Anderson Alves: “O que esperar de Jorge Jesus”

Não. Esta não é mais uma matéria sobre como o português monta seus times. Está mais para esperança do que o treinador pode fazer por aqui diferente de outros.

Olá, coleguinhas de Coluna do Fla. Hoje vamos pensar o que tem na bagagem, Jorge, o Jesus que traz os presentes antes do Natal. Claro que ainda estamos falando de uma suposição, já que não foi anunciado (os membros de sua comissão técnica), mas a perspectiva é animadora e foi noticiada. São 9 profissionais que trabalham com ele! 9! Apesar da notícia, ainda em viés de confirmação, de que trará apenas 5 ou 6.

Alguém pode pensar que é exagerado, mas aquela pergunta inconveniente continua a martelar: como têm se saído os técnicos que não trazem uma equipe de confiança? Trazer comissão técnica é natural. No Brasil se faz muito com auxiliares e até preparador físico. Estrangeiro vem para cá e não pode ficar sozinho. Já tivemos essa experiência com Rueda que trouxe apenas 2.

Claro que ainda estamos no campo hipotético, mas já viram as contratações dos clubes de JJ enquanto treinador? Ramires, Javi Garcia, Saviola, Gaitán, Witsel, Garai, John, Pizzi, Markovic, Lisandro López… A equipe de inteligência do português é muito boa e tomara que venha. Isso será fundamental para o Flamengo.

Conseguir uma troca de experiências entre os profissionais portugueses e os funcionários do clube será fantástico. Sobretudo no que tange a preparação para jogadores que precisam de intensidade os 90 minutos.

Outra coisa muito importante que pode acontecer é o surgimento de um time B. O Benfica tem! Contratar jogadores baratos, sobretudo os de TODA América latina exige um time B. Não há sub 23 que aguente. E, claro que a experiência do treinador será vital, mas mais do que experiência, expertise, o que Jorge Jesus deve trazer ao Flamengo é uma mudança de mentalidade. Assim seja!

Anderson Alves, O otimista.

6 Comentários
    • A equipe de inteligência do flamengo precisa gravar e copiar e implantar se caso o.modelo for bem sucedido, a experiência que esse cara tem pode mudar nosso patamar, ele saindo em breve é o que pode acontecer se ele for bem, e já ter uma linha de trabalho no modelo JJ.

  • Lá em Portugal o time B é como são conhecidas as divisões de base mas tomara que eles tenham jogadores mais rodados nesta categoria. No mais seu comentário foi ótimo.

  • Essa é também a minha esperança, de que o Jorge Jesus traga consigo, toda uma gama de profissionais que, normalmente, compõem a Comissão Técnica dos grande treinadores. O Mengão só tem a ganhar com isso. Precisamos de uma nova mentalidade esportiva. Pensar grande deve ser o nosso lema, juntamente aos títulos, claro. .

  • Criação de sites e aplicativos para celular