Com gol de Dourado e milagre de Diego Alves, Fla bate o Cruzeiro e segue na briga pela liderança

Com a obrigação de  conseguir a primeira vitória no mês de agosto, o Flamengo recebeu o Cruzeiro pela 18ª rodada do Brasileirão. O Rubro-Negro teve desfalques consideráveis para o embate, mas conseguiu se impor e garantiu os três pontos, triunfando por 1 a 0.

O jogo

Como era de se esperar, o Flamengo iniciou a partida no estilo de jogo que vem sendo implantado desde o início do ano, com posse de bola, triangulações e futebol envolvente. O Cruzeiro, por sua vez, se mostrava mais reativo, com equipe fechada, tentando arrumar espaços na velocidade do trio de ataque, que foi formado por David, Rafinha e Raniel.

A primeira tentativa de gol do Fla foi aos sete minutos de jogo. Atuando enfiado pela ponta esquerda, Vitinho driblou na diagonal e arriscou o chute rasteiro da entrada da área. Porém, a finalização não saiu tão colocada, além de ter pouca força, facilitando a defesa de Rafael.

O Rubro-Negro seguiu sendo superior, mas sem encontrar tantos espaços. Prova disso é que a segunda chance de gol foi apenas aos 21 minutos. Everton Ribeiro invadiu a área, deixou Mancuello na saudade e chutou cruzado. Mas, assim como Vitinho, não conseguiu finalizar também.

Se na tentativa finalização o camisa 7 não foi tão bem, no lance seguinte ele foi perfeito. Em jogada partindo de posição semelhante, Ribeiro abriu para a canhota e fez passe milimétrico para Henrique Dourado. Sem pestanejar, o Ceifador finalizou e, caprichosamente, a bola beijou a trave antes de ultrapassar a linha do gol e fazer a festa da torcida no Maracanã.

O Fla voltou a assustar com chutes de fora da área. Primeiro foi Paquetá, aos 38, mas a bola acabou se perdendo pela linha de fundo. Dois minutos depois, Vitinho foi quem arriscou, mas o goleiro Rafael também não teve que trabalhar.

O Cruzeiro, que pouco havia assustado até então, fez o primeiro lance de perigo aos 41 minutos. Após cobrança de lateral, Ariel Cabral escorou para Raniel, que numa espécie de ‘voleio invertido’, conseguiu finalizar perigosamente, mesmo sem ângulo.

Aos 43, foi a vez de Miguel Trauco salvar o Mengão. Em escanteio cobrado do lado esquerdo, Henrique foi no segundo andar cabeceou sem chances para Diego Alves. Entretanto, o lateral peruano apareceu em cima da linha para desviar de cabeça e garantir a vantagem para o Fla até o apito final da primeira etapa.

A supremacia do Fla nos  primeiros 45 minutos ficou evidente. O clube da Gávea encerrou o período com 60% de posse de bola e cinco finalizações, enquanto o Cruzeiro teve apenas duas. Em contrapartida, dois rubro-negros saíram amarelados: Lucas Paquetá e Dourado (que estava pendurado), contra apenas um cartão amarelo para o Cruzeiro, que foi para Ariel Cabral.

As equipes voltaram para o segundo tempo com as mesmas escalações. Todavia, a postura do Cruzeiro foi bem diferente, com os comandados de Mano Menezes demonstrando mais ofensividade. Apesar disso, o time não conseguiu ser tão contundente, e mano acionou Thiago Neves e Arrascaeta para saídas de Mancuello e David.

O Flamengo, por sua vez, investia nas subidas pelo lado esquerdo, com Vitinho se mostrando mais a vontade e solto em campo. No setor defensivo, os Piris da Motta e Léo Duarte eram os atletas que chamavam mais atenção, sempre precisos nas disputas pela posse de bola e ocupando espaços.

Apesar da atitude das duas equipes para buscar o jogo, as chances de gol não surgiam. Até os 30 minutos, o Fla tinha chegado perto da área apenas em cobranças de escanteio, que ainda assim, acabaram na mão do goleiro adversário. Enquanto isso, o Cruzeiro tentou apenas uma vez, em chute bloqueado de Arrascaeta.

Para reforçar o meio campo, Mauricio Barbieri decidiu sacar Diego, que já demonstrava sinais de cansaço, foi substituído por Willian Arão, que entrou fechando espaços.

Aos 31, a primeira grande chance de gol saiu, e foi do time mineiro. Em cruzamento vindo pelo lado direito, Henrique subiu sozinho e cabeceou muito bem, mas Diego Alves foi sensacional no lance, fazendo a defesa em dois tempos. Parte da bola ainda chegou a cruzar a linha, mas não o suficiente para igualar o placar.

Em seguida, o Flamengo deu a resposta. Everton Ribeiro recebeu pela direita e, em sua jogada tradicional, buscou espaço e arrematou cruzado com a perna esquerda, e a bola passou rente ao travessão.

Aos 34, Vitinho foi substituído por Marlos Moreno. O camisa 14 já não estava conseguindo se impor na velocidade, logo, o colombiano entrou como opção de válvula de escape. Em seguida, Henrique Dourado também saiu para entrada de Pará.

A partida seguiu com poucos espaços até o apito final. Antes disso, Diego Alves chegou a receber cartão amarelo, por retardar o reinício de jogo. Entretanto, essa foi a última tristeza do Rubro-Negro na partida, uma vez que o Cruzeiro não conseguiu ameaçar.

