos, a Raposa não sofreu gol em 18 jogos. O Fla, em 15 de 24 partidas.

Claro que as boas defesas de Diego Alves ajudaram nesta estatística. Nesse domingo, na cabeçada de Damião, no primeiro tempo, e no chute de Iago, o goleiro evitou gols do Colorado. Mas há um equilíbrio em construção, mesmo sem Juan e Rhodolfo, mas com o jovem Léo Duarte, titular nas últimas duas partidas (o veterano Juan ficou fora da partida com dores nas costas), e Réver.

Renê, maior ladrão de bolas

O que passa também por mais uma boa aparição de Cuéllar, com cinco desarmes na partida, além de Renê, contestado lateral para parte da torcida, líder em roubadas de bola: foram seis contra o Internacional – contra os gaúchos, ainda deixou Vinicius Junior em boas condições com bonito lançamento no início da partida.

O Flamengo que cresce e lidera o Brasileiro ainda se apoia na participação intensa de Lucas Paquetá, do ataque ao carrinho na defesa. Barbieri destacou na coletiva de imprensa: Paquetá está mais forte fisicamente, mais aplicado taticamente e com o mesmo coração e talento que despontou de vez no fim de 2017. Foi ele que chutou ao gol, no lance de mão que gerou a falta que o próprio camisa 11 cobrou para abrir o placar.

Paquetá caiu mais pelo lado esquerdo do campo, como mostra o mapa de calor (Foto: WhoScored)

Ao lado de Paquetá, Vinicius Junior, na flor dos 17 anos, não para. Erra muito ainda, mas não deixa de buscar o gol e a ponta. Perdeu nove bolas na partida, mas ajudou a abrir espaços. Como no contra-ataque com Éverton Ribeiro, no fim da partida.

Evolução de Éverton Ribeiro

O camisa 7 parece mais à vontade na função de Diego, que pode retornar ao time contra a Ponte Preta. Como ponta direita, o canhoto Éverton tem espaço mais reduzido de movimentação, surpreende menos e é mais facilmente marcado. Solto, sem Diego, cai para os dois lados, procura tabela pelo meio de campo, recua para abrir faixa do campo para Paquetá… enfim, confunde a marcação e ganha terreno.

Everton Ribeiro atuou pelos dois lados do meio de campo, principalmente pelo direito (Foto: WhoScored)

O Flamengo ainda tem a volta de Guerrero e de Diego. O peruano ainda não se sabe até quando. Vai depender do resultado do julgamento na Corte Arbitral do Esporte, previsto para esta semana. Mas o estilo é bem diferente de Henrique Dourado. O pivô e os toques curtos parecem combinar mais com Vinicius, Paquetá e Ribeiro.

Passado o furacão, que culminou com cobrança exagerada até a agressão no aeroporto, o Flamengo encontra ferramentas para evoluir e largar bem no Brasileiro. O caminho é longo e a instabilidade ainda está à espreita – no primeiro tempo, por exemplo, o Inter recebeu “convites” para explorar os contra-ataques e parou em duas boas defesas de Diego Alves -, mas há margem de crescimento.

Reprodução: Globoesporte.com

Veja também

  • Podem jogar juntos sim, contra o Ceará mostraram isso, Diego próximo do centroavante, e Ribeiro de ponta direito!

  • Rueda sempre disse q Dieho e Everton Ribeiro não podem jogar juntos, atualmente ER tá muito melhor, Diego é banco.

  • Só falta deixar o Diego no banco e arrumar um jogador melhor q o Geuvânio na ponta direita.

  • Rapaz o que mas esta me fasendo gostar do barbiere como tecnico do fla e que o Arão não esta mais entrando e sim jeam lucas, Arão esta perdendo espaço no elenco, grassas a Deus

  • Estamos no caminho mas precisamos resolver alguns problemas. Negociar os jogadores que não serão utilizados como: Pará, Trauco, Rômulo, Arão e Geuvânio(infelizmente não acredito que vá evoluir). São Paulo demonstrou interesse no Trauco, poderiam emprestar ele e pegar o Rodrigo Caio por empréstimo pois o valor dele é muito alto, seria jogo pra eles ter o zagueiro sendo vitrine na Libertadores e nós teriamos um zagueiro jovem e rápido, sem falar que o Trauco passaria a jogar. Internacional quer o Rômulo e sondou o Geuvânio, pega o Camilo e o Uendel que estão encostados lá. Arão o Santos estava querendo, troca pelo Lucas Veríssimo, eles tem direito a 80% do passe do jogador que equivale a (24 milhões a parte do Santos), passa o Arão + 7 milhões por esses 80%.

