Gabigol pode quebrar tabu de 25 anos e ser artilheiro do Brasileirão por duas temporadas seguidas

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

Não importa o dia: hoje tem gol do Gabigol. O camisa nove do Flamengo quebrou qualquer desconfiança em relação a seu apelido, atingiu a melhor fase da carreira e transformou em lema uma frase da torcida. E é neste pique que Gabriel Barbosa pode entrar, mais uma vez, para a história do futebol brasileiro: artilheiro do Brasileirão em 2018, ele está adiantado em busca de repetir o feito em 2019 e pode se juntar a um grupo restrito de jogadores.

Se terminar o Brasileirão como artilheiro em 2019, ele se tornará o quarto jogador a ser o maior marcador do Brasileirão por dois anos seguidos. Este recorde só foi atingido em três outras ocasiões. Bita, do Náutico foi o primeiro, em 1965 e 1966. Dario, o Dadá Maravilha, conquistou a marca em 1971 e 1972. A última vez que um atleta conseguiu este feito foi há 25 anos: Túlio, do Botafogo, foi o maior marcador do campeonato em 1994 e 1995.


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, com o Banco BS2!


Gabigol já é o único jogador na história a terminar um ano como artilheiro da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro – em 2018, alcançou o feito pelo Santos. O camisa nove ainda terminou as edições de 2014 e 2015 da Copa do Brasil como maior marcador.

O atacante chegou ao Flamengo em janeiro de 2019 e não demorou para conquistar a Maior Torcida do Mundo. O craque já tem 30 gols no ano e vive a melhor fase da carreira. O camisa nove fez 16 gols apenas no primeiro turno do Brasileirão – números que ficam ainda mais impressionantes se postos em perspectiva: em 2018 e 2017, os artilheiros ao final do campeonato marcaram 18 vezes.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Brasileiro em 65 e 66?
    Eu q não aceito essa imposição covarde da CBF.
    Brasileiro começou em 1971.
    SRN.