Falha de Samir e situação delicada na Libertadores: relembre o último jogo do Flamengo na altitude

FOTO: AFP

O Flamengo está com os dias contados para estrear na Copa Conmebol Libertadores. O primeiro compromisso da equipe da Gávea, no entanto, será longe de seus domínios. Na altitude de 3.735 metros da cidade de Oruro, os comandados de Abel Braga enfrentam o San José, da Bolívia, no dia 5 de março. O último embate dos cariocas em condições semelhantes de elevação aconteceu em 2014, no dia 19 de março, também na Bolívia, mas não traz boas recordações ao torcedor rubro-negro.

O clube enfrentou o Bolívar, na altitude de 3640 metros da cidade de La Paz, ainda pela fase de grupos do torneio, e saiu derrotado pelo placar de 1 a 0. Apesar das duas horas de viagem antes do jogo e a evidente diferença na velocidade da bola, o que realmente complicou a vida do Fla no confronto foi o campo molhado, que proporcionou diversos escorregões dos jogadores da equipe.

Em um deles, Samir – que escorregou outras duas vezes – perdeu a bola dentro da área e cometeu pênalti, que determinou a vitória do adversário. Arce, ex-Corinthians, foi o responsável pela cobrança decisiva. Na ocasião, além do revés, a equipe comandada na época por Jayme de Almeida caiu para a lanterna do grupo 7 e se complicou na Libertadores. Mais tarde, o clube carioca seria eliminado de forma precoce, ainda na fase de grupos, pelo Léon, do México, frustrando os mais de 60 mil torcedores presentes no Maracanã.

O time rubro-negro que foi a campo na altitude de La Paz contou com os seguintes jogadores: Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Luiz Philipe “Muralha”, Gabriel, Carlos Eduardo e Everton; Hernane. Montado no esquema 4-5-1, o meio campo foi pouco efetivo diante do Bolívar, conseguindo criar somente na etapa final, mas sem sucesso. Os cilindros de oxigênio, presentes no banco de reservas da equipe, não chegaram a ser utilizados pelos atletas.

O Flamengo está ciente das dificuldades que terá para enfrentar a altitude de Oruro e, diante da situação, preparou uma logística especial para estrear com o pé direito na competição continental. Antes disso, porém, a equipe comandada por “Abelão” está focada no embate com a Portuguesa, nesta quinta (28), pela segunda rodada da Taça Rio. O jogo será disputado no Raulino de Oliveira, às 21h (horário de Brasília).

Veja também