  • Só não escalar mais o Geovanio.

  • Geuvanio ja deu…

  • Flamengo AINDA está longe de ser favorito a levar a taça, mas tem chances, se melhorar. Na minha opinião o Palmeiras e o Grêmio estão melhores que nós, apesar de terem menos pontos, mas estão sobrando em campo. Nossos adversários, sem exceção, foram fracos até então, a tabela nos favoreceu todos times de série B, eles já enfrentaram adversários mais cascudos. Vamos torcer para outros setores do time encaixar e melhorar o desempenho, ontem o Diego Alves nos salvou mais uma vez!

    • Sem essa desculpa de tabela, o Palmeiras só não perdeu para o Inter pq o Juiz garfou os Gauhos, ainda empataram sem gols contra a fortíssima Chapecoense.

      Pra mim só o Grêmio está acima do Flamengo em nível de Futebol, o resto estão todos equiparados.

      • O desempenho deles na Liberta não conta, os dois mataram a pau!!! Mas admiro sua crença e otimismo, sou velho ranzinza e teimoso (kkk), prefiro dar mais tempo e ver se o que estamos vendo é realidade ou fruto do acaso. Sou devoto de São Tomé, não vou de oba-oba contra galinha morta.

    • Concordo. É preciso ter muita calma nesta hora. O time está começando a encaixar, mas ainda estamos distantes do favoritismo. A tabela tem favorecido para que façamos os ajustes necessários para encarar as “pedreiras”.

  • Muitos falam no Paquetá que pode ser vendido, mas não se surpreendam se a qualquer momento um time da Europa oferecer uma boa grana para levar o Cuellar, volante como ele é raridade no futebol hoje em dia. O cara joga muito tanto defendendo como atacando, de vez em quando ele da uns passes estilo camisa dez

    • E teve comentaristazinho por aí dizendo que ele não sabia marcar e só tocava de lado, hein?!

      • Falando nisso: por onde anda o Rômulo??

    • Muito bem lembrado!! É o ponto de equilibrio da equipe…

  • Critiquei o Barbie depois do jogo contra o Santa Fé.
    Mas tenho que admitir: é promissor, não é cabeça-dura como ZR, nem inventivo como Carpegiani.

  • Precisamos rodar o elenco para essa maratona, nada de poupar 8 em um jogo só.

    Para esse jogo de quarta-feira, seria bom poupar :

    1. Cuellar.
    Ele vem de uma sequência alta de jogos. Entra o Jonas Botinudo.

    2. Poupem o Paquetá (grande sequência)..
    Pra titular é o Jean Lucas.

    3. Renê.

  • Apesar de serem craques , Diego Ribas e Everton Ribeiro não conseguem jogar juntos . Porque não se revesam em campo ? O FLAMENGO cresce quando apenas um dos dois está em campo

    • Contra o Ceará jogaram juntos, e foram bem na partida. Acredito que o Barbie continuará com o esquema, colocando o Diego mais adiantado.

      • Concordo com vc meu amigo, podem jogar juntos sim, desde que o ER e DR continuem se movimentando.

    • Pra mim eles não podem jogar na mesma faixa de campo, na mesma função, mas em posições diferentes sim, prefiro o Diego mais para frente, deixando o Ribeiro mais livre para flutuar criando, Diego no lugar do Geovânio e Guerrero no lugar do Dourado.

      • Exatamente isso… essa de não poderem jogar juntos não existe…

    • Você devia pegar as piores atuações do flamengo nesse ano e assistir… vai ver que em todas eles não estão juntos

Comentários não são permitidos.