Renê aponta desatenção do Flamengo em alguns lances, mas enxerga time pronto para estreia na Libertadores

FOTO: REPRODUÇÃO/ESPN

O Flamengo fez o seu último jogo antes da estreia na Copa Conmebol Libertadores. A equipe comandada por Abel Braga foi a campo na última quinta-feira (28) e venceu a Portuguesa, pelo placar de 3 a 1, em Volta Redonda. Na zona mista, Renê não escondeu a ansiedade com a partida pelo torneio de clubes mais importante do continente e disse enxergar o time pronto para o desafio.

Eu acho que a nossa equipe está mais do que pronta. A gente vem trabalhando desde a pré-temporada. A Libertadores não sai da nossa cabeça. Entramos no jogo de hoje decididos e focados, mas a gente sabe que depois do jogo voltamos o foco para a Libertadores. A gente sabe que vai ser um jogo difícil, com a altitude. Ninguém sabe o que esperar do time deles. Até agora não vimos nada, mas creio que a partir de hoje começaremos a ver. É se preparar bastante e focar -, disse o lateral esquerdo.

Apesar de ver a equipe preparada para a competição continental, o defensor não deixou de pontuar a “falta de atenção” do clube da Gávea em alguns lances. Contra a Portuguesa, o time novamente foi vazado após falha de Arrascaeta no campo de defesa, que culminou no gol adversário.

Acho que a gente vem deixando a desejar um pouco, com a falta de atenção, tomamos mais um gol besta hoje. Às vezes damos uma caída na concentração, mas sabemos que no jogo de terça isso não pode acontecer. É trabalhar e focar para que terça-feira não possa dar nada errado e que a gente saia com uma vitória importante lá -, destacou.

Renê e os demais atletas se reapresentam nesta sexta-feira (01), visando dar início à preparação para a estreia na Libertadores, que acontece na próxima terça (05). A equipe da Gávea enfrenta o San José, da Bolívia, e terá que se adaptar à altitude de 3.700 metros da cidade de Oruro. O duelo será disputado às 19h15 (horário de Brasília), no estádio Jesús Bermúdez.

Veja também

  • Em 1972, Vanderlei (luxenburgo) , lateral reserva que jogou a final do carioca pelo flamengo, afastou uma bola para frente da área que ocasionou o gol do flu, e na ocasião criticaram o jovem atleta por sua falha. Era o B A Ba do futebol , nunca passar a bola pra frente da Serra, visto que só cruzar em direção a seu companheiro, a chance de interceptação do lance pelo adversário é muito grande. Hoje vejo o Renê dar um passe de alto risco ,falar em “falha” do time não se tocando que deixou de cumprir uma norma (b a ba) do futebol. E isso é preocupante. Falar , criticar Arrascaeta pela falha é fácil, assumir seu próprio erro, é difícil.

Comentários não são permitidos.