Bruno Henrique fala em prêmios individuais, mas garante: “Fazer história pelo Flamengo é mais importante”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

Bruno Henrique é, asseguradamente, o jogador mais decisivo do Brasil. Destaque do Flamengo desde a sua estreia pelo clube, quando marcou dois gols na vitória de virada sobre o Botafogo, pelo Carioca, o atacante não deixa de falar em conquistas individuais na temporada, como o “Rei da América”, tradicional prêmio dado pelo jornal “El País” ao melhor jogador do continente. Apesar de candidato, Bruno disse ter em mente outro objetivo principal.

Temos grandes jogadores que podem se transformar em Rei da América. Se eu for lembrado, ficarei muito feliz. Fazer história pelo Flamengo é mais importante do que ser um rei. Primeiro títulos, depois rei. Espero que a gente consiga conquistar -, garantiu o jogador em entrevista ao GloboEsporte.com.


Quer AJUDAR O MENGÃO e ter mais facilidade para adquirir seu ingresso? Abra sua conta e faça o depósito inicial para ativar!


A condição de candidato ao título de melhor jogador do continente é justificada pelos números extraordinários de Bruno Henrique na temporada. Foram 31 gols em 56 jogos disputados em 2019, sendo decisivo no duelo das quartas e semi da Libertadores, contra Internacional e Grêmio, respectivamente, além de protagonizar grandes jogadas para gols de seus companheiros de equipe.

Veja também