Fabio Monken: “Planejar ‘corretamente’ é preciso!”

FOTO: GILVAN DE SOUZA / FLAMENGO 

Salve, Salve Nação Mais Linda do Mundo!

O que acontece, realmente, com o time do Flamengo? Por que não engrenamos? Por que ficamos sempre no quase? Por que não conseguimos nos livrar de sinas que nos incomodam? Essas indagações, muito pertinentes, permeiam o ambiente rubro-negro há algum tempo. Vou tentar elucidá-las seguindo minha linha de raciocínio.

Atualmente, o C.R. do Flamengo possui um elenco que eu considero entre mediano e bom. Digo isso não apenas me baseando em achismo, mas posso fundamentar minha tese retrocedendo à época da contratação dos jogadores.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Se voltarmos alguns anos no tempo, veremos que a montagem de nosso elenco foi, fundamentalmente, pautada em oportunidades de mercado. Esse, na minha humilde opinião, foi o erro, que agora mostra-se crasso, da diretoria do Mais Querido.

O planejamento que tanto apregoam a essa diretoria resume-se apenas (e somente apenas) fora das quatro linhas. Podemos destacar as áreas: financeira, de marketing e redes sociais as quais alavancaram nosso clube o literalmente o alçaram ao patamar “doutrinador” do futebol nacional.

Mas não nos esqueçamos que nosso amado, adorado e idolatrado Mengão vive do futebol. O antigo esporte bretão é o carro-chefe, o trem pagador do Flamengo, por isso, o planejamento do departamento deveria ter sido levado muito mais a sério do que tem sido levado.

Afirmo aqui, categoricamente, e sem nenhuma chance de errar, que o Flamengo só terá sua solidez esportiva e consequente protagonismo no cenário do futebol nacional, sul-americano e mundial a partir do momento que começar a levar a sério o planejamento profissional do departamento de futebol.

Isso demanda tempo, profissionais competentes e planejamento prévio! Devemos iniciar um ano com o planejamento do outro já em mente. Os ciclos devem ser definidos. Tanto faz se o trabalho terá duração de dois, um ou cinco anos, tanto faz. O que realmente importa é que tenhamos definido o elenco através do que o clube tem em mente sobre o futebol a ser apresentado pela equipe.

Exemplificando simploriamente, poderíamos definir da seguinte maneira:

1 – Definição do estilo de jogo definitivo a ser adotado pelo clube;

2 – Implantação deste estilo desde a categoria sub-15, por exemplo;

3 – Definição da comissão técnica que mais se enquadre na filosofia de jogo que foi definida, onde o treinador teria a obrigação de fazer a equipe jogar de acordo com o estilo definido previamente;

4 – Alinhamento das contratações e montagem do elenco que melhor se enquadre na filosofia adotada, escolhendo os atletas conforme suas características se alinhem ao padrão tático a ser adotado;

5 – Nunca contratar um atleta, por mais que seja diferenciado, que não se enquadre no estilo de jogo do clube, achando que possamos “mudar” sua característica e estilo de atuação.

Seguindo esse preceitos tenho a certeza, absoluta, de que poderemos começar a trilhar nosso caminho rumo às vitórias e conquistarmos títulos de maneira consecutiva. Acredito piamente nessa metodologia! Devemos ainda ressaltar que o departamento de futebol deve traçar METAS e EXIGIR SEU CUMPRIMENTO! Isso, a meu ver, faltou a esse corpo diretor.

Agora é colocar isso em prática e torcer para que a turma que assuma no lugar do Bandeira, seja ela qual for, possa rezar nessa cartilha e faça, enfim, nosso amado Mengão mais forte e mais consistente do que jamais vimos. Temos a faca e o queijo na mão. Falta vontade. Vontade e coragem para implementar um método realmente eficaz, mesmo que demore algum tempo para que os resultados venham. Nosso futuro só depende de nós! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações rubro-negras a todos!
 Fabio Monken
Twitter: @fabio_monken

Gostou? Não gostou? Concorda, discorda? Ótimo!
O Debate sempre será salutar!
Deixe seus comentários e interaja conosco!
Pontos de vista divergentes são essenciais à evolução do homem.
Mas lembre-se: Somos todos Flamengo!
A intolerância e a falta de argumentos são os combustíveis para o fracasso!

Veja também

  • Toda vez que sai um texto com a palavra planejamento no titulo, já sei que vem decepção. E não foi diferente. É cada texto sem pé nem cabeça e totalmente nada a ver. É impressionante….

Comentários não são permitidos.