Flamengo sinaliza proposta de € 5 milhões por Dedé, mas investidores sugerem aumento de oferta para iniciar conversa com Cruzeiro

Por: Venê Casagrande

A primeira contratação do Flamengo para a temporada de 2019 foi o zagueiro Rodrigo Caio. No entanto, o a diretoria ainda sonha com outro reforço para o setor. Na Gávea, o atleta Dedé, do Cruzeiro, é visto como nome ideal, e a diretoria tem se movimentado na tentativa de trazer o defensor. O Rubro-Negro sinalizou com proposta de € 5 milhões para os investidores que detém os direitos econômicos do jogador.

De acordo com apuração da reportagem, a ideia de receber € 5 milhões por Dedé não “encheu os olhos” dos investidores. A conversa ocorreu no último domingo (07), e a quantia oferecida pelo Flamengo foi negada de antemão por representante do Grupo Sonda. Ainda assim, Bruno Spindel – que negocia em nome do Fla -, garantiu que conversaria com a cúpula rubro-negra para decidir se será oferecido um valor mais alto.

Por parte dos investidores, o lema é manter a tranquilidade e não se apressar para fechar um possível negócio. Sabendo da possibilidade de venda, os envolvidos mantêm contato direto para definir o valor que será pedido. Vale destacar também que, para ter Dedé em seu plantel, o Flamengo precisará negociar não somente com os donos dos direitos econômicos, mas também com o Cruzeiro, uma vez que o atleta tem contrato até o fim de 2021 com a equipe mineira.

Entenda a “Pizza” Dedé

O Cruzeiro não é dono de nenhuma parte dos direitos econômicos de Dedé. O atleta tem porcentagens divididas entre quatro investidores: 51,91% é de posse do “DIS”. O empresário Marcus Secundino detém 30,5%. A conta fecha com mais 11,09% para o empresário Giscard Salton e 6,5% para a empresa “GT Sports”.

Valorização por parte do clube e gratidão do atleta dificultam transação

Aos 30 anos, Dedé está entre os atletas mais bem pagos do Brasil, com salário na casa dos R$ 750 mil. Além disso, o defensor é tratado como fundamental na Raposa. Essa postura foi reafirmada publicamente por Itair Machado, vice de futebol do Cruzeiro: “Temos bom relacionamento com o Flamengo e o clube carioca fez proposta oficial apenas pelo Dedé e não pelo Arrascaeta. Dedé é inegociável”, disse ele em entrevista coletiva concedida no dia 03 de janeiro.

Com sentimento de gratidão ao Cruzeiro, o zagueiro não forçará uma saída da equipe. Ao longo de sua trajetória como profissional, foi na equipe mineira que ele viveu um dos momentos mais difíceis de sua carreira, quando ficou por exatos 272 dias sem jogar, por conta de lesão. Nesse período, o clube sempre demonstrou paciência e deu total assistência na recuperação do atleta, postura que fortaleceu a relação entre as duas partes. Além desse momento em específico, Dedé também passou por outros problemas físicos em 2014, 2015 e 2016, nos quais o Cruzeiro jamais deixou de dar segurança ao defensor.

Por conta da valorização mútua e reciprocidade no tratamento entre as partes, Dedé só abrirá conversas com o Flamengo caso a equipe celeste o libere. Na Raposa, ele goza de total prestígio da diretoria e também da torcida, tendo contrato vigente até o fim de 2021.

9 Comentários
  • Dedé, “larga de mão”, virou briga com “bêbado: Se perder, grande vergonha e, vencendo, COVARDIA !!!Gustavo Henrique do Santos, é a alternativa !!!

  • Criação de sites e aplicativos para celular