Diego Alves nega “obsessão” por penalidades e brinca sobre final: “Espero que não vá para os pênaltis”

FOTO: DIVULGAÇÃO

O Flamengo tem em seu elenco um goleiro conhecido por um feito excepcional: Diego Alves é considerado um dos maiores pegadores de pênaltis da história do futebol. Com números impressionantes por onde passou, o camisa um rubro-negro tem nas penalidades uma de suas grandes forças. Em entrevista para a CONMEBOL, o craque falou sobre esta característica.

Diego Alves começou o papo falando um pouco sobre o sentimento e a preparação no momento de defender uma penalidade. Para ele, a fama de “pegador de pênaltis” exerce pressão, mas a experiência o faz lidar com tranquilidade. Mesmo conhecido pela capacidade de parar cobranças, Diego afirmou querer evitá-las na final da Libertadores.

Tem que ter um auto controle neste momento. Todos esperam que eu vá defender (um possível pênalti) até mesmo pela fama, então eu também levo uma responsabilidade. Mas eu estou acostumado, vivi quase toda minha vida com essa pressão para defender. A gente tenta aproveitar todas as armas para conseguir defender, mas espero que a final não vá para os pênaltis (risos). Mas, se tiver que passar, me encontro preparado para isso -, declarou.


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, com o Banco BS2!


O camisa um já passou por três disputas de pênalti na temporada 2019. Ele foi o titular nas disputas contra o Ajax, na Florida Cup; Athletico, na Copa do Brasil e Emelec, na Libertadores. Nesta última, brilhou ao defender cobrança de Dixon Arroyo e foi fundamental na classificação para as quartas de final. Diego definiu esta partida como decisiva para a trajetória rubro-negra na competição continental.

O jogo contra o Emelec foi um divisor de águas. Foi um momento que viemos de uma adversidade, fomos em desvantagem, sofremos até o final e na decisão de pênaltis a gente teve 100% entre os batedores e consegui defender. Foi uma noite perfeita para nós -, disse.

Ainda que tenha um talento extraordinário para cobranças de pênalti, Diego Alves afirmou que esta característica surgiu de forma natural. Apesar de já ter parado cobranças de craques como Cristiano Ronaldo (três vezes), Messi, Diego Costa e Griezmann, ele negou ter um fervor especial pelas penalidades e afirmou não “sonhar” com nenhum adversário para este momento.

Nunca tive obsessão por pênalti. As coisas aconteceram naturalmente. Tenho certeza que muitos gostariam de bater pênalti em mim (risos), inclusive na Europa. Mas não tem jogador que eu sinta vontade de defender. Não tem específico -, afirmou.

Diego Alves defendeu 31 das 82 penalidades cobradas contra ele na carreira. Com sete cobranças para fora, ele sofreu 46 gols – um impressionante aproveitamento de 48% em pênaltis. Quando atuou por Almería e Valencia, se tornou detentor de duas marcas histórias no Campeonato Espanhol: é o jogador com mais defesas de penalidades em uma só temporada (seis em 2016/17) e o maior pegador de penalidades da história da La Liga – foram 22 defesas em 53 cobranças. Pelo Flamengo, tem oito cobranças defendidas e três chutadas para fora – um aproveitamento de 60,7% nas 19 penalidades enfrentadas.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *