“É difícil conseguir todo esse simbolismo que ele tem no Flamengo”, diz Mauro Cezar sobre possível saída de Gabigol

FOTO: REPRODUÇÃO

Em 2019, Gabriel Barbosa, mais conhecido – merecidamente – por Gabigol, foi uma verdadeira fábrica de gols e recordes com a camisa do Flamengo. Só pelo Campeonato Brasileiro, o artilheiro marcou 25 tentos em 29 jogos e se tornou o maior goleador na era dos pontos corridos (com 20 clubes). Hoje, o ainda camisa 9 da Gávea se tornou ídolo incontestável de flamenguistas e admiradores do futebol, sendo, inclusive, referência para crianças de outros clubes. Pelo entendimento de Mauro Cezar, jornalista dos canais ESPN, o craque deveria pesar este simbolismo na balança antes de decidir o futuro.

Confira o vídeo:

Me parece que ele não está sabendo aproveitar o momento. O que ele tem hoje é difícil de conseguir. Ele transcende o Flamengo, é ídolo de todos os moleques e foi até saudado por crianças do Palmeiras e do Grêmio antes de entrar em campo. O simbolismo dele é o que a garotada adora. Se ele sai do Brasil e vai jogar no Valência, por exemplo, não vai ser assim. Acho que existe algo mais que não sei se ele está conseguindo compreender. Acho difícil ele conseguir essa admiração e idolatria em outro lugar. Ele criou um ambiente favorável para ele no Flamengo -, pontuou o especialista.


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, com o Banco BS2!


São 43 gols em 57 partidas até o momento, considerando que o Flamengo ainda tem, pelo menos, um jogo para disputar no Mundial de Clubes – ou seja, a marca pode aumentar. O mesmo número de tentos da temporada de Neymar, no Santos. O goleador usou suas redes sociais para celebrar o feito: “Que privilégio! Encontrar a marca de um ídolo (Neymar) no topo da artilharia brasileira em um único ano nessa década”.

Na campanha histórica de reconquista da América, Gabigol também fez seu nome e se tornou o maior artilheiro desta edição da Libertadores – com nove gols em 12 jogos disputados, incluindo os dois da virada histórica contra o River Plate. Os sete tentos marcados durante os 12 jogos disputados no Estadual também o colocaram no topo entre os goleadores do Rio de Janeiro.

Veja também

  • fantástico os torcedores mirins grita o nome dele, “grêmio e palmeiras”

Comentários não são permitidos.