Com o triunfo por 1 a 0, o Flamengo chegou aos 37 pontos e poderia ter recuperado a liderança do Brasileirão. Porém, o São Paulo também venceu na rodada, se mantendo na ponta da tabela. Agora o Rubro-Negro volta a virar a chave e foca na Copa do Brasil, onde encara o Grêmio na próxima quarta-feira (15).

Veja também

  • Concordo totalmente com a opinião do amigo Fabioregis17. O Cruzeiro com todo time reserva jogou muito mais e merecia vencer de novo. Esse time medíocre não vai ganhar nada de novo esse ano. Presidente, diretoria e time incompetentes.

  • Falo por mim e respeito a opinião dos outros. Perdi o respeito pelo Barbiere. Técnico bom é aquele que dá esporro no time no vestiário lembrando-os inclusive sobre os salários que ganham e a história do clube(como o Renato fez após nosso empate contra o grêmio na arena deles). Alem disso, no mínimo tem que observar o jogo do adversário no intervalo para fazer mudanças táticas ou substituições corretas. Chega de técnicos que só se preocupam com a parte técnica. Chega de incompetência futebolística. Precisamos de técnicos que botem terror nos jogadores e que só aceite ser técnico se a diretoria der total liberdade nas escolhas de contratações como tb nas escalações, barrações e dispensas do time. Será que ele não percebeu ainda que novamente levamos os gols pelo lado esquerdo? Porra, precisamos de lateral esquerdo, direito e um zagueiro. A lateral direita é nula tb, Quanto ao Rever, perdoem-me mas não mais vejo diferença entre ele e Juan(idosos incapazes de acompanhar atacantes profissionais). Rodolfo? Pé de vidro. Quanto ao ataque não me acho no direito de opinar pois são jogadores recém contratados que não jogaram nem um milésimo de tempo que o inútil Guerreiro jogou. Esse time tecnicamente é bom mas psicologicamente não é cobrado. Todas essas atribuições p mim são características de um técnico realmente bom, o que não parece ser nosso caso. Sem mais. SRN…

  • Quero a Alma do meu Flamengo de volta!

    Hoje o Flamengo venceu, mas não vejo nenhum motivo para comemorar. Que jogo sem alma, ridículo!!!
    Diego Alves ao sair de campo disse: “esse é o espírito!” Gostaria de saber que espírito é esse que ele refere?!
    Flamengo jogou novamente com um time 100% reserva, repito: 100% reserva e levou pressão e não mereceu a vitória diante de 50 mil pessoas.
    Realmente temos 6 anos de times que não sabem o que é Flamengo e nesses 6 anos o que o Flamengo tem em comum para justificar isso??? Só uma coisa: uma Diretoria que não sabe o que é futebol e que não sabe o que é Flamengo!!!
    Flamengo tem uma folha milionária e não justifica isso em campo, aí vem uns torcedores carentes e diz: mais estamos em 3 campeonatos e brigando em todos!!!
    Vamos lá:
    01) Libertadores: classificamos da fase de grupos com muito sacrifício e perdemos em casa de 2×0 para um time brasileiro dentro do Maracanã de uma maneira vergonhosa e tudo diz que iremos cair fora, na primeira fase do mata mata!!! Isso é brigar pelo título????
    02) Brasileirão: esse sim estamos brigando, mas lembremos que só tem um oponente de verdade no campeonato de corpo e alma que é o São Paulo e digo de passagem já nos ultrapassou. Os outros times que tem condições, desde o início deixaram de lado a competição ou vocês não irão admitir isso? Grêmio, Cruzeiro, Palmeiras não entraram para valer na competição! E pelo andar da carruagem e vontade do time, não vejo muito futuro na competição. Como querer ser campeão perdendo para um time 100% reserva do Grêmio e nós com titulares. Não adianta se justificar que poupamos 2, repito 2 zagueiros. Jogamos com titulares sim e levamos um passeio do Grêmio. Porque andamos em campo e jogamos sem alma!
    03) Copa do Brasil: é um campeonato que cabe tudo. Já vi Santo André ser campeão dentro do Maracanã. Melhor aguardar! Eu aguardaria até a final e o apito final da final. Porque não acredito muito em time sem alma!!!

    A questão principal é: 6 anos sem time com alma de Flamengo. Com cara de Bandeira de Mello. Até que enfim EBM encontrou um técnico com a sua cara, casamento perfeito … agora o time tem: Presidente, Técnico e comissão técnica com cara de Bananas!

    Bandeira de Mello, agradeço demais por você manter a ideologia da chapa azul e executar fielmente a ideologia da chapa. Mas infelizmente de futebol você não entende nada e não vejo a hora de você partir e ver meu Flamengo voltar a jogar com raça e vontade Rubro-negra!

    Que seja que Deus quiser NAÇÃO!

  • Barbieri erra muitas vezes,mas hoje ele foi categórico ao escalar Trauco e Dourado. Um fez o gol,o outro salvou o time do empate debaixo do pau da trave.

  • SOFREU PARA GANHAR DO TIME TODO RESERVA DO CRUZEIRO. SE O CRUZEIRO ESTIVESSE COM O TIME TITULAR PERDERIA DE NOVO. FUTEBOL POBRE. COM ESSA BOLINHA QUE ESTA JOGANDO TEM GRANDE CHANCE DE SER ELIMINADO PELO GREMIO COMPLETO. E TAMBEM DIFICILMENTE DERROTA O ATLETICO DO PARANA EM CURITIBA, JA QUE NUNCA CONSEGUE BOM RESULTADO EM CURITIBA.

Comentários não são permitidos.