Fabio Monken: “Fla ‘Denorex'”

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Mais um jogo pelo carioqueta 2019 e mais uma vitória, acachapante, doutrinadora, magnífica, espetacular! #SQN! Muito menos, né galera?

Antes da turma “ratear” como se diz em terras curitibanas, devo ressaltar que simplesmente adorei a vitória, ainda mais ganhando de quatro. Mesmo assim, devo ressaltar que estou muito apreensivo quanto ao futuro deste time montado por Abel Braga, como diria meu grande amigo LH: “o Joel Santana do século XXI”.

Como todos sabemos, ainda temos um compromisso (Portuguesa-RJ) na próxima quinta-feira às 21 horas antes de enfrentarmos o São José, na altitude, na estreia da Libertadores em plena terça-feira de Carnaval.

O time, mais uma vez, ganhou pelas individualidades e, principalmente, pela diferença técnica abissal (salve, Rodrigo “Abissal” Bigode!) entre as duas equipes. Não criamos nada taticamente. Parecia uma pelada onde os jogadores do time formado às pressas iam se conhecendo ao longo da partida.

E deu no que deu, vitória da equipe mais qualificada tecnicamente. Quanto às inovações trazidas pelo Abelão, apenas consegui constatar o lateral cobrado diretamente na área. Patético, pra dizer o mínimo.

Para a galera mais nova que não se lembra da propaganda do xampu anticaspa da década de 80, o slogan do produto pegou e é sinônimo de enganação até hoje. Dizia a frase: “Denorex, parece mas não é!” dizendo que o xampu não era nem xampu e nem remédio anticaspa. A verdade era que cheirava mal à beça! Hahahaha.

O Flamengo de Abel é a mesma coisa, parece forte, mas não é. A goleada imposta ao pior adversário enfrentado nesta temporada pode enganar nossa torcida que está sedenta por um time vencedor e realmente forte. Faço um alerta: não se enganem!

O time parece um deserto criativo. Muita dificuldade para abrir o caminho entre defesas melhores postadas. Time montado reativamente e, pasmem!, fragilíssimo defensivamente. Isso mesmo, frágil! Não podemos tomar sufoco do Americano como tomamos no final da primeira etapa do jogo de ontem, é inadmissível.

Além disso, nosso treinador tem que parar de inventar. Deslocou o Arrascaeta para o lado direito, substituindo Éverton Ribeiro, que foi poupado do jogo de ontem e o gringo foi muito mal. Ainda bem que no segundo tempo ele colocou o “Arraxxxca” no lugar certo, ai o cara arrebento e deu mostras que será o jogador forte e vertical pelo qual todos ansiamos.

De resto, mesmice! Pouca (quase nenhuma) tática, raras triangulações e a constatação de que necessitamos urgentemente de laterais decentes para que as jogadas tenham continuidade e a bola pare de ser atrasada quando chega na lateral mais aguda do campo.

É isso. Aguardemos o que virá! Sinceramente eu não espero muito de nosso treinador. Ele não tem e nunca teve o perfil que a imensa Nação rubro-negra espera de um comandante. Mesmo assim, retranqueiro e antiquado, se ele não atrapalhar já conseguiremos jogar muito mais bola do que temos jogado neste início de temporada.

Nossos jogadores são qualificados e temos percebido que eles têm resolvido os jogos por conta própria, pelo menos no caso de adversários mais frágeis. O perigo virá quando enfrentarmos times mais bem montados tecnicamente, mesmo sem qualidade técnica, como no caso do Fluminense. Será que o Fla “Denorex” conseguirá vencê-los? Só Deus sabe! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo Simplesmente é!

Saudações Rubro-Negras a todos!!!

Fabio Monken

Twitter: @fabio_monken

Gostou? Ótimo! Não gostou? Ótimo também!

Ninguém é o dono da verdade! Isso é fato!

Venha debater conosco suas ideias, mas faça-o educadamente, pois a falta de respeito e de educação são os combustíveis dos fracassados e de parca argumentação!

6 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular