Diferentemente de Bandeira, Barbieri se esquiva sobre arbitragem e destaca importância do jogo

FOTO: GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO

Ao contrário do que declarou o presidente Eduardo Bandeira de Mello ao portal O Dia, o técnico rubro-negro Maurício Barbieri preferiu esquivar-se do assunto arbitragem. Para a semifinal entre Corinthians e Flamengo, o comandante diz só ter pensado na própria equipe.

— Estamos focados no nosso trabalho. Quando é pertinente, expresso minha opinião. No jogo contra o Corinthians espero que o árbitro faça um bom jogo e que possamos sair com a vitória —, afirmou.

Postura diferente da adotada anteriormente pelo próprio treinador, já que às vésperas do duelo de ida, Barbieri criticou abertamente a escolha do árbitro para o confronto que acabou empatado em 0 a 0 e sem erros determinantes da arbitragem.

O dono do apito será Ricardo Marques Ribeiro. Mineiro que conta com a chancela da FIFA. Árbitro importante, em uma partida fundamental, como reconhecido pelo treinador rubro-negro.

— É o jogo mais importante do ano se tratando de Copa do Brasil. Se passarmos, isso não diminui a importância do jogo seguinte do brasileiro —, analisou.

Corinthians e Flamengo se enfrentam nesta quarta-feira (16), às 21h45 (horário de Brasília), na Arena Itaquera. O estádio deverá estar lotado. Em caso de empate, a definição de um dos finalistas da Copa do Brasil irá para as cobranças de pênalti.

Veja também