Diego Ribas recorda chegada ao Flamengo, destaca momentos marcantes e escolhe gol mais bonito

Uma das primeiras vezes que vimos a torcida do Flamengo transformar aeroporto em Maracanã foi para recepcionar um jogador que futuramente vestiria a camisa 10 de Zico: Diego Ribas. Em julho de 2016, centenas de torcedores se reuniram no aeroporto Santos Dumont para receber mais uma grande contratação da diretoria rubro-negra à época. Três anos depois e o meia ainda se recorda do momento com muito carinho.

Que chegada! Surpreendente! Não esperava aquela festa no aeroporto, tinha muita gente. Foi engraçado depois, mas vivemos momentos de tensão (risos). Uma multidão e não chegava nunca, a gente nem achava o caminho. Até o repórter perdeu o tênis (risos). Subi no carro para agradecer e sentir um pouco mais do clima -, lembrou.


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, com o Banco BS2!


Diego Ribas estreou no dia 21 de agosto de 2016, contra o Grêmio. Ali, no Mané Garrincha, marcou seu primeiro gol com o Manto Sagrado. De lá para cá, balançou as redes mais 37 vezes. O meia contou qual tento foi o mais especial nesta trajetória.

O gol de bicicleta foi um dos gols mais bonitos que fiz no Flamengo e na carreira, muito por ser no Maracanã. Foi no começo de uma temporada promissora e corresponder dessa forma espetacular foi ótimo. Um dos momentos mais especiais que vivi -, revelou.

Ainda durante a entrevista exclusiva ao portal Globo Esporte, o meia também recordou com muito carinho o dia de sua estreia.

Esse dia foi muito legal, cara! Minha estreia em jogos oficiais com a camisa do Flamengo, em Brasília, um gol de cabeça contra o Grêmio…foi muito bom. Foi bem aquele tipo de sensação que parecia um sonho. Estava voltando para o hotel e eu só pensava: “po, nunca senti isso” -, disse.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *