Gareca garante que Guerrero está bem fisicamente, mas não confirma titularidade

O Flamengo está em recesso de dez dias devido a Copa do Mundo da Rússia. O intuito é descansar os seus atletas devido o primeiro semestre desgastante que o time tivera. Porém, dois jogadores rubro-negros não estão repousando, pois estão no Mundial com as suas seleções: Miguel Trauco e Paolo Guerrero. Esse último, foi reserva na estreia do Peru na competição e não tem garantia de que vai iniciar o confronto desta quinta-feira (21).

O técnico Ricardo Gareca concedeu entrevista nesta quarta-feira (20) e foi questionado sobre o assunto. Segundo o Globoesporte.com, o treinador não gostou da primeira pergunta, que era relacionado a titularidade de Paolo e também sobre se Christian Cueva permaneceria como cobrador de pênaltis da equipe, sendo que o mesmo errou uma penalidade contra o Dinamarca: “Não definimos o time. E não posso responder sua pergunta” resumiu, em aspas retiradas do GE.

Guerrero esteve fora da lista inicial divulgada pela seleção peruana, pois, pouco tempo antes da listagem ser exposta ao público, o jogador havia sido punido pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) a cumprir mais oito meses de pena por doping — o atleta já cumpriu seis e a nova punição foi de 14 meses, restando apenas oito.

Com isso, Gareca foi indagado sobre como está o ídolo peruano fisicamente. O comandante afirmou que Paolo está bem, mas a decisão de iniciar ou não com o camisa 9 entre os titulares partiu do técnico. Ricardo deixou no ar o motivo de ter iniciado com o artilheiro no banco contra os dinamarqueses: ter sido o último a ter se integrado ao elenco.

— Paolo está bem fisicamente. Foi uma decisão minha (colocá-lo no banco). Foi o último jogador a se juntar. Mas no aspecto físico está muito bem —, concluiu o comandante.

Miguel Trauco, por outro lado, é titular absoluto e, mesmo atuando pouco pelo Flamengo na temporada — jogou apenas cinco partidas —, estreou no time principal e deve iniciar o confronto decisivo contra os franceses. Miguel vem sendo especulado em vários clubes e, de acordo com o seu empresário, após a Copa ele deve seguir para outra equipe e não mais jogar pelo Rubro-Negro.

Paolo Guerrero conseguiu a liberação para disputar o torneio mais importante de seleções na última instância que poderia. O Tribunal Suíço exerceu uma espécie de efeito suspensivo, fazendo com que o centroavante pudesse participar do certame. No entanto, assim que o CAS oficializar a punição junto a FIFA, Paolo vai ter que iniciar os oito meses que restam de pena.

Guerrero está em fim de contrato com o Mais Querido. O seu atual vínculo vai até agosto de 2018 e não houve acordo com os dirigentes do Fla para uma renovação. Com isso, após cumprir o gancho determinado pela Corte Arbitral, o caminho do atacante deve ser longe da Gávea.

A seleção peruana enfrenta a França às 12h, horário de Brasilia, desta quinta-feira (21). O jogo é válido pela segunda rodada do Grupo C. Os franceses lideram com três pontos, a mesma pontuação da Dinamarca — segunda colocada —, mas está à frente pelo critério de gols marcados — dois tentos assinalados, enquanto os dinamarqueses fizeram apenas um. O cotejo vai ser disputado no estádio de Ecaterimburgo.

Veja também