Flamengo demonstra raça, mas é envolvido pelo AEK e perde Mundial de Basquete

FOTO: DIVULGAÇÃO / FLAMENGO

Flamengo e AEK Atenas, da Grécia, se enfrentaram na noite deste domingo (17), na Arena Carioca 1, pela grande decisão da Copa Intercontinental, organizada pela Federação Internacional de Basquete (FIBA). Apesar de início animador, o Rubro-Negro viu os gregos dispararem na segunda etapa, comandado pelo americano Theodore, para alcançar o título do Mundial de Basquete, vencendo pelo placar de 86 a 70.

O JOGO

Ainda de a bola subir na Arena Carioca 1, homenagens foram feitas aos dez garotos do Ninho mortos no trágico incêndio no Ninho do Urubu, CT de Flamengo.

Enfrentando o campeão europeu, o Orgulho da Nação iniciou o jogo de maneira animadora, com raça, sendo levantado pela torcida presente em bom número na Arena. O AEK tentou controlar a partida e mantinha forte marcação sobre Franco Balbi, destaque do clube no Intercontinental. A equipe da Gávea chegou a abrir cinco pontos na partida, mas aos poucos viu a superioridade dos gregos entrar em cena. Com bolas de três certeiras, o adversário passou à frente e finalizou o primeiro quarto com 20 a 19.

O segundo quarto foi marcado pela superioridade do AEK em detrimento dos erros de passes do time carioca, que demorou para acordar.  Os adversários dispararam à frente do placar, marcando os oito primeiros pontos da etapa. Nos minutos finais, o clube da Gávea tentou manter a tranquilidade. Anderson Varejão e Olivinha empurraram a torcida e foram muito bem nas bolas de segunda tentativa. Entretanto, os gregos eram soberanos nos arremessos de três pontos, com destaque para o americano Theodore, e finalizaram o primeiro tempo novamente na frente: 42 a 33.

A parcial do Flamengo no terceiro quarto foi superior que os demais, perdendo por somente um ponto. Demonstrando raça, a equipe conseguiu encostar ao final, com 63 a 55 para o adversário. Apesar disso, o início da equipe foi ruim, e os erros sucessivos marcaram os primeiros minutos do time, enquanto o AEK se aproveitava e marcava, com atuação impecável do americano Theodore. A reação veio nos minutos finais. Anderson Varejão, cestinha até então do jogo, chegou ao duplo-duplo com 19 pontos e dez rebotes, mas não foi o suficiente para passar à frente.

O último quarto foi caracterizado por muitos erros de ataque do Fla, que teve que arriscar mais no jogo, enquanto o AEK conseguia articular bem as jogadas e mantinha tranquilidade. Sem dar chances ao Rubro-Negro, os gregos foram mais eficientes, erraram menos, acabando com o sonho da equipe da Gávea de alcançar o bicampeonato mundial de basquete.

Veja também

  • Poha até no Basquete CHEIRINHO… vamos orar… por que a coisa está séria ou melhor, CHEIRINHO

  • Esse time é um lixo não jogou nada bando de bostas igual o futebol , Flamengo vai acabar ,entrar em exibição falindo

  • Este nosso país precisa rever seus métodos educacionais e recomeçar do zero!!

  • Mundial kkkkk

    • qual o seu time, bbk?

  • Essa porra é contagioso…VTNC

Comentários não são permitidos.