Rodrigo Mattos: “Brasileiro já tem série de times mistos com impacto na briga na frente”

O calendário com excesso de jogos já leva alguns clubes a usar times mistos ainda no início do Brasileiro. Isso causa impacto na briga com a liderança do Brasileiro. É um cenário similar ao do ano passado, mas que, desta vez, começa cedo.

Na rodada do final de semana, o Cruzeiro enfrentou o Atlético-MG no clássico com uma formação reserva, de olho na última rodada da primeira fase da Libertadores. Foi derrotado e viu o rival mineiro se apoderar da ponta.

Enquanto isso, Corinthians e Grêmio jogaram com times mistos em suas partidas também por conta de compromissos pela competição sul-americana. Tinham alguns titulares. Ambos apenas empataram diante de Sport e Paraná.

Foi a segunda vez que os gremistas não tiveram a formação principal em seis jogos e estão em 8o no Nacional. Corintianos também já tinham atuado sem a força principal diante do Ceará e perdeu pontos naquele jogo.

Ao mesmo tempo, o Flamengo teve seus titulares no clássico contra o Vasco. Mas tinha poupado boa parte do time na derrota para o Chapecoense quando deixou adversários se aproximarem da ponta, perdida agora nesta 6a rodada.

O Palmeiras não chegou a escalar reservas no Nacional: rodou alguns jogadores na partida contra a Chapecoense. Líder, o Atlético-MG preferiu escalar reservas na Copa Sul-Americana.

Todos esses movimentos dos clubes têm relação com um calendário bastante apertado feito pela CBF. Por conta de Estaduais de três a quatro meses, serão 12 rodadas do Brasileiro espremidas até Copa: haverá jogos até às vésperas da Copa. Em paralelo, a primeira fase da Libertadores e as oitavas da Copa do Brasil.

Reprodução: Blog do Rodrigo Mattos | Uol Esporte

Veja também

  • Eu acho falta de respeito com o torcedor o Flamengo jogar com time misto ou reservas. Muitos torcedores ficam tempos sem ir ao estadio e quando finalmente consegue e aquela tristeza. Jogos com reservas deveria ser metade do preco. Se fosse agendado e divulgado com uma semana antes ninguem se sentiria lesado. S.R.N.

    • discordo, isto faz parte do planejamento, jogar todos jogos meio e fim de semana acaba com o preparo físico dos atletas, vem muita lesão e desgaste, cai o rendimento… o elenco é grande para que seja girado mesmo.

      • Concordo quando se trata de planejamento. Porem temos que lembrar que os torcedores so ficam sabendo quem vai jogar momentos antes da bola rolar. Todo o elenco precisa jogar e mostrar futebol, mas se existe planejamento por que e tao secreto? Parece sacanagem.S.R.N.

  • Como um dos comentarista do programa esportivo falou o FUTEBOL BRASILEIRO é pego de surpresa a cada 4 anos por uma tal copa do mundo.
    Ideal seria transformar os estaduais em torneios seletivos e consequentemente os grandes não entrariam
    mais ja que isto e quase impossivel se reduzirem os Estaduais ao minimo possível (7 datas e olhe la) isto já aliviaria o calendario.

    • com ctz!
      deixar estadual só para times pequenos como botafogo, vasco e fruC

  • É parabenizar os clubes que são unidos e a CBF que é exemplo pra todos…
    Aposto que ninguém vai ver a final da Champins mas sim um jogão tipo parana contra os reservar do Grêmio ou outro Fla reservar contra chape.

    • Bem! Flamengo não faz parte disso. Junto com o Curintia não votou no atual presidente e foi um dos poucos times que quis o arbitro de vídeo.
      Se vc reparar como têm sido as arbitragens nos nossos jogos, já dá para perceber que estamos sofrendo represálias

      • Enquanto for essa zona sera assim ou apoia o presidente ou será prejudicado…
        * O “engraçado” é que os dois clubes citados por você mesmo são sempre ajudados como vivem falando.

  • Os estaduais tinham que acabar.

    • Acho que não. Vale bem como pré temporada, se tivermos bom planejamento, mas as finais têm que ser mais curtas, uns 2 jogos a menos, no mínimo.

      • Estaduais nao valem como pre temporada, valem apenas para derrubar treinador, como sonhar em acabar com eles é impossivel por causa da maneira que o presidente da cbf é eleito, os estaduais deveriam se tornar torneios seletivos para as divisões nacionais menores (serie D e quem sabe criar E e F) e no maximo 7 datas para os times grandes onde seria tiro curto e poderia voltar a despertar interesse do torcedor.
        Ou Quiça liberar os grandes a jogar com os times sub20 em todo campeonato para assim alem de diminuir a diferença tecnica entre os clubes ter os juniores rodagem.

  • Com esse calendário desumano, e com as copas sendo decidida em dois jogos, quem vai pagar o pato é o brasileirão que tem 38 rodadas.

    • Vai virar torneio de segunda linha e a Copa do Brasil vai virar o principal torneio, ainda mais com a premiação maior.

      • Vai ser mais fácil ser campeão estando fora da libertadores

  • A corrupta CBF e a bagunça de sempre no futebol brasileiro .

Comentários não são permitidos.