Em saída do Maracanã, Diego Alves se cala sobre Dorival e futuro no Flamengo, mas elogia atuação de César: “Torço muito por ele”

Por: Venê Casagrande

O Flamengo recebeu o Santos nesta quinta-feira (15) e conseguiu vencer por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Henrique Dourado. Porém, lá atrás, o goleiro César foi quem garantiu o triunfo rubro-negro. O camisa 37 esteve duas vezes frente a frente com Gabigol, artilheiro do Brasileirão, e salvou o Fla em ambas. Em meio a isso, Diego Alves, ex-goleiro titular, que vive polêmica com o clube, fez questão de elogiar o companheiro de equipe.

O atleta foi abordado pela reportagem do Coluna do Flamengo durante sua saída do Maracanã, que ocorreu cerca de cinco minutos antes do apito final. Sobre Cesar, ele garantiu: “Estou muito feliz pelo time. Torço muito para o César, que é um menino muito batalhador”. Em seguida, ele também falou sobre o aniversário do Flamengo: “Já mandei (parabéns) através das minhas redes sociais. Hoje também é aniversário da minha esposa, então feliz aniversário também pra ela”, completou o arqueiro.

Diego Alves durante saída do Maracanã, no jogo entre Flamengo e Santos (Foto: Venê Casagrande/Coluna do Flamengo)

Durante o breve bate papo, a reportagem também fez questionamentos sobre a situação de Diego Alves com o Flamengo e também com o técnico Dorival Júnior. Entretanto, nesses momentos, o jogador optou pelo silêncio. Dentre os episódios da polêmica com o treinador, o último foi a discussão acalorada, na presença do elenco e também de dirigentes. Nela, tanto Diego quando Dorival trocaram ofensas. Desde então, o jogador tem treinado em horário diferente do restante do elenco, na tentativa de amenizar os danos causados pelo desentendimento.

Com contrato até o fim de 2020, Diego Alves aguarda o fim do Brasileirão para definir o seu futuro, visando também a definição do novo presidente do clube, uma vez que haverá eleição no início de dezembro. Caso Lomba assuma o posto, a tendência é que o atleta deixe o Flamengo.

CONFIRA O VÍDEO:

Veja também

  • Deu mole e se colocou acima do clube. Uma pena, pois qualidade tem de sobra…agora meu o César tomou conta e SE quiser, vai ter que ralar. Eu colocaria uma pedra no assunto, multava, resolvia a questão e o colocaria na reserva (SE NÃO QUER), ai vaza. Simples. * Dorival não está errado, não sei o que de fato ocorreu, mas para a fastar o goleiro dessa forma, ai tem…e os dois já se bicaram, então já viu. O problema é manter o cara, pagando um alto salário e ele nem jogar…tem que pensar bem e pesar as coisas de modo correto: valorizar e vender? No banco já seria complicado imagina não atuando.

Comentários não são permitidos.