Em busca de técnico, Flamengo tem últimos títulos com ex-auxiliares à beira do campo

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

O Flamengo é um dos maiores clubes do Brasil, isso é inquestionável. No entanto, o clube está desde 2013 sem conquistar um título de expressão, quando se sagrou campeão da Copa do Brasil daquele ano. À procura de um treinador para a temporada de 2019, o Rubro-Negro tem como algo marcante o fato de suas duas últimas conquistas mais relevantes terem tido treinadores interinos ou ex-auxiliares à beira do gramado.

Em 2009, quando conquistou o hexacampeonato brasileiro, o Fla foi comandado em parte da competição por Cuca, que não tinha uma boa relação com os jogadores. Após resultados aquém do esperado, o técnico foi demitido e Andrade, então auxiliar do clube, assumiu o comando do time, conseguindo aproveitamento superior a 78% nas 17 rodadas finais do Brasileirão, vencendo assim, de forma improvável, o certame daquele ano.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Em 2013, algo parecido aconteceu. Mano Menezes não conseguiu emplacar bons resultados à frente do Fla e, após perder por 4 a 2 para o Atlético-PR, em pleno Maracanã, pediu demissão com aproveitamento de 50% nos 4 meses que ficou no clube. Sendo assim, Jayme de Almeida, então auxiliar técnico, assumiu o time e levou o clube para a sua terceira conquista da Copa do Brasil.

Antes disso, inclusive, em 1981, Paulo Cesar Carpegiani, recém aposentado, assumiu o Rubro-Negro e foi o responsável por comandar o time nas conquistas da Copa Libertadores da América e no Mundial de Clubes, maiores títulos da história do Mais Querido. Carpegiani assumiu o Fla após o infeliz falecimento de Cláudio Coutinho, que foi o comandante do time em parte da Libertadores daquele ano.

Buscando montar o planejamento para 2019, as principais chapas que disputarão a eleição – tanto a Rosa, de Ricardo Lomba, quanto a Roxa, de Rodolfo Landim -, no dia 08 de dezembro, estão atrás de um treinador. Isso porque, Renato Gaúcho, principal alvo, optou por renovar o seu contrato com o Grêmio. Abel Braga é cotado, assim como Dorival Júnior pode permanecer no Rubro-Negro. Em todos os casos, o Flamengo não deve deixar na mão do acaso quem comandará o clube na próxima temporada.

Veja também

  • Porque não o ANDRADE? Humilde, sereno e amigo dos jogadores…Um exemplo de
    humildade crescente. Avante mengão!!!

Comentários não são permitidos.